Vendas Diretas: 10 dicas para aumentar as vendas

vendas-diretas
As vendas diretas podem ser a solução para você ganhar dinheiro. Aprenda o que é e como fazer vendas diretas com nossas dicas!

As vendas diretas podem ser a solução para o seu negócio. Esta modalidade de venda, talvez uma das mais antigas, é uma das com maior potencial de conversão, desde que realizada da forma correta.

Mas afinal, o que são as vendas diretas? Pode-se dizer que é a venda de bens e serviços por um vendedor diretamente ao comprador, visitando-o fora do ambiente de trabalho fixo. Um exemplo clássico de vendas diretas são os vendedores que, de porta em porta, oferecem seus produtos.

Quer saber como ter um bom desempenho com vendas diretas? Confira:

Modalidades de venda direta

Talvez você ainda esteja com dúvidas sobre as formas e funcionamento das vendas diretas, por isso, relacionamos as modalidades mais comuns de serem encontradas:

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Catálogo: As vendas de catalogo são comuns, nelas os vendedores vão até os clientes ou ambientes e deixam um folheto, catálogo ou documento que demonstre as variedades de produtos. Em alguns casos, são produtos por encomenda, em outros, de estoque.

Door to Door: Famoso porta a porta. Aqui o vendedor vai até a casa ou trabalho do potencial cliente, apresenta os produtos/serviços e efetua a venda.

Party Plan: É uma venda direta em “larga escala”, nela o vendedor promove uma pequena “reunião” na casa ou ambiente de um dos consumidores, para ele, amigos, conhecidos e etc, oferecendo os produtos e serviços.

E como funciona o faturamento dos revendedores? Normalmente, acontece através de uma destas três modalidades:

  • Mononível: O revendedor irá comprar e vender o produto, atribuindo uma margem de lucratividade, normalmente entre 25% e 40%.
  • Multinível: Nesta forma o revendedor, além de receber o percentual de ganho, irá receber uma comissão sobre as vendas dos seus indicados.
  • Venda dependente: Irá efetuar a venda direta de seus produtos próprios ou irá trabalhar para um terceiro que irá lhe dar os produtos (como um funcionário).

10 dicas matadoras para ter boas vendas diretas

Ficou interessado pelo sistema de vendas diretas, até mesmo já iniciou, mas, não consegue ter o resultado e desempenho esperado? Isso é normal, não se preocupe! O que você não sabe é que resolver não é tão difícil, e o que estava lhe faltando pode ser estas dicas.

Veja nossas 10 dicas para ajuda-lo:

  1. Determine os objetivos

As metas e objetivos manterão você focado nas vendas. Gosto de fazer uma divisão entre metas e objetivos, para que permita você estabelecer de formas diferentes e aumentar ainda mais a determinação.

objetivos-na-venda-direta
Determine objetivos para aumentar o desempenho nas vendas diretas

O objetivo será as suas expectativas pessoais, por exemplo, dar entrada em um carro em 6 meses com o valor que irá receber. Perceba que este objetivo é uma satisfação pessoal, não profissional, e acredite, tem um forte poder de aumentar a dedicação.

Já as metas correspondem aos seus objetivos profissionais, pode-se traçar metas diárias, semanais e mensais. Por exemplo, visitar 6 potenciais clientes no dia, converter 4, ter um faturamento X e uma lucratividade Y.

  1. Escolha o público alvo

Para ter boas vendas é preciso encontrar a pessoa certa, ou seja, quem tem, pelo menos, um pouco de interesse em seu produto. Nas vendas diretas esta tarefa é ainda mais difícil, já que a tendência é ir de “porta em porta”.

E como encontrar estas pessoas certas?

O primeiro passo é definir bem o seu público alvo, através disso será possível fazer um prévio estudo de onde se concentram. Para tanto, faça uma relação das características do seu comprador mais comum (comprador ideal), dentre elas:

  • Idade;
  • Sexo;
  • Hábitos;
  • Interesses;
  • Prioridades;
  • Desejos;
  • Problemas;

Depois disso, é o momento de descobrir os locais mais frequentes para encontrar estas pessoas, assim, conseguirá ter um maior índice de vendas diretas realizadas com sucesso.

  1. Conheça seu produto

Conhecer o produto a fundo aumenta as suas chances de sucesso nas vendas. Muitas objeções dos potenciais clientes surgem em meio a apresentação do produto/serviço, conseguir dirimi-las pode ser o diferencial de conseguir ou não à venda.

Mas cuidado, é importante conhecer o produto e ao mesmo tempo os benefícios/vantagens que ele pode trazer na prática. Não adianta saber, por exemplo, que um liquidificador tem X potência, o consumidor está interessado em saber o que pode ser colocado dentro e conseguirá ser processado perfeitamente.

  1. Tenha um roteiro

Roteiro! Sim, muitos profissionais de vendas veem o roteiro como algo “desmerecedor”, pelo contrário, é fundamental para garantir que você não se esqueça de nada, consiga tratar os pontos realmente importantes e finalmente conduza o consumidor para a compra.

Este pequeno roteiro pode ser armazenado no seu próprio celular, lido antes de entrar em contato com o potencial cliente. Veja, deve ter apenas os tópicos importantes e forma de conduzir o cliente até a compra, não significa “falta de espontaneidade”.

Por exemplo:

  • Tratar sobre o preço x concorrente;
  • Lembrar de oferecer opção de pagamento em 3x ou desconto de X% à vista;

Estes são pontos de objeções ou de conversão de compra importante, por isso vale a pena deixa-los no seu roteiro.

  1. Treine os argumentos

Seus argumentos precisam ser convictos, objetivos e claros. Para isso, treine-os. Mas como?

O espelho costuma ser uma boa opção, fale na frente do espelho, veja como saiu à fala, sua linguagem corporal e expressão facial.

Outra dica é pedir para que um conhecido seu participe de uma pequena “simulação” de venda. Ao final, peça sugestões. Grave a interação para comparar e analisar.

  1. Saiba ouvir
saiba-ouvir
Aprender a ouvir o seu cliente é fundamental para aumentar as conversões ao trabalhar com vendas diretas

Nas vendas, saber ouvir é tão importante quanto falar. Através das informações e feedbacks que o potencial cliente dá, você conseguirá conduzir a conversa até o momento da compra.

Muitas vezes, as objeções estão nas palavras do consumidor, e até mesmo de forma clara, o que acontece é que o vendedor está preocupado demais em “convencer” da qualidade do produto/serviço e deixa de lado ouvir o que realmente o cliente tem dúvida.

Cuidado com isso!

  1. Crie um mapa de clientes para visitar

Otimizar ao máximo as suas visitas pode significar um aumento significativo na quantidade de vendas diretas. Pense, matematicamente falando: Se você visitar 20 pessoas ao invés de 10, é provável que tenha mais vendas, simples assim.

Uma boa maneira de conseguir visitar mais clientes e perder pouco tempo entre um e outro no trajeto é criando um mapa. Faça uma relação dos clientes que visitará no dia, procure por proximidade.

  1. Tenha cronograma

O cronograma é uma ferramenta de organização e, quando se trabalha sem chefe, faz toda a diferença.

Ao montar um cronograma você não perderá tempo e terá maiores chances de bater as SUAS METAS impostas. Um exemplo simples e eficiente de cronograma é a utilização de agenda.

Na agenda, coloque o horário para cada tarefa e, ao final do dia, todas as tarefas que DEVEM (leia-se: obrigatoriamente) terem sido realizadas. Faça também cronogramas semanas, buscando sempre manter a meta traçada.

  1. Não caia no conto do “trabalho fácil”

Você verá inúmeros vendedores iniciantes que dizem: É fácil trabalhar com vendas diretas, basta visitar X pessoas e terá um bom salário.

As coisas são mais difíceis do que parece.

Primeiro porque visitar aquela vasta quantidade de pessoas é difícil, você terá trajeto, deslocamento, outras atividades no meio, muitas não estarão em casa e etc.

Segundo, ao pensar assim, acaba-se deixando as visitas sempre para a última hora e não se tem resultados.

Então, lembre-se, vendas diretas são difíceis, podem trazer um ótimo retorno financeiro, mas você precisará focar, ter um cronograma, ser organizado e fazer vendas!

  1. Não deixe para amanhã as vendas de hoje

Quero iniciar com uma ressalva: não seja um vendedor insistente ao ponto de ser chato.

O vendedor não pode aceitar o primeiro não, desmotivar-se e esquecer aquele potencial cliente. Busque sempre conquista-lo, mesmo que não seja no dia.

Outro ponto importante é, se você percebeu que o cliente está “balançado”, ou seja, pensando se deve ou não comprar o produto, VENDA! Isso mesmo, não deixe para outro dia, pois aí terá passado a frenesi do momento da compra.

E agora, o que acha de começar as suas vendas diretas? Comente!

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA