Como Fazer Cortinas

Como fazer cortinasJá pensou em fazer cortinas e ganhar com isso? Confira nosso texto e se torne um empreendedor neste ramo.

Em se tratando da decoração dos ambientes do lar e de outros espaços todos os detalhes são importantíssimos. Independente do local, existe um acessório que não pode faltar nos cômodos que possuem janela, trata-se das cortinas, que podem ser encontradas em modelos diversificados, além de apresentarem diferentes finalidades.

As cortinas são acessórios “básicos” e indispensáveis para qualquer local, estando entre os itens que movimentam o setor de decoração. Você tem habilidades para trabalhos artesanais e gostaria de ter uma empresa própria? Então, que tal investir em fazer cortinas? Esta atividade pode ser uma boa oportunidade de negócio, pois demanda pouco investimento inicial, o que é ótimo para quem tem pouco capital disponível.

Veja outras boas ideias de negócios com baixo investimento, quem sabe encontre algo ideal para você.

Para trabalhar com a fabricação de cortinas é necessário dominar todas as técnicas de costura, além de usar a criatividade e saber selecionar os materiais e ferramentas adequadas, somente assim é possível elaborar produtos de qualidade e que satisfaçam o seu público consumidor.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Para fazer cortinas de qualidade, bonitas, na moda e que atinjam a finalidade de decorar o ambiente e ao mesmo tempo reduzir a incidência de claridade, tem-se que seguir alguns passos. Algumas dicas e informações irão reduzir os seus esforços e taxa de erros, por isso, confira nosso texto e aprenda como fazer cortinas.

Por Que Investir em Fazer Cortinas?

Você quer começar um negócio próprio ou simplesmente obter uma renda extra? Pois bem, investir em fazer cortinas pode ser a solução para os seus problemas. Primeiramente, este artigo é considerado um item básico para o lar e demais espaços, sendo constantemente procurado no mercado, o que garante que esta atividade seja estável e lucrativa.

Quando falamos em estabilidade, estamos abordando pontos como a sazonalidade, a qual interfere na aquisição dos produtos, como é o caso de datas festivas ou estações climáticas.

Começar a trabalhar com a confecção de cortinas é caro? Não, este negócio requer pouco investimento, sendo necessário, basicamente, contar com uma máquina de costura e as matérias-primas, que são tecidos e linhas, que podem ser encontrados em lojas artesanais por valores bem acessíveis.

Ainda, caso você esteja realmente com pouco dinheiro para investir, pode-se optar por comprar máquina de costurar usada, podendo sair por até a metade do preço. Claro, depois de estar ganhando bem, um bom investimento é adquirir uma máquina mais nova e moderna, até para agilizar o seu serviço.

Dicas Para Fazer Cortinas

Assim como qualquer outra atividade comercial, a confecção de cortinas também exige que você tome algumas precauções para negociar com os seus clientes e ser bem sucedido. Confira abaixo nossas dicas para fazer cortinas e atingir o sucesso no seu mais novo empreendimento.

1- Tenha Uma Variedade de Modelos de Cortinas

Dificilmente você vai fazer sucesso se trabalhar apenas com um modelo de cortina, não é mesmo? Por isso, ao entrar neste ramo, é necessário estar disposto a oferecer novidades e opções aos clientes. Portanto, é recomendado montar um portfólio com variedade de modelos de cortinas, desde as simples até as mais modernas.

Além de variedade de modelos, também é indicado trabalhar com uma diversidade de materiais, fabricando persianas comuns persianas romanas, que são versões de cortinas mais utilizadas para escritórios e demais ambientes comerciais, entre outras alternativas. Dessa maneira, torna-se mais fácil atender às necessidades dos clientes e, consequentemente, conseguir a fidelidade.

2- Trabalhe Com Personalização ao Fazer Cortinas

Não basta apenas trabalhar com a confecção de cortinas, pois também é necessário personalizá-las, ao fazer isso, você estará criando uma marca própria, uma espécie de referência que facilita a identificação dos clientes em relação ao serviço prestado. Esta personalização pode ser feita de diferentes formas, sendo possível, inclusive, apostar em mais de um tipo.

A personalização dos seus produtos pode ser empregada nos tecidos utilizados para a confecção de cortinas, os cortes de finalização usados nos produtos, nos arremates, nas estampas e outros enfeites. A partir daí, é possível criar uma mercadoria única para cada cliente.

3- Atenda as Necessidades dos Clientes ao Fazer Cortinas

Uma das questões fundamentais para se dar bem em qualquer atividade é estar ciente de que é necessário atender às necessidades dos clientes. Em se tratando de fazer cortinas, saiba que existem diferentes padrões de janelas e porta-janelas, sendo preciso adaptar-se a elas.

Neste caso, é indicado questionar os clientes sobre como eles gostariam que as cortinas fossem produzidas, bem como as medidas do local em que o artigo será colocado, sendo essencial levar em consideração a largura e altura do espaço.

4- Divulgue o Seu Negócio de Cortinas

Não importa o tamanho do seu negócio, se você quer atrair e conquistar o público consumidor é necessário divulgá-lo. Não necessariamente você precisa criar ou investir em campanhas publicitárias, uma boa alternativa é investir nas redes sociais, fazendo publicidade na internet, em que é possível divulgar o seu trabalho gratuitamente e obter um retorno satisfatório.

Aprenda a Fazer Cortinas

Há diversos modelos de cortinas que podem ser feitos, para quem está começando, o ideal é começar confeccionando aqueles que são mais simples. Por isso, acompanhe nossas dicas de como fazer cortinas:

1- Selecione os Equipamentos e Materiais Para Fazer Cortina

Para trabalhar com a confecção de cortinas, a sua primeira medida é selecionar os equipamentos e materiais que serão utilizados para esta atividade. Com relação às ferramentas, você vai precisar dos itens básicos, que são a máquina de costurar, fita métrica, tesouras de diferentes tamanhos e bem afiadas para evitar que o tecido fique picotado, além de linhas de costura finas e grossas.

Agora, para fazer as cortinas é preciso separar os materiais. Para um modelo mais “simples”, você vai precisar de: 1 tecido colorido de 5 m; 1 tecido fino (de preferência) renda de 5 m; rodízios; alfinetes; trilhos suíços;

2- Trabalhe em um Local Adaptado Para Fazer Cortina

A produção de cortinas não é uma atividade muito complexa, mas é composta por várias etapas e utiliza diversos materiais, sendo indicado contar com um local adequado para executá-la. Neste caso, você pode optar por montar um pequeno ateliê, que ofereça conforto e praticidade nas suas horas de trabalho.

O ateliê deve contar com uma mesa própria para máquina de costura, com gavetas para armazenar as linhas facilmente, uma cadeira confortável, uma mesa espaçosa para dispor os tecidos, além de prateleiras para armazenar os trilhos, as cortinas prontas e o estoque de tecido.

3- Corte os Tecidos Para Fazer Cortinas

Para começar a sua confecção, pegue o tecido colorido e coloque sobre uma superfície plana. Na sequência, com a ajuda da fita métrica, meça-o, marcando 2 m de altura e 1,30 de comprimento. Pegue uma tesoura de tamanho grande e corte na medida determinada, mas não jogue as sobras fora.

Na próxima, etapa pegue o tecido mais fino de 5 m e siga as mesmas medidas, cortando com 2 m de altura e 1,30 m de largura, reservando as sobras para utilizar como arremate. Separe os tecidos em superfície plana, faça dobras de 4 cm em todas as barras, tanto horizontais quanto verticais e prenda com os alfinetes.

4- Costure a Cortina

Pegue o tecido colorido, coloque sobre a mesa, engate as linhas na máquina de costura, que devem ser da mesma cor do tecido, retire os alfinetes e vá costurando em zigue-zague, o ideal é fazer duas linhas para o lado interno e externo, deixando a costura bem reforçada.

Repita o mesmo procedimento com o tecido mais fino, tomando cuidado para não esgarçá-lo durante a costura. Caso tenha escolhido uma cortina rendada, pode-se usar uma faixa de outro tecido para costurar na barra superior, suprindo os espaços abertos.

5- Faça os Arremates da Cortina

Para enfeitar a cortina, pegue as sobras dos dois tecidos, corte-os no mesmo comprimento horizontal e em formato de babado. Use a parte colorida como fundo e o tecido mais fino como barra, bastando costurá-lo na área de baixo.

Por fim, costure todos os tecidos na parte superior, de modo a criar 3 camadas. Faça aberturas na barra superior, com distância de 30 cm, costure os rodízios e coloque o trilho suíço, o que é opcional, sendo possível vender apenas a cortina.

Dicas Para Vender as Cortinas

Para melhorar as vendas das cortinas vamos trazer algumas dicas para vender mais e melhor.

A vitrine ao expor as cortinas é fundamental para conseguir fazer com que os clientes entrem, analisem as mercadorias e comprem o que estão desejando. Procure montar uma vitrine bonita e adequada, de preferência com mais de um modelo de cortina.

Também, ter vendedores capacitados e que saibam, principalmente, sobre as características do tecido irá fazer com que se conquiste os clientes. Muitas vezes os clientes não sabem o que buscam exatamente, e é exatamente nesse momento que ter um bom vendedor faz toda a diferença.

E Você, Pronto Para Começar a Fazer Cortinas?

5.00 avg. rating (89% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA