Cursos Técnicos Com Baixo Investimento e Início Imediato no Trabalho

Cursos Técnicos Com Baixo Investimento e Início Imediato no Trabalho
Cursos Técnicos Com Baixo Investimento e Início Imediato no Trabalho

Os cursos técnicos são aqueles que dão a oportunidade de formar jovens nas áreas tecnológicas. Geralmente o jovem já começa a fazer o curso técnico no ensino médio e o curso pode durar em média 2 ou 3 anos. Com isso, o mercado de trabalho consegue mão de obra qualificada para as diversas áreas de atuação e os jovens conseguem alcançar o mercado de trabalho podendo ganhar bons salários.

Para criar cursos técnicos várias exigências são feitas por órgãos que controlam a educação. Desde a infra-estrutura do espaço até a qualificação dos professores são analisadas rigorosamente para certificar que o curso técnico tenha condições de formar excelentes profissionais. Muitas vezes os cursos técnicos com baixo investimento e início imediato no trabalho têm como sede as escolas de ensino médio e isso facilita muito a legalização dos cursos.

Cenário favorável com alta demanda

A área tecnológica está precisando constantemente de novos funcionários que ocupem as vagas oferecidas para trabalho em todo o Brasil e cabe ao aluno decidir qual é o curso que mais tem a ver com a sua personalidade para começar a fazê-lo e trabalhar rapidamente. Hoje em dia temos Cursos técnicos com baixo investimento e início imediato no trabalho gratuitos e privados, sendo estes últimos os menos concorridos e que dão ao empreendedor um bom lucro geralmente.

Por outro lado, embora o mercado esteja aquecido há também a atenção de vários empreendedores para este segmento, o que pode aumentar bastante a concorrência em pouco tempo. Assim o ideal para iniciar um negócio de curso técnico seria fazer um plano de negócios detalhado, avaliando oportunidades e ameaças, investimento inicial e o mercado.

Como criar um Cursos técnicos com baixo investimento e início imediato no trabalho

Para isso, é necessário contratar professores formados e que tenham certo número de títulos estabelecidos para começar a empresa. Depois, é a hora de montar a carga horária do curso e estabelecer as disciplinas e planos de ensino para organizar o aprendizado e demonstrar para o Ministério da Educação o formato dos cursos técnicos com baixo investimento e início imediato no trabalho.

Quanto aos horários, estes devem ser estabelecidos levando em conta principalmente a disponibilidade de tempo dos alunos e professores. Um bom exemplo é a grande quantidade de adultos jovens que começam cursos técnicos a noite. Se numa região que há uma grande procura deste público alvo específico os cursos fossem implantados pela manhã, haveria o choque com o horário de trabalho e grande parte das pessoas ficaria de fora dos Cursos técnicos com baixo investimento e início imediato no trabalho.

Público-Alvo dos Cursos técnicos.

Os adultos jovens e adolescentes são os que mais procuram os cursos técnicos. Ter uma profissão é o sonho de muitas pessoas e faz-se até necessária pela competitividade que vemos hoje em dia gerando muito desemprego. Quanto mais qualificada é a pessoa, melhores salários e oportunidades geralmente estarão ao seu alcance.

Legalização dos Cursos técnicos com baixo investimento.

O Ministério da Educação cuida da parte administrativa e dita algumas regras que devem ser seguidas pelo empreendedor que quer começar uma empresa de Cursos técnicos com baixo investimento e início imediato no trabalho. Antes de qualquer coisa é necessário procurar o órgão e começar a analisar suas propostas e assinar contratos. Toda uma burocracia estará em torno da abertura deste projeto, e é essencial passar por todos esses trâmites para conseguir a legalização.

Tipos de Cursos técnicos com baixo investimento e início imediato no trabalho

Os cursos em diversas áreas do conhecimento podem ser ministrados. Porém, é necessário que a infra-estrutura do curso permita que isto aconteça. Os mais conhecidos são os cursos de Informática, Química, Administração, Contabilidade, Design e outros e cada um revela a necessidade de espaços especiais equipados adequadamente para que os alunos consigam treinar nas aulas práticas e teóricas o conteúdo que será passado.

Para que o negócio seja de baixo investimento, é bom que o empreendedor decida promover cursos que tenham poucos destes espaços especiais e invista naqueles que necessitam apenas de professores e uma sala de aula, como por exemplo, o  curso de Administração. Não são necessários laboratórios, ateliês nem outros ambientes para formar os técnicos, o que ajuda muito o empreendedor que dispõe de uma verba limitada para começar seu negócio. Alguns exemplos de cursos técnicos que gastariam mais verba para serem implantados são Enfermagem e Design.

Material de apoio para Cursos técnicos

O material de apoio deve conter toda a matéria que os professores darão aos alunos para que estes estudem e consigam fazer as provas propostas. Cada prova deverá conter questões discursivas e de múltipla escolha relacionadas a matéria abordada em sala de aula valendo uma determinada pontuação que forma uma média. Em determinados cursos a média chega a 7 pontos. Porém, outros podem investir em médias menores. Além das provas os trabalhos também podem ser feitos dependendo do curso e de cada professor. Eles ajudam a compor a nota final das disciplinas e podem ser apresentados individualmente ou em grupo.

Corpo docente dos Cursos técnicos com baixo investimento

O corpo docente dos cursos técnicos com baixo investimento ou com alto investimento deve conter o mesmo tipo de professores. Não há como economizar no salário de professores já que independente do negócio eles passam por faculdade e até pós-graduação e Mestrado para poderem dar aulas. O ideal é que haja uma entrevista para selecionar a equipe de professores que vão ministrar as aulas para os alunos, e é importante que o salário dos mesmos esteja dentro da faixa prevista em outros estabelecimentos de ensino, pois caso contrário não irão encontrar pessoas dispostas a ocuparem o cargo.

 Dicas para montar um serviço de cursos técnicos

As dicas que podemos dar para começar os cursos técnicos é planejar o empreendimento e pensar nos detalhes. A localização conta muito e é extremamente importante que as pessoas saibam ou achem a sede dos cursos. Por isso, é bom alugar ou comprar um espaço perto do comércio local numa cidade que tenha um público específico e que se conheça o perfil deste público. A concorrência é muito grande e sem pensar em divulgação e outros detalhes é praticamente impossível chegar ao topo e garantir a preferência dos consumidores.

Por parte do empreendedor deve haver muito esforço, dedicação e estudo. Além disso, é necessária a contratação de um administrador e pessoas para trabalharem com a limpeza. Neste caso, pode-se fazer uso da terceirização.

Divulgação de Cursos técnicos com baixo investimento e início imediato no trabalho.

Enfatizar que os cursos técnicos possuem início imediato no trabalho com certeza é a melhor tática para atrair cada vez mais alunos. E para que não haja uma propaganda enganosa, é bom que se pense em métodos e parcerias que deixem realmente acessível a entrada dos formandos no mercado de trabalho.

Para divulgar, pode-se usar a internet, jornais locais, propagandas em revistas, outdoors e também panfletagem. Esta última é uma idéia muito boa quando aplicada perto a escolas de Ensino Médio e, além disso, pode ser tão lucrativa quanto outros métodos de divulgação mais modernos se feita corretamente e com base em pesquisas.

Algumas provas com direitos a descontos nos cursos podem levar muitas pessoas a se inscreverem e conhecerem o trabalho do curso. Por isso, conceder algumas bolsas pode ser a maneira ideal para chamar a atenção do público para os Cursos técnicos com baixo investimento e início imediato no trabalho.

E você?! Está pensando em montar um curso técnico? Comente!

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

8 COMENTÁRIOS

  1. Desejo iniciar um curso técnico, tenho um local estou vendo a possibilidade de montar uma estrutura e daí poder iniciar, o que devo fazer para fazer toda esta liberação, procuro antes o Sebrae, ou direto no MEC?

    • Rogério, comece pelo seu contador. Ele vai dar entrada no CNPJ da sua futura escola com a discriminação correta. Com a posse da documentação da empresa, você poderá solicitar a junto ao CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ou SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO o credenciamento e autorização para a implementação do(s) curso(s) técnico(s) que você deseja abrir.
      Vale lembrar, que a Secretaria Estadual de Educação deverá enviar fiscais para avaliar a infra estrutura do curso, mas, isso se dará já com o curso em funcionamento.

    • Você deve procurar o Sebrae cursos técnicos são de autárquica do MEC, ele apenas fiscaliza faculdades. Se quiser eu posso te ajudar nesse processo.

  2. Pretendo abrir um curso técnico na área de segurança (Curso de Formação de Vigilante)qual o procedimento inicial, no MEC ou na Secretaria de Segurança, já fiz contato com a Policia Federal sei que tem uma Portaria que regra o funcionamento, sei também que existe uma Escola no Estado fazendo cursos itinerantes na minha região e a Portaria diz que só pode ser fito cursos de segurança na sede da Escola, qual procedimentos devo tomar?

  3. Boa Noite,ja possuo uma franquia de cursos tecnicos:automacao,eletrotecnica,seguranca do trabalho,petroleo e gas e edificacoes.Gostaria de saber o procedimento para abertura de uma empresa em endereco a definir com contador parA legalizacao do simples e procedimentos burocraticos como laboratorios ,salas etc junto a Secretaria de Educacao.Aguardo retorno!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.