Você pode trabalhar em home office?

Para trabalhar em home office o desafio é grande. O empreendedor precisa estar dotado de algumas características que vão se desdobrando para que o negócio dê certo.

Alexandre Borin, CEO da Prestus, diz que os desafios se resumem à disciplina, ao local de trabalho e às ferramentas específicas para quem trabalha de maneira remota. “Se você é disciplinado e tem um local reservado da família para trabalhar, com as ferramentas certas, o home office é a melhor opção”, diz. E os motivos são muitos: menos tempo e dinheiro desperdiçado no trânsito, mais tempo livre e qualidade de vida pra você, maior concentração, produtividade e satisfação pessoal. Isso só para citar alguns!

Entretanto, com todos os benefícios que um trabalho em home office pode trazer, ele não é para qualquer empreendedor. De acordo com Borin, muitos erros podem levar o negócio à banca rota. “Os erros mais comuns são: não ter as ferramentas corretas; tentar fazer tudo sozinho e parar de delegar ou colaborar com o time remoto; misturar demais o trabalho com vida pessoal”, elenca.

Mas como se organizar e passar por cima dessas dificuldades? Para começar, tenha um espaço. “Montar seu escritório é um passo importante. Da mesma forma que numa empresa tradicional você teria seu local trabalho, uma estação, uma mesa, no home office você também precisa pensar no ambiente ideal para desenvolver sua atividade. Isso vai desde a escolha do cômodo na casa, decoração, escolha dos móveis, layout etc. Ter um ambiente próprio é importante para mandar uma mensagem ao cérebro: estou trabalhando. Vale para a roupa também, trabalhar de pijama tem um efeito psicológico que reduz a produtividade. Não precisa colocar gravata, mas caso precise sair com urgência já estará pronto”, orienta Alexandre Nakandakari, do Grupo Questão de Coaching.

Como uma andorinha não faz verão, em alguns momentos você irá precisar de uma equipe de apoio para dividir as tarefas e dar conta da demanda dentro do prazo. Além disso outros serviços como contabilidade, fornecedores, faxina, jardinagem e outros a depender da sua necessidade, são indispensáveis para você manter sua energia naquilo que sabe fazer e deixar o resto para especialistas. “O essencial para não confundir as coisas é a capacidade de manter o foco e delegar tudo o que não é essencial. Não é porque você está em casa, que deve trabalhar sozinho, ou seja, você deve resistir à tentação de fazer tudo você mesmo. Você deve delegar tarefas e interagir com os colegas, nem que tenha que contratar uma secretária virtual (humana, mas que trabalha remotamente) para te ajudar em tarefas menos nobres, atender e agendar clientes, além de aumentar sua produtividade comercial”, pondera Borin.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Além de saber delegar, é fundamental que você saiba gerenciar o seu tempo. “A tentação de ficar até mais tarde na cama ou se jogar no sofá depois do almoço são muito maiores no home office”, analisa Nakandakari. O especialista diz que o X da questão é saber se você rende mais de manhã ou à noite. Dessa forma poderá arrumar um bom horário de trabalho, sem brigar com seu ritmo biológico. “No começo é recomendável que ele trabalhe em horário fixo, como se estivesse em uma outra empresa, e aos poucos ele pode flexibilizar”, ensina.

Outro ponto que precisa estar na pauta é a definição de prioridades. Nakandakari salienta que saber o que é mais importante é uma das principais características do empreendedor home office. “Sem disciplina e foco para determinar as prioridades dificilmente ele atenderá as demandas dentro do prazo. É interessante que ao término de cada jornada de trabalho ele anote as prioridades para o dia seguinte”, alerta.

Saber passar pelas fases é uma característica que precisa ser preservada. Toda empresa tem seus altos e baixos. Saiba adaptar-se a eles. “Quem vai empreender precisa saber lidar com a montanha russa do negócio. Quem quer empreender em home office vai planejar, prospectar, fechar contrato, desenvolver e entregar. Por mais que você faça muito bem tudo isso, um mês vai ser diferente do outro e haverá fases intensas e de pouco trabalho. Segure a onda”, aconselha Nakandakari.

Apesar do trabalho em home office poder ser um paraíso para algumas pessoas, saia do ninho. “Fazer seu horário, não encarar trânsito, filas, comer em casa, ter horário flexível é bom, mas o ser humano é um ser social. Faz bem sair de casa um pouco para ver pessoas, conversar sobre amenidades, espairecer. Planeje isso para seu próprio equilíbrio”, ratifica o especialista.

Quem não pode

Achou que era só isso? Claro que não! O mais importante para um trabalho home office é saber se você tem perfil para ele. Afinal, como já dissemos, isso não é tarefa para qualquer pessoa. Listamos cinco perfis profissionais que não se adequam ao modelo home office. Veja se você se encaixa em algum deles e reveja a sua estratégia:

  • Aqueles que acham que vão trabalhar menos e relaxar mais
    A esses, um aviso: frequentemente o trabalho é maior no home-office.
  • Aqueles que não lidam bem com interrupções
    Borin lembra que em home-office, o comunicador instantâneo vai funcionar cinco vezes mais, além das interrupções da própria família, na chamada síndrome do “Jaque” (“Já que você está em casa, então faça isto, faça aquilo”).
  • Aqueles que não sabem lidar bem com o gerenciamento remoto de equipes
    As metas estão gritando e você não consegue gerenciar as equipes? esqueça o home office.
  • Aqueles que precisam se enturmar, para se motivarem
    O especialista alerta que a auto-motivação é essencial para quem quer atuar em home-office com produtividade
  • Aqueles que não tem a infraestrutura básica para atuar em home-office
    É preciso ter conexão banda larga e uma linha telefônica exclusiva para assuntos do trabalho. “É muito ruim se alguém mais da família, além de você, atender uma chamada comercial”, finaliza Borin.
5.00 avg. rating (89% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA