As Cinco Forças de Porter e Como Aplicá-las no seu Negócio

Você sabe qual é o nível de competitividade do seu negócio no mercado? Ter a resposta desta pergunta é de fundamental importância para identificar qual é o posicionamento da sua empresa no nicho de atuação e melhorá-lo, atraindo a preferência do seu público-alvo e aumentando a sua margem de lucros, que é o objetivo maior de qualquer empreendimento. As cinco forças de Porter estão entre as ferramentas mais indicadas para mensurar o nível de competitividade da sua empresa.

cincxo-forcas-de-porterAs cinco forças de Porter é um modelo utilizado no universo empresarial com o objetivo de analisar o grau de atratividade de uma área da economia, identificando os concorrentes e os fatores que influenciam na competitividade.

Quer saber mais como utilizar as cinco forças de Porter? Confira:

O Que São as Cinco Forças de Porter

As cinco forças de Porter é um modelo para a análise da competitividade do ambiente externo de uma empresa e o setor em que está inserida. Este modelo foi criado por Michael Porter na década de 70.

O método também demonstra que compreender as forças rivais de um ramo de negócio é de extrema importância para que o desenvolvimento do seu plano estratégico seja bem sucedido.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

O modelo das cinco forças de Porter possibilita checar o grau de atratividade de um setor da economia. Esta ferramenta ajuda a identificar quais são os fatores que interferem na competitividade, dentre as quais uma das forças faz parte do próprio setor, enquanto que os outros são externos.

Quais São as Cinco Forças de Porter

1- Rivalidade Entre Concorrentes

A rivalidade entre concorrentes é uma das mais importantes das cinco forças de Potter. Esta etapa é responsável por analisar a atividade e agressividade dos concorrentes diretos do nicho em que a empresa atua. O estudo é focado nos concorrentes que comercializam o mesmo produto que o seu negócio, analisando todas as características das vendas e dos produtos.

2- Barreiras à Entrada de Concorrentes

Não basta apenas estudar as atividades e serviços disponibilizados pelas empresas concorrentes, também é necessário observar a ameaça da entrada de novos participantes e identificar quais são as barreiras existentes no mercado que possam barrar a sua entrada e qual é o poder de reação das empresas que já estão estabelecidas.

Estas barreiras se caracterizam como fatores que dificultam o aparecimento de novas marcas para concorrer no mesmo segmento. Entre as principais barreiras estão a economia, capital necessário e o acesso aos canais de distribuição.

3- Poder de Barganha dos Compradores

O poder de barganha dos compradores é definido como a capacidade de barganha dos clientes para com as empresas do mesmo ramo. Esta força competitiva está relacionada ao poder de decisão dos compradores sobre os atributos do produto, principalmente quanto à qualidade e preço.

Desse modo, os compradores possuem poderes quando: os produtos a serem comprados são padronizados e sem diferenciação, as compras do setor são de grande volume, as margens de lucro do setor são estreitas e a possibilidade de o próprio comprador fabricar o produto é viável financeiramente.

4- Poder de Barganha dos Fornecedores

Os fornecedores possuem poder de barganha quando o setor é dominado por uma quantia escassa de fornecedores, os produtos são exclusivos ou diferenciados, e o custo para realizar a troca de fornecedor é muito alto.

O ramo de negócio em questão não apresenta representatividade no faturamento deste fornecedor. Nesta situação, cabe à organização identificar o atual relacionamento do negócio com os seus principais fornecedores.

5- Ameaça de Produtos ou Bens Substitutos

A ameaça de produtos ou bens substitutos é representada por aqueles produtos que não são os mesmos que os seus, mas conseguem suprir a mesma necessidade. É recomendado analisar este tipo de produto. Normalmente aparecem em nichos situados nos extremos e depois de certo tempo acabam se estabilizando na região toda.

Qual é a Função das Cinco Forças de Porter

O modelo das cinco forças de Porter foi criado com a finalidade de analisar a concorrência entre as empresas. O funcionamento das cinco forças considera os fatores competitivos, que precisam ser analisados de forma detalhada para que a partir daí surja uma estratégia empresarial eficaz.

As cinco forças de Porter são consideradas uma das ferramentas mais úteis do mundo dos negócios, uma vez que possibilita ao empresário ter uma visão mais ampla em relação à sua concorrência e como tirar proveito disso.

Sendo assim, a análise das cinco forças de Porter é muito importante para que uma empresa possa definir a forma que vai se posicionar no mercado, como deve enfrentar a concorrência, além de saber como se relacionar com os fornecedores e clientes.

Como Usar as Cinco Forças de Porter

Quer tornar o seu negócio mais forte no mercado e bem preparado para enfrentar a concorrência em pé de igualdade. Veja a seguir como usar as cinco forças de Porter na sua empresa:

1- Como Ocorre a Rivalidade Entre os Concorrentes

Identifique quem são os seus concorrentes diretos no momento de realizar a análise com as cinco forças de Porter. Mas, tenha em pensamento que não é sempre que uma empresa que comercializa o mesmo produto que você é sua concorrente, pois há a possibilidade de o interesse ser voltado para públicos diferentes.

Para compreender melhor quando ocorre à rivalidade entre as empresas é importante se perguntar como você pode se destacar dos seus concorrentes diretos, como os concorrentes estão agrupados, se as marcas já estão consolidadas no mercado e quais são as vantagens competitivas que os concorrentes possuem como, por exemplo, preços baratos ou melhor localização.

2- Quais São os Produtos Que Podem Substituir o Seu

Há um pensamento entre os empreendedores de que, se um produto é inovador, consequentemente, não há concorrência. Porém, esta suposição está extremamente equivocada, pois por mais original e inovador que seja uma mercadoria ou serviço, ele provavelmente vai atuar na resolução de um problema que já existe, o que é feito por alguma outra empresa.

Por isso, faça uma lista com todos os produtos que se assemelham ou oferecem um benefício igual ao seu.

3-Qual é o Nível de Poder de Barganha dos Fornecedores

As cinco forças de Porter também ajudam a compreender qual é o nível de poder de barganha dos fornecedores. Afinal, se uma empresa tem poucos fornecedores, a tendência é que fique rendida a eles. Quanto custa, o prazo de entrega e qual a qualidade, todas estas questões passam a serem decididas pelos fornecedores, o que não é nem um pouco interessante para o negócio, ainda mais se o fornecedor opta por vender para um concorrente.

O modelo das cinco forças de Porter permite analisar o grau de atratividade de um setor da economia. Ele identifica os fatores que afetam a competitividade, dentre os quais uma das forças está dentro do próprio setor, sendo que os demais são externos.

Sendo assim, é importante fazer uma boa pesquisa para encontrar os melhores fornecedores para a sua empresa, que ofereçam produtos e condições que estejam adequadas às suas necessidades. Também, é recomendado não depender apenas de um fornecedor, procure construir relações de parceria com todos os seus fornecedores.

4 – Como Evitar ou Dificultar a Entrada de Novos Players

Independente se a empresa está entrando no mercado ou já está estabelecida, você deve desenvolver hábitos de criar barreiras que dificultem a entrada de novos players, ou seja, de outros concorrentes que ofereçam o mesmo produto que a sua empresa. Algumas das formas de fazer isso é por meio de patentes, marcas fortes e registradas, estabelecimento de contratos de exclusividade, entre outras.

5- Qual é o Poder de Barganha dos Clientes

É importante que a empresa desenvolva maneiras de não depender de uma cartela pequena de consumidores, pois pode sofrer prejuízos em períodos em que eles decidem não comprar ou migram para outra marca.

É essencial tratar qualquer cliente com excelência, principalmente nos dias atuais em que os consumidores utilizam a internet para comprar e podem influenciar a decisão do seu público-alvo.

Veja mais sobre abertura de negócio e comece sua empresa com maiores chances de sucesso!

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA