Paisagismo e Jardinagem – 7 Dicas Para se Dar Bem

Paisagismo e jardinagem
Paisagismo e jardinagem – 7 dicas para se dar bem.

O setor de paisagismo e jardinagem cresce cada vez mais no Brasil, sendo uma opção bem rentável de negócio.

O setor de paisagismo é aquecido pela demanda de elaboração de jardins, venda de mudas e ornamentação em geral. O negócio de viveiros é um negócio com riscos, mas em compensação quanto mais se produz, mais se vende e assim, mais rentável fica o negócio.

Contudo, o empreendimento exige investimentos e custos. Por isso, a previsão de produção deve acompanhar a previsão de vendas para que o empresário não tenha prejuízo.

Pesquisa de mercado de paisagismo e jardinagem

O paisagismo é um ramo como outro qualquer, ou seja, só dará bons frutos se houver planejamento, controle e estruturação.

Portanto, antes de tudo, é necessário pesquisar sobre o ramo, qual a localização ideal e a concorrência.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Sobre o mercado de plantas ornamentais, sabe-se que os viveiros de plantas, flores e mudas de árvores, movimentam cerca de um bilhão de reais todos os anos, o que dá um crescimento anual de 5%, mas nem todos os viveiros são formalizados e os empresários formalizados acabem concorrendo com viveiros informais. Esses viveiros geralmente funcionam próximo à casa dos proprietários e ainda não possuem registro.

Recomendamos que os empresários de jardinagem e paisagismo tenham registro, pois as chances de comercializar os produtos com um número maior e melhor de comerciantes aumentam.

O mercado de paisagismo e jardinagem tem ótimas perspectivas, isso porque as plantas ornamentais fazem parte da valorização de imóveis, então o mercado de jardinagem é aquecido pelo mercado imobiliário. Outro motivo é que é crescente a cultura de se valorizar residências com o uso de plantas e serviços de jardinagem.

Outra possibilidade é o paisagismo e jardinagem em centros urbanos para compor a arquitetura da cidade de forma mais estética.

Como entrar no negócio de paisagismo e jardinagem

Para aqueles que pretendem empreender no ramo de jardinagem e paisagismo é importante se manter informado sobre o ramo, sobre os produtos e sobre cultivo de plantas.

O paisagismo e jardinagem é um ramo que exige habilidades técnicas e aprendizado. Este ramo não é para leigos, pois é necessário entender ou ter pelo menos noções de cultivo, de como se produzir plantas e outros conhecimentos. Por isso, o recomendado é que os interessados realizem cursos na área.

O conhecimento é a chave para o sucesso de qualquer ramo, como também a informação, e como consequência, não errar no momento de produzir, de comprar insumos e de comercializar.

Com quais produtos trabalhar

Decidir sobre o que cultivar é crucial para o sucesso do negócio de paisagismo, ou seja, o mercado para quem vende planta tem uma demanda e para quem vende mudas de árvores, há outra demanda e outra característica de mercado. Decidir o que produzir é portanto, uma perspectiva de mercado.

Analisar a oferta, a demanda e o custo de produzir, é necessário antes da escolha do que plantar, pois de nada adianta cultivar plantas que não tenham saída no mercado.

Ou o empresário poderá trabalhar a partir da necessidade de mudas de plantas que estejam mais próximas do consumidor e assim planejar cultivo e vendas.

Para quem vender jardinagem e paisagismo

A decisão de “para quem vender” é tão importante quanto a decisão de “o que vender”. Por isso, o mercado consumidor pode ser encontrado na própria vizinhança ou então em outros estados e até outros países.

Quem produz plantas, mudas e flores deve estar preparado para a qualquer momento internacionalizar seus produtos.

O ideal é que antes da abertura do viveiro, o empreendedor já conte com alguns clientes e assim o cultivo será direcionado para a demanda de mercado.

Para saber mais sobre a demanda de plantas, é necessário consultar especialistas como paisagistas locais que já têm experiência no ramo e que conhecem a demanda.

Tipos de plantas

Antes de escolher as plantas com que o empresário irá trabalhar, é necessário que o mesmo conheça as plantas, de acordo com o giro de cultivo e assim selecionar as que têm giro rápido e em pouco tempo são semeadas e vendidas.

Existem outras plantas em que o giro de cultivo é mais lento, o que não significa que não possam ser rentáveis: podem também possuir demanda e serem vendidas por um preço maior.

Escolhidas quais plantas produzir é o momento de se dedicar e produzir plantas de qualidade, que sejam mais bonitas e que durem mais. Para isso, é necessário trabalhar com insumos de qualidade, com boas sementes e terra adubada – que pode ser com minhocas. Além disso, dependerá do cultivo de qualidade, um cultivo que seja livre de pragas, insetos e doenças.

Quanto investir no negócio

Para dar início ao cultivo de plantas e mudas, é necessário planejar um investimento em sementes, terra, estacas, embalagens, utensílios de jardinagem e outros insumos. E ainda investir em capital de giro para o pagamento de despesas fixas e gastos com a produção.

O maior investimento que o produtor terá será com a área de produção: os iniciantes começam a produzir em uma área que tenha até 5mil m².

Os investimentos variam de acordo com os modos de cultivo. As formas de cultivo variam entre as mais simples até o cultivo computadorizado. De uma forma geral, os cultivos podem ser em campo aberto, em telas de sombreamento ou até em estufas que são computadorizadas.

O investimento inicial, considerando que exista um terreno e que a produção conte com um proprietário e um funcionário, gira em torno de R$25 mil.

Aqueles empreendedores que não contam com recurso disponível poderão procurar bancos públicos para empréstimos, como por exemplo, o BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Ele é responsável por financiar empreendimentos com créditos de até R$ 50 mil.

Os empréstimos concedidos são para a implantação ou o melhoria da produção e com isso, o período de pagamento é de até 5 anos, com juros de 8,75% ao ano.

Lucro para jardinagem e paisagismo

Atualmente, o mercado anda mais inflado com tantos produtores e o excesso de oferta fez com que os preços de mudas caíssem, o que não torna impossível a rentabilidade do setor.

O retorno do investimento é rápido se comparado a outros setores, sendo a média de seis meses.

Porém, é claro que o investimento fixo, como compra de terreno, demore mais tempo para ter retorno e a rentabilidade do negócio será consequência da capacidade gerencial, do aumento de clientes, da qualidade dos produtos, da publicidade e melhorias nos processos de produção e investimentos constantes.

Os novos empreendedores do ramo podem integrar as associações produtivas, de vendas e de abastecimento.

O importante é trabalhar com profissionalismo e dedicação para produzir cada vez mais e melhor e constante aprendizado.

Ficou interessado em trabalhar com jardinagem e paisagismo? Comente:

4.43 avg. rating (87% score) - 7 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

5 COMENTÁRIOS

  1. Gostei das orientações e recomendações. Sou geógrafa aposentada, fiz curso de paisagismo e estou elaborando projeto para abertura de empresa de Consultoria Ambiental e Projeto Paisagístico juntamente com um Engenheiro Ambiental e um Arquiteto. Estou estruturando , planejando e me empenhando para que dê certo. Obrigada pelas dicas.

    • Boa tarde Carmen.
      De que lugar vc é? Sou da região serrana do Rio e estou pensando em montar um viveiro de mudas, talvez possamos trocar ideias e tirar dúvidas .
      Abraços.

  2. Boa tarde.
    Tenho uma área de 500m2, que gostaria de fazer um viveiro de mudas de jacarandá, buganvília,e algumas ervas e temperos. Se alguém tiver alguma experiência que possa compartilhar, agradeço.
    Abraços.

  3. Olá Carmem, ainda não trabalho na área, exerço no mercado como professor bilíngue devido minha experiência de 10 anos na Inglaterra, porém sou muito apaixonado pela área de jardinagem e paisagismo, como acho que devo começar? De onde é por onde? Estou pensando em uns mudança radical na vida e correr atrás dos meus sonhos! Obrigado pela atenção!

DEIXE UMA RESPOSTA