Como Ter Sua Colônia de Férias

Como ter sua colônia de férias
Investir em uma colônia de férias pode ser um negócio muito rentável. Veja nosso texto e descubra como ter sua colônia de férias!

Chegando o mês de julho ou fim do ano, quando não tem aulas, os pais ficam preocupados com o que vão fazer com os seus filhos, pois muitos responsáveis estão trabalhando e não gostariam que as crianças ficassem em casa sem fazer nada. Uma alternativa para os pequenos é participar de uma colônia de férias.

No momento em que os pais optam por esse caminho, uma de suas maiores preocupações é não deixá-los em locais fechados, longe da natureza, da luz do sol e jogando vídeo game o tempo inteiro.

Por isso, uma colônia de férias é uma chance que as crianças têm de brincar ao ar livre, junto de outras da mesma idade e ainda monitorados por profissionais treinados para tal. Por conta disso, geralmente essas atividades acontecem em locais onde há muito verde, como sítios,  fazendas, parques, hotéis fazendas, clubes e escolas. Sempre com ações divertidas e brincadeiras bem organizadas.

Uma grande vantagem de colocar as crianças neste lugar é que é uma iniciativa para a realização de esportes, atividades lúdicas, interação e contato com a natureza e, em algumas situações, com animais.

Para empreendedores que gostam do ramo de lazer, educação e turismo, essa é uma chance de abrir um negócio, uma empresa que ofereça colônia de férias.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Uma colônia de férias conta com lugares que recebem crianças e adolescentes nos meses em que não há aula, com a proposta de proporcionar a eles muita recreação.

Mercado de uma colônia de férias

O mercado para aqueles que pretendem montar um negócio que envolva colônia de férias é bastante diverso por conta dos vários tipos de estabelecimentos que oferecem atividades para o público infantil  durante as férias. Mas basicamente todos esses locais se diferem um do outro conforme a proposta de cada um: instalações disponíveis, atividades a serem feitas, duração e muito mais. Dessa maneira, são classificadas em categorias, tais como:

1) Quanto aos objetivos: ambiental, cultural, desportiva, recreativa, religiosa e socializante;

2) Quanto ao sexo: masculinas, femininas ou mistas;
3) Quanto aos clientes: grupos abertos ou fechados (esses são para aqueles que tenham diversos pontos em comum, por exemplo, obesos, religiosos, alunos de um mesmo colégio);

4) Quanto à administração: se é do próprio empreendedor ou se é terceirizado;

5) Quanto ao lugar onde funcionará: nas cidades, na praia, na montanha;

6) Quanto à duração: se a colônia de férias ocorrerá em pouco, médio ou longo prazo;

7) Quanto ao período: internamento, semi-internamento, meio-período;
8) Quanto ao tamanho, que vai depender da quantidade de participantes: pequeno, médio e grande.

Como as grandes cidades carecem de espaços para lazer com segurança, a colônia de férias torna-se muito atrativo aos pais que querem opções de lazer para as suas crianças.

Clientes de uma colônia de férias

Os clientes de uma empresa de colônia de férias são basicamente as famílias que contam com os serviços especializados para poder proporcionar o conforto e alegria dos pequenos.

As escolas, associações e clubes são os grandes intermediários, sendo considerados também como uma clientela, já que possuem crianças.

É importante que o empreendedor conheça profundamente todas as características de seus clientes, como hábitos, onde moram, o que consomem e muitos detalhes importantes a fim de que o negócio tenha a direção certa. Para isso, há uma ferramenta indispensável: pesquisa de mercado. Ela é capaz de dar todas essas informações com grande riqueza de detalhes.

Concorrência de uma colônia de férias

Por se tratar de um ramo de atividade em que a concorrência é bastante dispersa, a colônia de férias necessita de serviços diferenciados e qualidade para conseguir um lugar ao sol.

A Associação Brasileira de Acampamentos Educativos (Abae) dá orientações aos responsáveis para que esses possam fazer as escolhas exatas de colônia de férias aos seus filhos e essas dicas dadas devem ser percebidas pelos empreendedores com bastante atenção.

São elas: proposta educacional, experiência dos envolvidos na, relação campistas/monitor, quantidade de refeições, como elas são feitas, qualidade dos alimentos, armazenagem destes, apoio feito por corpo de médicos, facilidade de comunicação, transporte (inclusive os feitos em casos de emergência), locais de atendimento, programação para as crianças e infraestrutura do lugar.

Local da colônia de férias

A colônia de férias ocorre dentro de clubes, condomínios, fazendas e sítios. Contudo, nem sempre esse espaço físico é do empreendedor, ele pode simplesmente fazer uma parceria com esses estabelecimentos e realizar as atividades ali.

De qualquer forma, seja proprietário ou não, o lugar onde a colônia de férias será realizada deve ser grande, amplo, com espaço verde, com tamanho suficiente para as crianças se divertirem bastante.

A estrutura deve ser impecável, pois não há quase nada neste mundo tão exigente quanto pais de crianças pequenas. Luz, água, esgoto, segurança, alimentação, higiene: todos esses aspectos precisam ser levados em consideração quando se define um lugar para atuar com tal atividade.

Como fazer com que a colônia de férias seja conhecida por todos

A publicidade mais simples é a que faz mais sucesso nesse tipo de negócio porque ele reside exatamente em comunicar-se com o púbico-alvo que se tem contato diariamente, que são os pais das crianças nas escolas, os colégios, clubes, etc.

Por conta disso, é preciso que o empreendedor se apresente, mostre o seu tipo de negócio nos colégios, leve a sua proposta de atividade e ainda algum material impresso para que seja levado aos pais por meio dos professores.

Montar um site para que os responsáveis saibam tudo com muitos detalhes deve ser feito, se esses são usuários da internet. Provavelmente, se esses pais podem pagar por uma colônia de férias, se estão dispostos a pagar pelo lazer, isso significa dizer que também têm condições financeiras para ter computadores em casa e acesso à rede mundial de computadores.

Pessoal de uma colônia de férias

Monitores deverão ter formação universitária em educação física, psicologia ou pedagogia. Além disso, a contratação deve levar em conta um item fundamental que conquista todo o público-alvo: a experiência dos profissionais da colônia de férias.

Sazonalidade deve ser aproveitada na colônia de férias

Como se trata de uma atividade que ocorre basicamente nas férias (dezembro, janeiro e julho), o restante do ano não pode ser dispensado.

Caso a colônia de férias esteja dentro de clubes ou em locais que não são destinados somente a ela, o empreendedor não terá tanto problema assim. Contudo, se for um lugar exclusivo para tal atividade, será preciso alugar o espaço nos finais de semana para outras atividades que não sejam da colônia de férias.

1.00 avg. rating (49% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

4 COMENTÁRIOS

  1. Precisava de um tipo de serviços como este. É extremamente valioso. Angola precisa muito disto, porque é um país em renovação e muita gente poderia se beneficiar disso. Gostaria de propor que venham a Angola e abramos juntos este sector. Obrigadão

DEIXE UMA RESPOSTA