7 Dicas de Sucesso Para Criação de Galo Índio

Galo Índio
Com a criação de galo índio você ter grandes lucros vendendo aves.

Já pensou em ter sua própria criação de galo índio? Veja como transformar a criação de galo índio em um negócio e fazer sucesso!

A carne de frango é a mais consumida pela população brasileira, sendo que uma pessoa come em média 44,1 quilos por ano, isso se deve ao fato de este tipo de carne ter um valor mais acessível e poder ser preparado de diferentes formas na culinária. Sendo assim, se você quer montar um negócio próspero, uma excelente alternativa é investir na criação de aves.

Você mora em uma região de zona-rural, tem uma reserva financeira sobrando e conhecimentos sobre galinhas caipiras e galos? Então, nada melhor do que começar uma empresa de avicultura. Atualmente, uma das atividades mais promissoras neste ramo é a criação de galo índio, que é um animal de baixo investimento e crescimento rápido, podendo ser usado tanto para consumo quanto para reprodução.

Os galos índios são animais que requerem pouca manutenção, mas ao usá-los como produtos para a atividade comercial é necessário tomar inúmeras precauções para que eles possam se desenvolver saudavelmente, evitando prejuízos e aumentando as possibilidades de lucros.

Para te ajudar a fazer sucesso com a criação de galo índio, montamos esse texto com tudo que você precisa saber para iniciar nessa atividade e se tornar o mais novo empresário na sua cidade. Está pronto?

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

O Que é Um Galo Índio?

O galo índio é uma das espécies de aves galináceas, sendo de origem brasileira, obtido através do cruzamento genético entre as espécies. Esta categoria também pode ser conhecida popularmente como “galo combatente” ou “caipira”, que é o termo mais apropriado segundo os avicultores. Esta espécie se caracteriza por ser mais “aguerrida” e até mesmo agressiva se for exposta a situações de stress.

A estrutura do galo índio é diferente das outras espécies, uma vez que ele tende a ser mais alto e magro, apresentando penas mais ralas, mas essas características não diminuem em nada a sua força e resistência, muito pelo contrário.

Esse tipo de animal precisa ser criado com muita atenção, evitando o stress e em um ambiente adequado, caso contrário a sua agressividade pode surgir rapidamente.

Quais as Vantagens de Investir no Galo Índio?

Os galos índios estão entre os mais procurados pelas empresas de avicultura e não é para menos, afinal, eles são capazes de oferecer diversas vantagens para este tipo de negócio. Em primeiro lugar, o galo índio tem um baixo custo de aquisição, uma ave desta espécie custa em média R$ 100,00 reais.

Além disso, o galo índio é mais forte do que os demais, necessitando de poucos cuidados e se mantendo saudável, o que dispensa gastos com manutenção do criadouro e remédio com frequência. A ave também cresce rapidamente, ficando pronta em menor tempo para o abate ou para a reprodução, podendo aumentar a linhagem e, consequentemente, os lucros do avicultor.

Porém, lembre-se, o ambiente em que o galo índio ficará precisa ser bem estruturado.

7 Dicas de Sucesso Para Criação de Galo Índio

Embora os galos índios sejam animais mais fortes e resistentes às adversidades, é necessário tomar alguns cuidados para criá-los, com isso você conseguirá fazer com que eles cresçam com saúde e evite possíveis prejuízos ao avicultor. Quer saber as principais dicas para a criação de galo índio? Continue lendo.

1 – Defina as Espécies de Galo Índio

Antes de qualquer coisa, a primeira medida a ser tomada por quem almeja ser um avicultor é definir quais serão as espécies de galo índio que serão criadas. Basicamente, pode-se dizer que estas aves são divididas em duas categorias, que são o galo índio normal e o galo índio gigante, que pode chegar a ter uma altura de 1 metro.

O galo índio normal pode ser usado para consumo e para reprodução com as galinhas de todas as raças. Já o galo índio gigante é mais indicado para reprodução, uma vez que ele é excelente para aumentar a linhagem, podendo cruzar com até 5 galinhas. A espécie deve ser escolhida de acordo com o objetivo da sua empresa.

2 – Espaço Para Criar o Galo Índio

Espaço Para Criar o Galo Índio
É necessário ter um espaço amplo para a criação do galo índio, para assim evitar que os galos índios possam se machucar.

O espaço em que os galos índios serão colocados é uma questão importantíssima, talvez a mais importante desse processo de criação, já que o espaço pode contribuir para que eles cresçam ou fiquem doentes. Você não quer ter problemas já no início do negócio, correto?  Portanto, escolha o local mais apropriado possível para instalar as aves e permitir que elas vivam em harmonia.

Conforme já foi dito, os galos índios possuem uma estatura alta e podem se tornar agressivos se forem expostos a situações de stress. Então, o local em que os galos índios ficarão deve ser espaçoso para que eles não tenham que disputar espaço e até mesmo brigar, acabando por se machucar. O ideal é usar como criadouro um galpão de alvenaria com pelo menos 50 m² e que seja bem ventilado.

3 – Higiene do Criadouro de Galo Índio

Ao misturar os galos índios com as galinhas vai acontecer a fecundação dos ovos, mas esta mistura pode tornar o espaço um pouco conturbado e sujo, fatores que podem gerar doenças que abalam a saúde dos galos índios, prejudicando a fertilidade ou deixando a sua carne imprópria para o consumo.

Levando isso em consideração, é de fundamental importância promover a higiene do criadouro de galo índio. Retire as penas que se soltam ao longo do tempo, além de desinfetar os ninhos depois de cada chocada com deltametrina ou butametrina, isso evita que apareçam insetos que se proliferam com facilidade e rapidamente.

Você quer que a sua criação de galo índio seja um sucesso? Então é necessário se precaver contra as pestes que são comuns nesta raça, basta vacinar as aves assim que elas nascerem. O procedimento é simples, relativamente barato e garante que elas cresçam sem maiores transtornos.

Entre as principais doenças que é recomendado vacinar as ninhadas de galo índio estão a Doença de New Castle, Bouba, Encefalite, Marek, Coriza e Cólera. Nesta situação, apenas a doença de Marek pode ser transmitida através de vírus, as demais podem ser evitadas com a higienização do criadouro.

Embora a maioria das doenças possam ser evitadas com a higienização adequada do criadouro em que ficarão os galos índios, é importante vacinar contra todas, afinal, é seu investimento, você quer mesmo arriscar os valores por falta de aplicação de uma vacina relativamente barata?

5 – Alimentação do Galo Índio

Alimentação do Galo Índio
É necessário ficar atento a alimentação do galo índio, tanto em quantidade quanto em variedade da alimentação dos galos índios!

A saúde dos galos índios também depende da alimentação, que é um fator importantíssimo para o seu desenvolvimento. Esta espécie é conhecida por produzir mais carne, mas para que isso aconteça é essencial disponibilizar os alimentos apropriados para a sua criação e desenvolvimento.

O ideal é alimentar os galos índios com ração própria para galináceos. Também, pode-se montar uma dieta balanceada, acrescentando cereais, verduras, sementes e grãos. Os alimentos devem ser distribuídos com fartura, pelo menos 3 vezes ao dia, de acordo com a quantidade de aves do criadouro.

6 – Troque a Água Diariamente

Não basta apenas cuidar da alimentação, os galos índios também necessitam de água para sobreviver. Por isso, saiba que a água tem que ser trocada todos os dias, principalmente quando o líquido apresentar indícios de sujidade. Para fortalecer as aves, uma boa dica é acrescentar o Vitagold à água, que funciona como uma espécie de vitamina.

7 – Reprodução do Galo Índio

A reprodução do galo índio é um dos fatores mais importantes para que a sua empresa tenha continuidade, logo, deve-se acompanhar todos os detalhes do processo. Em primeiro lugar, para que ocorra a reprodução, pode-se colocar no mesmo espaço, por 12 horas, o galo com 1 ou até 5 galinhas, que devem ser da espécie caipira.

Após o acasalamento, as aves fêmeas e machos podem ser separados para que os dois possam descansar. Sugere-se que o período de descanso seja superior a 12 horas.

Os cuidados com a reprodução não terminam por aí, é necessário manter os ovos em um espaço com temperatura de no mínimo 19ºC, pois o calor acelera o processo de fertilização. As aves também podem ser mantidas no calor, uma vez que isso ajuda a criar anticorpos.

Agora que já sabe tudo sobre galo índio, que tal começar o seu negócio? Deixe seu comentário e cadastre seu e-mail para receber mais dicas de negócios!

3.00 avg. rating (66% score) - 2 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA