Gestão Financeira Como Você Nunca Viu

Gestão Financeira Como Você Nunca Viu
Gestão Financeira Como Você Nunca Viu

Problemas na gestão do seu negócio? Conheça a gestão financeira de um jeito que nunca viu!

A sua empresa precisa fazer um novo investimento que irá melhorar o seu funcionamento, mas não tem dinheiro para tal? Você está, provavelmente, vivenciando esta situação porque há um problema na forma como o capital está sendo administrado, o que pode causar uma série de problemas financeiros ao longo do tempo.

Porém, calma! Não é porque as finanças da empresa estão desorganizadas que esta circunstância precisa continuar acontecendo. Afinal de contas, existem diversos métodos que podem ser utilizados para promover o controle do dinheiro que circula na empresa. A gestão financeira está entre as formas mais comuns e indispensáveis para os empreendimentos que almejam serem bem sucedidos, pois ela é responsável pela fiscalização do uso do dinheiro, visando aplicações vantajosas.

Conheça excelentes negócios com pouco investimento.

Embora a gestão financeira seja fundamental para que uma empresa possa organizar todas as suas atividades que demandam dinheiro, ainda há aquelas que não tomam os devidos cuidados com este setor e acabam sofrendo as consequências. Para você, que se enquadra nesta situação, veja mais informações sobre o que é e como fazer a gestão financeira corretamente. Confira!

O Que é Gestão Financeira?

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

De modo teórico, pode-se dizer que a gestão financeira é um conjunto de métodos que possui como objetivo determinar e fiscalizar a aplicação do dinheiro de uma empresa, fazendo com que ela possa tirar o melhor proveito do seu capital e evitando acumular dívidas ou fazer investimentos que não lhe tragam um retorno satisfatório.

Sabe todos os documentos para abrir uma empresa? Antes de pensar em gestão financeira é preciso ter uma empresa devidamente legalizada, não acha?

A gestão financeira tem como atribuição analisar qual a realidade do negócio em termos de rendimentos, sendo a partir daí que começa a traçar metas a serem atingidas como, por exemplo, realocar recursos financeiros, promover economia em um determinado setor e elaborar um planejamento benéfico para o caixa da empresa.

Por Que Fazer Gestão Financeira?

A sua empresa tem gastos exorbitantes e não faz aplicações vantajosas? Pois bem, saiba que se a gestão financeira estivesse sendo feita, muito provavelmente esta situação não estaria acontecendo. Ao adotar este conjunto de métodos, a empresa terá muito mais organização para lidar com as suas finanças, uma vez que há o controle de todos os rendimentos que entram e saem do seu caixa.

Além disso, com a aplicação da gestão financeira, a empresa fica menos exposta a possíveis erros, pois todos os investimentos são estudados meticulosamente, sendo aprovados somente após a comprovação de que eles realmente irão agregar benefícios a longo prazo, do contrário, são eliminados para evitar a perda de dinheiro.

Na verdade, uma gestão eficiente não se trata apenas de “controlar gastos”, mas sim ter todo um plano de negócios, que estabelecerá o que será ou não feito, quais os investimentos, em que segmentos, quais tipos de negócio, entre tantos outros fatores.

Como Fazer Gestão Financeira?

É preciso aprender exatamente como fazer a gestão financeira para conseguir organizar tudo no seu negócio. Nós sabemos que não é fácil administrar uma vida empreendedora, na verdade, talvez seja uma das coisas mais difíceis, são dezenas de funcionários, decisões cada vez mais difíceis, as quais envolvem sempre um grande índice de dinheiro Por isso, acompanhe abaixo como fazer gestão financeira para aprender a fazer bons investimentos e se livrar das dívidas.

1 – Conheça o Fluxo de Caixa da Empresa

Você quer controlar as finanças da empresa, mas não sabe qual é o total de dinheiro que circula por ela? Vamos combinar que assim fica impossível, não é mesmo? Por isso, a sua primeira missão é conhecer o fluxo de caixa da empresa, ou seja, quais são os valores que entram e saem dos seus cofres.

Primeiramente, é recomendado analisar o fluxo de caixa por mês e depois por ano. Nesta etapa, é de fundamental importância conhecer, com profundidade, quais são todos os rendimentos e gastos que a empresa tem. Para que esta informação seja colhida de maneira mais precisa, uma boa sugestão é fazer uso de notas fiscais, contratos e demais documentos com especificações de valores e datas em que as transações foram realizadas.

Caso sua empresa possua um setor responsável, ou até mesmo um escritório de contabilidade, fica mais fácil, já que você pode solicitar um relatório com todos os valores.

2- Determine as Necessidades da Empresa

Do que é que a sua empresa precisa com maior urgência? Saber responder esta pergunta é essencial para promover uma gestão financeira de qualidade e funcional. Por isso, se você ainda não tem esta resposta, está mais do que na hora de realizar um estudo para identificar quais são as principais necessidades no seu negócio.

O ideal é fazer uma verificação das finanças de todos os setores da empresa. dessa maneira, é possível saber quais áreas estão gastando mais ou menos, a necessidade de aumentar ou diminuir os investimentos, contas adquiridas e o faturamento estão de acordo com a realidade da organização, entre outros tópicos que julgar importante.  Somente a partir destes resultados torna-se viável repensar as atividades financeiras e otimizá-las.

3- Estruturar a Aplicação de Recursos Financeiros é o Principal na Gestão Financeira

Ok, você já sabe o que a empresa necessita para colocar a suas finanças em ordem? Agora é o momento de colocar a mão na massa. Portanto, estruture a aplicação de recursos financeiros, ou seja, determine de que forma o dinheiro da empresa será usado, obviamente que isto deve ser feito levando em consideração as suas carências mais urgentes.

Faça uma lista de todas as receitas que entram no caixa da empresa e posteriormente distribua-a para arcar com as despesas internas e externas, com isso não terá mais o risco de uma conta não ser paga dentro do prazo de vencimento, o que fatalmente gera juros e pode criar uma verdadeira “bola de neve”.

Além disso, também é importante calcular a “fatia” de lucro da organização, ou seja, a quantia em dinheiro que sobra após o pagamento de todas as contas.

Caso ainda não tenha, elabore um documento, uma planilha, pode ser simples, mas tenha, referente aos investimentos que já foram feitos, ganho que representou, custos, o que deu errado, o que funcionou, possíveis áreas de investimento, enfim, com todas as informações que podem vir a ser pertinente na estruturação da aplicação de recursos financeiros.

Lembre-se de sempre que for investir em algo ter um bom planejamento, conhecendo o seu segmento de mercado e consumidores. Faça uma pesquisa de mercado, vale muito a pena.

4- Analise os Investimentos Planejados

A sua empresa pretende lançar um novo produto no mercado? Será que este projeto é viável para o seu capital? Muitas empresas acabam se “estrepando” justamente por tentares trazer novidades para o seu público consumidor, mas não possuem conhecimento sobre a sua realidade financeira. Isto pode ser definido como “dar um passo maior que a perna”.

Sendo assim, uma das missões do gestor financeiro é analisar os investimentos planejados, tendo como intuito verificar se eles realmente fazem parte de uma necessidade da empresa, irão trazer benefícios por um longo período de tempo e, principalmente, possuem um custo de acordo com a disponibilidade de capital da empresa ou é necessário recorrer a recursos financeiros de terceiros como, por exemplo, empréstimos e financiamentos.

5- Promova o Uso Inteligente do Dinheiro na sua Gestão Financeira

Promover o uso inteligente do dinheiro é algo relativamente simples e que pode fazer uma grande diferença para o caixa da empresa. É mais comum do que se pensa ver empresas que poderiam dobrar o seu faturamento se tivessem a preocupação em gastar com o que realmente importa e fizesse pequenas economias internas.

Levando isso em consideração é mais do que recomendado analisar o modo como as atividades operacionais estão sendo realizadas no ambiente corporativo, bem como os seus respectivos custos. A partir destas informações pode-se decidir o que pode ser feito de diferente para poupar os recursos financeiros da empresa. Por exemplo, atitudes simples como reutilizar papéis impressos já são uma economia significativa.

6- Estabeleça Metas

Você consegue se empenhar no desenvolvimento de uma atividade se nem sabe por que está praticando-a? A sua resposta normalmente será não. A tendência é que o mesmo aconteça com a empresa, por isso é essencial estabelecer metas a serem alcançadas em um determinado período de tempo.

Veja nosso texto sobre como alcançar o sucesso empresarial através de metas. 

Então, tendo como base as necessidades da empresa, indique os objetivos que devem ser alcançados como diminuir o uso dos recursos financeiros em um processo de operação, conseguir dinheiro para fazer um investimento que irá trazer benefícios para o funcionamento da empresa ou simplesmente promover melhorias internas.

Nosso texto foi criado pensando na gestão financeira empresa, mas pode ser aplicada também para finanças pessoais.

Quer aprender ainda mais? Uma boa dica é fazer um curso de gestão financeira EAD ou procurar por uma empresa de consultoria especializada.

Como Está a Gestão Financeira da sua Empresa?

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA