Criação de Galinha da Angola

Galinha da Angola
Galinha da Angola

A criação de galinhas pode render bons lucros, mas qual raça criar? Conheça a galinha da angola e veja se está dentro do seu perfil de empreendimento.

Você acha que as melhores oportunidades de negócio estão nos grandes centros urbanos? Este é um ledo engano que muitas pessoas partilham. Há muito tempo não é necessário sair da zona rural para empreender e ser bem sucedido, pois o ramo do agronegócio é um dos mais bem sucedidos do Brasil, sendo considerado uma das fortalezas da economia brasileira juntamente com a agricultura.

Entre as atividades mais comuns e lucrativas do agronegócio é a avicultura, ou seja, a criação de aves, que pode ser feita para a produção de carne e de ovos, que são amplamente consumidos pela população brasileira, além de serem exportados, garantindo um lucro alto e estável aos avicultores.

Caso seu interesse seja trabalhar com exportação, uma boa dica é ler nosso texto sobre como montar uma empresa de exportação.

Dentre as espécies de aves mais comercializadas e consumidas no Brasil estão as galinhas, as quais podem ser criadas em pequenos espaços, oferecem boa lucratividade ao produtor e tem um custo de produção relativamente baixo.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Você tem um espaço disponível e gostaria de trabalhar com a criação de galinhas? Pois bem, antes de qualquer coisa, é necessário selecionar as melhores espécies para o seu tipo de negócio. Uma das principais raças é a galinha da angola, que se caracteriza por uma ótima produtora de carne e de ovos.

Gostou dessa raça? Para te ajudar iremos trazer aqui mais informações, dicas e um passo a passo de como criar galinha de angola. Confira abaixo!

Conheça a Origem da Galinha da Angola

Como o próprio nome diz, a galinha da angola, chamada cientificamente de Numida Meleagris, tem a sua origem na Angola, país da África, sendo inicialmente uma espécie selvagem e posteriormente domesticada.

A ave pode ser conhecida popularmente como galinha-do-mato, capote sakué, capote, galinha-fraca, guiné ou pintada. Nos primórdios, esta espécie era utilizadas como ornamenta devido à sua plumagem bonita, além de ser “galinha de guarda” por ser barulhenta, comer formigas, lagartas, escorpiões e até cobras.

A galinha da angola engorda facilmente, produzindo bastante carne, além de ser ótima poedeira, sendo capaz de por ninhadas com até 40 ovos, o que fez com que esta espécie se tornasse uma das preferidas para a criação no setor da avicultura.

A criação de galinha da angola requer alguns cuidados, pois elas são mais agitadas, devendo ser condicionadas ao ambiente adequado, do contrário podem atingir um nível alto de stress, que acaba prejudicando a sua carne e produção de ovos.

Tomar cuidados adequados com o ambiente e com o próprio animal é importante para manter a qualidade do produto final, já que dependendo da “vida” da galinha da angola, por exemplo, estressada, isso irá afetar o grau de maciez da carne e, principalmente, a quantidade de ovos que colocará, o que, consequentemente, irá afetar diretamente seu faturamento.

Características da Galinha da Angola

A galinha da Angola é uma das que mais apresentam diferenças em relação às demais espécies, a começar pela sua estética, visto que a raça tem uma plumagem exuberante, com camadas espessas de penas na cor preta com pintas brancas, com bico amarelo, face e crista vermelha, sendo consideradas de porte médio, podendo atingir entre 4.0 kg e 6.0 kg.

O comportamento das galinhas da Angola é agitado, o que faz com que elas emitam sons com frequência, que ficam mais intensos quando estão expostas a situações de stress. Os animais desta espécie começam a produzir ovos a partir dos 6 meses de vida, se forem bem tratadas, a tendência é que coloquem até 300 ovos por ano.

Um dos fatores que levam muitos avicultores a darem preferência para a criação da galinha da Angola é o fato de possuírem uma alimentação variada, visto que elas podem consumir grãos, verduras e ração, tornando o trato mais barato. O animal tem uma carne muito macia e saborosa, sendo comparada a do faisão.

Dicas de Como Criar Galinha da Angola

Você está pronto para começar a sua criação de galinha da Angola? Para que o seu negócio seja um sucesso é preciso compreender todas as necessidades desta raça e condicioná-las ao tratamento correto. Por isso, acompanhe abaixo nosso passo a passo de como criar galinha da Angola.

1 – Adquira as Matrizes da Galinha da Angola

Para começar a sua criação de Galinha da Angola é necessário adquirir as matrizes da raça, que nada mais são do que casais para reprodução. Se você vai iniciar um negócio pequeno, o ideal é comprar, no mínimo, 12 matrizes. Agora, se a intenção é produzir em larga escala, recomenda-se adquirir a partir de 20 matrizes.

Ante de sair por aí comprando as matrizes, faça uma pesquisa para encontrar os melhores criadouros. Dê preferência para as galinhas que estão acima de 6 meses de vida, pois elas já estão prontas para colocar ovos e se reproduzirem, o que permite aumentar a linhagem em menor tempo.

2- Estruture o Criadouro da Galinha da Angola

O manejo das galinhas da Angola é um fator crucial para a qualidade que elas apresentam, tanto na carne quanto na produção de ovos. Sendo assim, a sua primeira missão é estruturar o criadouro em que os animais serão mantidos. Esta espécie é resistente, mas não tolera sol em excesso, devendo ser criada em sistema de confinamento, sendo os galpões de alvenaria os mais recomendados.

O local escolhido para a criação da galinha da angola deve ser bem ventilado, além de estar longe de outros animais e ser espaçoso, visto que esta espécie é bem barulhenta, tendo que ter condições para se locomover com facilidade, pois isto evita o seu stress, gerando menos prejuízos para o produtos. Para alimentar as galinhas tem-se que instalar comedouros no chão.

Quando falamos em um lugar espaçoso, este pode parecer algo “imenso”, mas não é, quando se trata de criação de animais, os galpões de galinha da angola são pequenos e de baixo custo. Claro, comparado a galpões de galinhas tradicionais e menos estressadas, será um pouco maior.

3- Alimentação da Galinha da Angola

Sim, as galinhas da Angola são ótimas produtoras de carne e de ovos, mas para mantê-las gordas e em um bom ritmo de produção é fundamental alimentá-las adequadamente. Nos primeiros meses de vida, o ideal é que as galinhas sejam alimentadas com ração especial para acelerar o seu crescimento.

A partir dos 6 meses de idade, as galinhas da Angola podem receber uma alimentação balanceada, combinando a ração com grãos e vegetais como, por exemplo, alface, milho ou soja. Os animais devem ser alimentados 3 vezes por dia, além de receberem água limpa diariamente. Não se esqueça de limpar os comedouros antes de depositar os alimentos, assim, evita-se que os restos fermentem e façam mal às galinhas da angola.

4- Sanidade da Galinha da Angola

O sucesso da sua criação de Galinha da Angola depende das condições que ela será submetida. Levando isso em consideração, é preciso prezar pela sanidade dos animais. Primeiramente, tome o cuidado de manter o criadouro sempre limpo, evitando a proliferação de doenças. Uma boa dica é desinfetar o espaço semanalmente para retirar as bactérias e germes.

Além disso, é indicado ter o auxílio de um veterinário para avaliar a saúde das galinhas da Angola. Dessa maneira, pode-se identificar possíveis doenças e tratá-las rapidamente, evitando que se alastrem e atinjam toda a criação.

5- Reprodução da Galinha da Angola

As galinhas da Angola são bastante agitadas, logo, para que elas se reproduzam é necessário separá-las por casais, deixando-os em locais isolados por aproximadamente 3 horas. Um macho pode fecundar até 5 galinhas, sendo que após a reprodução eles devem descansar por pelo menos 12 horas.

6- Incubação dos Ovos da Galinha da Angola

As galinhas da Angola são consideradas assustadiças, o que faz com que muitas vezes elas acabem abandonando os seus ovos. Portanto, para garantir que os ovos sejam chocados e gerem pintinhos saudáveis é preciso condicioná-los a um sistema de incubação assistida.

A incubação dos ovos pode ser feito em um espaço com temperatura constante de 20°C e luz intensa. O calor fará com que os ovos choquem em menor tempo, dando origem a novos filhotes entre 15 e 20 dias, que devem ser mantidos separados dos demais animais de ‘grande porte’ até os 30 dias de vida, após este período podem ser incorporados ao criadouro coletivo.

Manter um acompanhamento do seu negócio é sempre importante, na criação de galinha da angola não é diferente. Fique atento a forma que estão se comportando, principalmente quanto a questão de “stress” extremo, o qual pode prejudicar a produção.

Caso perceba que as galinhas da angola estejam sobre um estresse extremo ou alguns pequenos grupos, tente aumentar o espaço ou até mesmo separar os grupos por um tempo, costuma ser suficiente para resolver o problema.

E Você, Pronto Para Começar a Sua Criação de Galinha da Angola?

3.00 avg. rating (66% score) - 2 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA