6 Passos Para Fazer o Fluxo de Caixa Descontado

Fluxo de Caixa Descontado
A administração financeira da empresa faz toda a diferença no seu desenvolvimento e crescimento, por isso aprenda como fazer o fluxo de caixa descontado e faça seu negócio crescer!

Dificuldades para fazer seu fluxo de caixa? Confira aqui como fazer o fluxo de caixa descontado!

Para que uma empresa emplaque no mercado e tenha chances de ser bem sucedida é preciso primar por diferentes aspectos, principalmente no que diz respeito à administração. Afinal de contas, se um ou todos os setores do negócio não forem acompanhados, a tendência é que as suas atividades se tornem desorganizadas e acabem gerando prejuízos financeiros.

Os cuidados com a administração da empresa devem ser voltados especialmente para a área das finanças, pois controlar o dinheiro que entra e que sai do caixa é de suma importância para que o negócio consiga operar as suas atividades e fazer as suas retiradas de lucro sem prejudicar o orçamento. Para fazer este controle, uma das alternativas é usar o método de fluxo de caixa descontado, que permite conhecer a economia do negócio com mais detalhes.

Trabalhar corretamente as finanças de um negócio significa não apenas manter o controle financeiro, mas também obter informações valiosas para administrá-lo corretamente. Com a experiência, rapidamente você descobrirá que todas as variações de um negócio, problemas com funcionários, enfim, qualquer fato negativo ou positivo repercutirá diretamente no fluxo de caixa descontado e finanças em geral.

Você precisa estabelecer uma gestão com maior domínio das finanças da sua empresa? Neste caso, uma das suas opções é conhecer e colocar em prática o fluxo de caixa descontado. Para te ajudar mais a vontade com o assunto, criamos esse texto com informações e dicas sobre o fluxo de caixa descontado. Confira!

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Entenda o Que é Fluxo de Caixa Descontado

De forma teórica, o fluxo de caixa descontado é definido como um método que pode ser aplicado para analisar a riqueza econômica de uma empresa, fazendo isso através do estudo do dinheiro que já se encontra ou irá entrar no seu caixa nos próximos dias. A partir daí, é feita uma análise dos possíveis riscos que o negócio corre e que podem decrescer o seu valor.

Através da aplicação do fluxo de caixa, a empresa tem dados para tomar conhecimento da sua atual situação financeira, além de poder fazer projeções e planejamentos sobre o seu setor financeiro, visando otimizar as suas finanças, usando-as de uma maneira mais proveitosa.

Por Que Fazer o Fluxo de Caixa Descontado?

A sua empresa não controla o dinheiro que entra e sai do seu negócio? Este fator fatalmente gera desorganização e impede que o negócio tenha uma visão exata da sua situação financeira, o que é essencial para realizar e colocar em prática novos planejamentos.

Em primeiro lugar, o método fluxo de caixa descontado pode ser desenvolvido para quem a empresa possa calcular o seu valor no mercado, sendo um processo muito utilizado, principalmente quando um negócio vai se fundir com o outro ou ser vendido, permitindo que sejam calculados o valores em caixa e que podem vir a ser gerados nos próximos anos.

Ou seja, através disso você terá uma projeção dos ganhos e custos, além de uma estimativa da saúde financeira da empresa. Com isso, podemos dizer que este é uma Avaliação De Empresas Métodos, já que permitirá que você tenha uma projeção e até mesmo analise o estado atual da sua empresa.

6 Passos Para Fazer o Fluxo de Caixa Descontado

Você precisa saber o valor econômico da sua empresa? Para chegar a este resultado é necessário aplicar o método de Cálculo De Fluxo De Caixa descontado, que é composto por uma série de etapas, as quais precisam ser seguidas à risca para que se consiga obter informações realmente confiáveis. Por isso, acompanhe abaixo como fazer o fluxo de caixa descontado e obter as informações de forma confiável e precisa.

1- Calcule o Dinheiro Que Entra Para Fazer o Fluxo de Caixa Descontado

O seu primeiro passo para descobrir qual é o valor econômico da sua empresa é realizar um cálculo do dinheiro que entra no seu caixa. Portanto, faça um levantamento dos valores que são recebidos pelo negócio em um determinado período de tempo, de preferência, durante um mês. Se o negócio está em via de se fundir com outro ou ser vendido, é preciso estender o período do cálculo.

Para chegar a um resultado mais preciso, é recomendado fazer o cálculo através do estudo das notas fiscais e demais documentos que possam comprovar a realização de compras feitas pelos seus clientes, tanto à vista quanto a prazo. A partir daí, tem-se que somar todos os valores para concluir o total de dinheiro que entra no caixa da empresa.

Também, para se obter os dados de forma mais exata, insira também todos os dados de valores que entraram no caixa da empresa, mesmo que não tenham documentos probatórios, senão poderá haver divergência entre os valores reais.

2- Calcule o Dinheiro Que Sai do Caixa

Saídas do fluxo de caixa descontado
Um dos passos é analisar as saídas ou despesas da empresa para fluxo de caixa descontado.

Na próxima etapa, é preciso realizar o cálculo do dinheiro que sai do caixa, ou seja, dos gastos que a empresa tem em um período. Primeiramente, é necessário que o gestor compreenda que existem dois tipos de gastos que o negócio tem de arcar para que o desenvolvimento das suas atividades seja viável.

Existem os gastos fixos, que são aqueles que a empresa tem todos os meses como, por exemplo, conta de luz, água, internet, pagamento dos funcionários, renovação do estoque, entre outros. Enquanto que os gastos variáveis, como o próprio nome sugere, são aqueles que não ocorrem com frequência como o reparo de uma máquina ou reforma do estabelecimento.

Durante este processo, você deve levantar todos os gastos a partir do uso de notas fiscais e contratos que comprovem os valores e datas de cada conta adquirida. Faça uma relatório, separando os gastos fixos e variáveis, somando-os em separado e posteriormente em conjunto.

3- Analise o Potencial de Rendimento da Empresa

Para saber o valor econômico da sua empresa, especialmente se você pretende se juntar a outra marca ou vendê-la, é de fundamental importância conhecer qual é o seu poderio de crescimento para os próximos anos, que normalmente deve ser entre cinco e dez anos, tempo este suficiente para projetar os resultados que ela pode trazer.

Para calcular o potencial de rendimento do negócio é necessário fazer uma análise das compras de estoque que ele realiza na atualidade, o total de vendas realizadas e nível de adimplência e inadimplência do seu público consumidor. Por meio destas informações, pode-se avaliar o desempenho da empresa no presente e projetar como ele será no futuro.

Esta informação não é obrigatória em um fluxo de caixa descontado, porém, já que estará fazendo todo o processo de coleta de informações, é aconselhável analisar o potencial de rendimento do negócio, pois dará menos trabalho do que ter de fazer apenas ele posteriormente.

4- Oportunidades de Mercado Para a Empresa no Fluxo de Caixa

Um dos principais fatores para tomar conhecimento da economia do seu negócio e saber se o seu potencial de crescimento tem chances de se concretizar, é fazer a verificação das oportunidades de mercado para a empresa. Neste caso, a primeira coisa é analisar o segmento, ou seja, o tipo de serviço prestado, checando o volume de público interessado em consumi-lo, de concorrentes e fatores que podem contribuir positivamente.

As oportunidades de mercado para a empresa devem ser descritas de forma detalhada em um relatório que aponte todos os fatores que se caracterizam como favoráveis para o seu tipo de negócio, desde as coisas que influenciam moralmente a empresa até as questões financeiras.

5- Projete os Riscos Que o Negócio Corre Através do Fluxo de Caixa Descontado

Geralmente os empreendimentos que são bem sucedidos são aqueles que já passaram por fases ruins e conseguiram superar. Sendo assim, para que o seu negócio não seja pego de surpresa, é indicado projetar os riscos que ele corre.

Nesta situação, pode-se começar a projeção tendo como base a análise do mercado de atuação da empresa, verificando se ele tem potencial de expansão para os próximos anos. Depois, pode-se verificar o nível de adimplência e inadimplência dos clientes e o total de produtividade do negócio, informações essas essenciais para mensurar os riscos que o negócio possui ou pode vir a correr.

6- Avalie as Chances da Empresa Para os Próximos Anos

chances futuras da empresa no fluxo de caixa descontado
Avaliar as chances da empresa para os próximos anos através do fluxo de caixa descontado é ter visão e planejamento para fazer a empresa crescer e se destacar da concorrência.

Por fim, utilizando-se de todos os fatores citados anteriormente, é preciso comparar as informações e avaliar as chances econômicas da empresa para os próximos anos. Nesta etapa, tem-se que construir um relatório, descrevendo o faturamento da empresa na atualidade e descontando os decréscimos de dinheiro que podem ocorrer com os riscos que foram projetados e que a empresa está suscetível.

Pronto para trabalhar o fluxo de caixa descontado na sua empresa? Deixe seu comentário e cadastre seus e-mail para receber mais dicas de negócios!

5.00 avg. rating (89% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA