Montar um Comércio de Grama

Montar um comércio de grama
Montar um comércio de grama.

Compor uma bela paisagem ou um campo de futebol, seja para paisagismo ou para práticas esportivas, o comércio de grama existe para atender a esses diversos públicos. Por conta de um contexto atual em que as áreas verdes são valorizadas, os empreendedores que buscam uma ideia de negócio podem investir nesse ramo, pois tem bastante ligação com a realidade dos dias de hoje.

Os elementos de paisagem contam com gramados em que esses ocupam de 60% a 80% das áreas ajardinadas. As paisagens abarcam gramas que sejam uniformes, bem formadas e belas. Sendo assim, conheça mais a fundo como abrir um comércio de grama.

Mercado de comércio de grama

O setor de segmento de gramas cultivadas tem revelado cada vez mais muitas novas facetas, por meio de cultivo protegido e de novas espécies.

Há diversos tipos de grama: Esmeralda, São Carlos, Coreana, Santo Agostinho, Batatais e Bermudas. A que mais vende atualmente é a Esmeralda, usadas em gramados esportivos.

Embora tenha revelado novidades ao longo de sua existência, de acordo com informações do Sebrae, esse é um mercado novo, com mais ou menos 30 anos de idade. Até então, não havia o comércio de grama cultivada ou simplesmente era bastante pequeno e bem restrito em determinadas regiões.
A área que mais produz gramas, no Brasil, está no interior de São Paulo, município de Itapetininga; contudo, em todo o país é possível encontrar a produção e o comércio de grama.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

É bem crescente este tipo de cultivo em todo o país, sejam por meio de sementes, tapetes, placas, ou em“plugs”. É um tipo de negócio que caminha lado a lado com os centros urbanos, especialmente no centro-oeste, sudeste e sul, onde há um desenvolvimento desse setor muito significativo. Sendo assim, a grande tendência é realmente de crescimento no comércio de grama.

Quem são os clientes do comércio de grama

Os clientes do comércio de grama são profissionais paisagistas, pessoas físicas, construtoras, indústrias, condomínios residenciais e comerciais, repartições públicas, engenheiros e arquitetos. Esses últimos devem ser vistos também como parceiros, pois podem trazer outros clientes ao comércio.

Tornar o comércio de grama conhecido

Já identificado o público-alvo desse tipo de comércio, é hora de estabelecer a comunicação que será feita com ele para poder alavancar as vendas e conquistar mais clientes.

A publicidade, nesses casos, deve ser feita em duas frentes: para as pessoas físicas e jurídicas. Na primeira situação, anúncios em jornais de bairro e cartões deixados em condomínios já são suficientes para estabelecer um canal com a clientela. Na segunda, é preciso ir até esses por meio de reuniões e eventos, para mostrar claramente o tipo de produto que é comercializado.

Seja para as donas de casa ou para outros empresários, ter um site é fundamental para que as ideias sejam difundidas da melhor maneira possível. Uma página com informações claras e fáceis de serem encontradas, bastantes fotos e meios de entrar em contato funcionam bastante para tornar o comércio de grama bem conhecido.

O que mais pode ser vendido no comércio de grama

Além dos diversos tipos de gramas existentes, há também produtos de jardinagem e paisagismo que podem ser comercializados.

São eles vasos de diversos tamanhos, plantas diversas, terra, adubos, fertilizantes, argila expandida, pedras decorativas, seixos, artigos de decoração em geral, sapinhos (enfeites) e tartarugas (tipo de lâmpada).

Localização do comércio de grama

Uma opção de localização para o comércio de grama é em locais onde há bastante verde. Geralmente, as empresas que trabalham com esse tipo de produto estão em áreas não muito urbanizadas, onde há muito espaço para espalhar os produtos e servir também como depósito.

Ainda que seja um lugar um pouco mais distante das grandes ruas movimentadas e urbanizadas, é interessante que não seja tão difícil de chegar ao local.

É preciso verificar se existe autorização da Prefeitura para que a atividade seja exercida em tal lugar, se o Governo Municipal já autorizou o uso de letreiro, se existe o Habite-se e tudo o que for relacionado à legalidade do negócio. Verificar se o IPTU está pago e todas as taxas necessárias e impostos são etapas para a legalização do seu comércio de grama.

Também é imprescindível verificar se a rua sofre inundações, se a vizinhança é boa e se serviços públicos são atendidos com eficiência, tais como água, luz, telefone, esgoto e coleta de lixo.

Dicas de negócio de comércio de grama

Como grande parte da clientela desse tipo de comércio é composta por pessoas jurídicas, o empreendedor deve ter contato constante com esses e isso ocorre bastante quando ele frequenta feiras, congressos e eventos em geral, em que todos do ramo estão presentes geralmente.

Quem está entrando no negócio agora, deve ter em seu planejamento a troca de informações com quem já está no negócio. Muitos acreditam que os outros não passarão a experiência vivida, mas ocorre o contrário.

O Sebrae sempre sinaliza essa atitude como um caminho que deve ser percorrido por aqueles que pretendem ser empresários, e no comércio de grama não é diferente.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA