Como Montar Uma Fábrica de Fertilizantes Agrícolas

Como montar uma fábrica de fertilizantes agrícolas
Como montar uma fábrica de fertilizantes agrícolas

Veja dicas de como ter sua fábrica de fertilizantes agrícolas e ter sucesso nesse ramo.

Os fertilizantes agrícolas são um dos principais insumos da agricultura e são produzidos a partir de produtos petroquímicos e minerais. Entre os mais importantes, estão os nitrogenados, fosfatados e potássicos, que formam a mistura NPK. Dessa maneira, a proposta de ter um negócio de fertilizantes agrícolas pode ser uma boa opção, se for feita uma análise mais minuciosa do mercado para o qual deseja trabalhar.

Mercado de fertilizantes agrícolas no Brasil

O uso deles no Brasil está bem concentrado em certas culturas de grãos, como a soja e o milho.

Por conta de ocorrerem vendas para fora do país, a demanda por fertilizantes tem um impacto bem forte na balança comercial brasileira, sendo, portanto, uma atividade bem importante para a economia do país.

O ramo de fertilizantes agrícolas passou por mudanças em sua estrutura nos últimos anos, mostrando uma nova forma do setor, com domínio de grupos estrangeiros e com maior nível de concentração, mas isso não deve ser preocupante: basta olhar com mais atenção e verificar quais são os ramos que não são muito atendidos.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

O mercado brasileiro sofre bastante com a sazonalidade. Quase 70% das vendas de fertilizantes ficam concentradas entre junho e dezembro, quando acontece o plantio da safra de verão. Em períodos de equilíbrio do clima, com o agricultor mais capitalizado, pode acontecer a antecipação das compras para o primeiro semestre.

A dependência da demanda de fertilizantes para a soja reproduz a volatilidade do preço internacional deles, que sempre sofrem com mudanças bruscas, baixas esporádicas e queda na renda devido à valorização do câmbio.

Também há vendas de fertilizantes para outras culturas, como café, cana-de-açúcar e laranja. Goiás, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul são os estados com significativa produção de soja; Minas Gerais e Pernambuco ganham destaque com suas produções cafeeiras e de cana-de-açúcar. Portanto, são áreas para as quais o empreendedor deve olhar com mais atenção.

O segmento menos dependente de vendas externas é o de fosfatados, já que metade atende o Brasil. O país é um dos maiores produtores de rocha fosfática no mundo e praticamente auto-suficiente na produção desse insumo. Contudo, é bem dependente das vendas internacionais de enxofre, matéria-prima essencial para a produção de ácido sulfúrico.

Os fertilizantes potássicos possuem grande dependência externa: cerca de 90%.

O ramo de fertilizantes agrícolas possui dificuldades no transporte devido às distâncias das matérias-primas até as fábricas e também, porque alguns produtos devem ser transportados de maneira especial, como a amônia, ácido sulfúrico e o ácido nítrico.

Produção dos fertilizantes agrícolas

O segmento de extração mineral é o fornecedor das matérias-primas básicas dos fertilizantes, especialmente o gás natural, o rasf (resíduo asfáltico do petróleo), nafta, rocha fosfática, enxofre e rochas potássicas.

Com esses, é possível então obter os insumos intermediários, como o ácido sulfúrico, o ácido fosfórico, a amônia anidra e os fertilizantes simples, dos quais são feitos os fertilizantes básicos, como a uréia, o sulfato de amônio, o MAP, o superfosfato simples e o cloreto de potássio, que originam os fertilizantes granulados e as misturas de NPK.

Os fertilizantes simples são um único composto químico, com a presença ou não de certos macro ou micronutrientes. Exemplos: superfosfato simples (SSP), o superfosfato triplo (TSP), fosfato de monoamônio (MAP) e o fosfato de diamônio (DAP).

Tipos de fertilizantes agrícolas

Existem três tipos de fertilizantes agrícolas: o mineral, que é obtido por processo físico, químico ou físico-químico; o orgânico, obtido por processo físico, químico, físico-químico ou bioquímico, natural ou controlado, com matérias-primas industriais, urbanas, rurais, vegetais ou animais, adicionados ou não de nutrientes minerais e o organomineral, obtido da composição física ou de fertilizantes minerais e orgânicos.

Os fertilizantes minerais e orgânicos possuem qualidades diferentes e para analisar isso é preciso levar em conta alguns critérios. Esses são avaliados por meio da granulometria, consistência, fluidez e densidade.

A primeira é importante para prever a velocidade de dissolução do fertilizante e também a uniformidade dos grãos, que permite que os equipamentos sejam perfeitamente regulados.

A consistência é basicamente a resistência física dos grãos. A estocagem e o deslocamento dependem da boa consistência e que também auxilia na uniformidade da granulometria.

A fluidez é a capacidade de o grão ser distribuído mecanicamente na área de plantio e a densidade tem relação direta com isso.

Cadeia produtiva de fertilizantes agrícolas

Para fazer parte desse mercado, é importante que você como empreendedor tenha conhecimento de como ele está dividido, analise e veja em qual nível o seu empreendimento pode se encaixar melhor.

As empresas estão classificadas conforme o grau de verticalização do setor. O nível 1 são aquelas que produzem desde matérias-primas a fertilizantes compostos; o nível 2 engloba as fábricas que produzem matérias-primas para fertilizantes simples. Já as que estão no nível 3 são semi-integradas: produzem fertilizantes simples e compostos baseadas nos insumos das fábricas dos níveis anteriores e as de nível 4 produzem e vendem misturas NPK de fertilizantes simples.

Gostou do artigo de como montar uma fábrica de fertilizantes agrícolas? Compartilhe!

4.00 avg. rating (79% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA