Colônia de Férias

montar uma colônia de férias
Que tal montar uma colônia de férias? Aprenda como iniciar sua colônia de férias e garantir o sucesso nos negócios.

As possibilidades para montar uma colônia de férias vão desde o período integral até colônias de férias que funcionam como acampamentos.

Mercado

As colônias de férias sempre existirão, pois os pais que matriculam seus filhos em uma colônia de férias têm objetivos sociais, culturais, além de esperarem que as crianças tenham experiências enriquecedoras, com atividades artísticas, físicas e educativas.

Há uma infinidade de formas para estabelecer um público-alvo para colônia de férias, entre elas estão colônias para filhos de funcionários, específicos para crianças de mesma religião como crianças evangélicas, crianças estrangeiras, crianças com problemas de saúde e outras situações como crianças de um mesmo bairro, por exemplo.

Há também colônia de férias para preservação do Meio Ambiente, voltadas para o ecoturismo.

Pesquisa de mercado

Através de pesquisa de mercado comece a anotar toda a previsão de mercado, contendo público potencial, receitas e custos que serão gerados. Lembre-se de que o projeto deverá conter todas as especificações de atividades, o custo para realizá-las e qual a previsão de retorno, bem como a estrutura necessária para atender o modelo de negócio e a localização.

Localização

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Para escolher uma região para montagem da colônia de férias, pesquise áreas verdes, como uma chácara, com quadra de esportes, piscina, salão de jogos e bastante espaço ao ar livre para desenvolver as atividades esportivas e culturais.

Pesquise também o desejo da comunidade ou do nicho de mercado em participar de colônias de férias. Analise também os hábitos culturais do local, como a existência e carência de um local para atividades de lazer e socioeducativas.

Atividades

As colônias de férias podem atuar por conta própria com todos os estágios de produção ou terceirizar algumas etapas, como monitores, alimentação, uniformes e outros.

As atividades desenvolvidas deverão ser: passeios à cinemas, zoológicos, trilhas ecológicas, jogos, gincanas, torneios e atividades artísticas como teatro e música.

Uma ideia é estabelecer equipes competitivas desde o primeiro dia e tudo que se fizer na colônia estará gerando uma pontuação até que no final se obtenha a equipe vencedora. Lembrando que os valores da colônia de férias devem ser totalmente voltados para colaboração, trabalho em equipe, organização e outros.

Muitas colônias de férias trabalham com adolescentes e esses podem ficar responsáveis pelos menores o que trabalhará a responsabilidade desses adolescentes.

Organização do Processo Produtivo

Para o bom funcionamento da colônia de férias, o projeto deverá conter proposta educacional, contratar coordenadores que sejam experientes com o trabalho com crianças e adolescentes, verificar se o número de monitores é suficiente para atender a quantidade de crianças e adolescentes.

Estabelecer o número de refeições, planejar a alimentação de acordo com cardápios, alimentos perecíveis, custos da alimentação e escolha de fornecedores diante da qualidade de produtos. Uma dica é estabelecer alimentação balanceada com propriedades nutritivas e retirada da alimentação própria dos fast-foods.

Programar segurança e emergências de primeiros socorros.

Conferir cronograma de atividades, diversificando para que as atividades tenham caráter pedagógico, cultural e físico. Em todas as atividades, é importante verificar o custo-benefício.

Estrutura

A estrutura de uma colônia de férias vai variar de acordo com o tamanho do empreendimento e do planejamento de quantas crianças e jovens poderá receber. Além disso, é interessante planejar  o que a colônia pode oferecer em serviços diferenciados.

A colônia de férias deverá contar com um local para recebimento das crianças para passeio, se não trabalhar na forma de internato, ou deverá também dispor de um local em que as crianças poderão participar de jogos recreativos e outras atividades.

O importante é que o lugar tenha espaço, chuveiros, área verde, campos de atividades físicas como futebol, parques e outros.

Para atender os clientes com uma estrutura ampla e com espaços para lazer, alimentação e esportes, a colônia de férias poderá alugar sítios, chácaras e outros.

Dicas do Negócio

As colônias de férias podem optar por realizar suas atividades em convênios com empresas. Para exercer esse modelo de negócios, porém, é necessário decidir se os convênios abrangerão mais de uma empresa ou uma empresa somente, tudo dependerá da melhor estratégia de ganhos.

Divulgação

A melhor forma de divulgação é o boca a boca, portanto depois da primeira colônia de férias, as pessoas recomendarão para outras e assim por diante.

Porém, há diversas maneiras de divulgar a colônia de férias, cartazes em escolas, academias e outros. Planfetos entregues em parques, zoológicos, shoppings e stands em eventos também são outra opção.

Criar um site para mostrar a estrutura e os  serviços também é bem eficaz.

Investimentos

As colônias de férias terão investimentos com estrutura própria ou locada e veículos próprios. Os outros gastos serão com mão de obra, monitores, auxiliares de serviços gerais, cozinheiros, inspetores, coordenadores e outros.

A empresa terá também custos com profissionais convidados que darão palestras ou apresentarão teatros e outras atividades. Além desses custos com pessoal, os custos com atividades serão com kits e uniformes, bolas, redes, brinquedos e outros itens.

É importante reservar uma verba para o esforço de vendas que incluirá divulgação, marketing, consultorias, legalização e despesas contábeis.

Precificação

As colônias de férias deverão agrupar todos os seus custos para estabelecer um preço único que será pago pelos pais, sendo que este valor poderá ser parcelado.

Entre os custos das colônias de férias estão os crachás, uniformes, transporte, alimentação, locação de clubes e outros custos. A colônia de férias poderá adotar para os custos bases de rateio como quantidade de monitores para cada grupo de crianças, gastos com água, luz e telefone, número de matrículas de acordo com custos com transporte, alimentação e uniformes. Lembrando que cada fator deverá ser dividido para se ter melhor ideia do custo, como por exemplo, custo com alimentação dividido por número de matrículas e etc.

As bases e critérios de rateio são necessários para visualizar os custos de cada atividade diante das vendas realizadas, que no casa da colônia de férias, são o número de matrículas que gerarão receitas, lembrando que com  essas receitas, a colônia deverá pagar a mão de obra antes de todos os compromissos e ainda obter lucro.

Aspectos Legais

A colônia de férias se enquadra para a Receita Federal na mesma categoria de hotéis e pousadas.

Dependendo do faturamento das colônias, elas poderão se beneficiar e tributarem seus impostos da forma  adotada pelo Simples Nacional com um documento único para tributos de IRPJ, PIS, COFINS e outros.

Além disso, a colônia de férias vai precisar de alvarás de funcionamento, licença dos bomberios e outras formalidades para funcionamento. Mais informações no site da Associação Brasileira de Acampamentos Educativos – Abae.

Ficou interessado em como montar uma colônia de férias? Comente:

5.00 avg. rating (89% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA