Como montar uma esmalteria

Está em busca de como montar uma esmalteria? Com certeza esse é um negócio promissor e que pode ser aberto com pouco dinheiro, dependendo do tamanho desejado.

Para Abrir uma esmalteria do zero e atingir o sucesso, um passo a passo é muito bem vindo, concorda? Ainda mais de quem já abriu diversos negócios e pode lhe dar “o caminho das pedras”.

Pensando nesse negócio, que pode ser um excelente opção de investimento, criei esse guia completo sobre como montar uma esmalteria com absolutamente TUDO que você precisa saber, desde o planejamento, compra de móveis, custo e muito mais, confira:

O que é uma Esmalteria

o que é uma esmalteriaEsmalteria é um local especializado em manicure e pedicure, juntamente com aplicação e venda de esmaltes. É uma forma de conseguir ganhar o mercado dentro do setor de beleza, já que montar um salão de beleza está cada vez mais difícil frente a grande concorrência de estabelecimentos famosos e com altos investimentos.

Por ser um serviço local e especializado, uma Esmalteria tem mais chances de conseguir conquistar os clientes e claro, por um custo baixo. Isso porque o empreendedor não precisará comprar equipamentos de um salão de beleza completo, tão somente os móveis de manicure e pedicure, expositores e etc.

Vale destacar, as esmalterias estão em crescimento e podem ser montadas com valores bem acessíveis, dependendo do estilo e tipo, por exemplo: básica, luxo, mescla de esmalteria e venda de produtos e etc. Logo falaremos sobre os valores e custos para cada opção de esmalteria.

Salão x Esmalteria: O que diferencia? Emalteria está inserida no setor de beleza, nicho altamente lucrativo. No Brasil, em meio a uma das maiores crises da história, o setor de beleza “driblou a crise”, ou seja, teve uma retração relativamente pequena, ainda mais se comparado aos outros setores da economia.

Ainda, 30% das famílias que deixaram de utilizar do setor de beleza afirmam que, após quitar as contas, retornar aos salões será a primeira atitude.

Vemos com bons olhos montar uma esmalteria porque se trata de um negócio em um nicho altamente rentável (beleza), especializado (micronicho dentro da beleza) e com demanda muito alta.

Para perceber isso, basta olhar a sua família: quantas mulheres utilizam esmaltes? Quantas fazem as unhas e os pés? É quase unânime.

Poucos salões são especializados em manicure e pedicure, o que estou tentando dizer?

Ao ir em um salão de beleza, manicures e pedicures são trocadas frequentemente, é uma espécie de “profissional provisório”, e muitos clientes detestam isso. Além disso, não se trata de um negócio específico, mas sim de “um plus ou extra” do tipo: ao ir no salão você pode fazer as unhas e pés, mas não é exatamente isso que oferecemos.

As esmalterias entraram com toda a força no mercado, porque é um ambiente especializado apenas nisso. Profissionais altamente especializados em manicure e pedicure, verdadeiras obras primas nas pinturas de unhas e esmaltes com ótima qualidade, tanto na aplicação quanto venda.

Em outras palavras, a esmalteria é um negócio específico, diferente dos salões, o cliente irá no estabelecimento para utilizar o serviço de forma principal e não acessória.

Por que uma esmalteria é um bom negócio?

esmalteria é um bom negócioA esmalteria é um bom negócio porque ao avaliar se pode encontrar os pontos mais importantes de um potencial empreendimento de sucesso, são eles:

Muita busca pelo serviço

A famosa demanda. As esmalterias possuem uma alta demanda de interessados no serviço, principalmente o público femino. Boas empresas, que prestam serviço especializado, raramente estão sem uma lista cheia de agendamentos;

Serviços e produtos lucrativos

A margem de lucro da venda de esmaltes e dos serviços de pedicure e manicure é alta. Muitas pessoas pensam que por se tratarem de serviços com preços “baixos” se tem uma perda de lucratividade, isso não é verdade.

A lucratividade é medida através de percentual, por exemplo, um produto que é adquirido por R$ 2,00 e vendido a R$ 4,00, apresenta uma lucratividade de 100%, o que, via de regra, é um ótimo ganho.

A compra de esmaltes em atacado costuma ser barato e podem ser vendidos com percentuais de ganho entre 150% e 250%.

Outro ponto interessante é que os serviços de manicure e pedicure, além de pinturas de unhas, são acessíveis, ou seja, o pagamento é à vista, muitas vezes em dinheiro, o que significa: sem descontos em pagamentos parcelados ou taxas de administradoras de cartão de crédito.

Baixa concorrência especializada

A concorrência especializada é um fator decisivo entre montar ou não um negócio de sucesso. Tome ênfase na palavra especializada. Hoje, a concorrência enfrentada por esmalterias são os próprios salões de belezas, os quais não são “especializados” em esmalteria, apenas oferecem de forma acessória o serviço.

Assim, tem-se maiores chances de criar um diferencial competitivo já que trabalhará exclusivamente com serviços de esmalteria. O simples fato de o negócio se tratar exclusivamente disso já é, por si só, um diferencial.

O objetivo é fazer com que os consumidores, ao pensar em “manicure, pedicure, pintura de unhas e esmaltes” lembrem de uma loja especializada e não de algo que “quando forem fazer o cabelo, por exemplo, aproveitar e fazer as unhas”.

Está em dúvida sobre a concorrência? Responda: quantas esmalterias existem na sua cidade? Com certeza poucas.

Possibilidade de montar uma esmalteria com pouco investimento

Abrir uma esmalteria é barato, ou melhor, dependendo da esmalteria pode ser barato. Tudo dependerá do tamanho, funcionários, estimativa de ganho e equipamentos/móveis que comprará.

Contudo, nada o impede de começar aos poucos e, ao perceber o potencial do mercado, melhorar a sua empresa, concorda?

E quanto custa uma esmalteria pequena? O investimento varia entre R$ 4.600,00 e R$ 5.000,00. Você pode ver todos os custos e tamanhos mais abaixo no conteúdo.

Quais os primeiros passos ao montar uma esmalteria

primeiros passos montar esmalteriaAntes de começar um passo a passo de como montar uma esmalteria é importante algumas dicas iniciais, aquelas que você deve observar para decidir se a esmalteria é ou não um bom negócio no seu caso específico (região/cidade).

Dica 1: Público Alvo x Quantidade de Habitantes

Quantidade de habitantes não significa público alvo, cuidado! Público alvo são potenciais clientes e que provavelmente comprarão o seu serviço ou produto. Uma cidade pode ter milhares de habitantes e poucos potenciais clientes, isso é péssimo.

Dica 2: Faça uma análise de perfil da sua cidade

Como é o perfil da sua cidade para montar uma Esmalteria? É uma cidade jovem ou não? Como está a economia local? As pessoas reclamam da falta de negócios no setor de beleza? Os negócios recém abertos costumam ser bem quistos pelas pessoas?

Faça uma análise do perfil da cidade, levando em consideração fatores que pode terminar se na sua localidade existe ou não a carência pelo serviço e, mais que isso, se os habitantes o desejam.

Muitos empreendimentos  quebram não por serem más ideias, e sim por não observar o perfil da cidade.

Dica 3: Concorrência Local

A concorrência local é fator decisivo em montar ou não uma Esmalteria. Por ser um serviço especializado ainda se tem pouca concorrência, mas isso não significa deixar de observar os seus concorrentes diretos e indiretos.

Coloque em uma planilha do Excel todos os seus concorrentes indiretos e diretos, depois faça uma análise levando em consideração a demanda pelo serviço x quantidade de concorrentes, com isso descobrirá se existe ou não uma parcela suficiente para ganhar dinheiro com sua empresa.

Dica 4: Recursos Financeiros Disponíveis

Antes de realmente iniciar o negócio você deve ter recursos financeiros disponíveis para isso. Leia-se como recursos financeiros para montar uma Esmalteria:

  • Capital de instalação: compra de móveis, pintura, equipamentos e etc).
  • Capital de giro: dinheiro para arcar com os custos mensais até o momento de conseguir bons lucros.
  • Pagamento de funcionários e eventuais rescisões: atrasar pagamento de funcionários impacta diretamente na qualidade do serviço, isso é inadmissível.
  • Marketing: bons negócios exigem campanhas de marketing e esse será o pontapé inicial para ter sucesso.
  • Recursos para no mínimo 3 meses de pagamento de fornecedores.

Os itens acima são os principais, outros podem surgir de acordo com o seu negócio.

Outro ponto importante é: como você tem esse dinheiro?

Evite ao máximo contar como seu os recursos obtidos como crédito em Instituções Bancárias ou com terceiros. Ter uma sociedade tende a ser um negócio ruim, já que terá de dividir os lucros e claro, tomar as decisões em conjunto, o que pode prejudicar em muitos casos.

A sociedade deve ser feita apenas se a outra pessoa supre muitos pontos faltantes, como por exemplo: Uma manicure, capital de investimento e mais.

Dica 5: Quanto tempo você tem

Tempo é tão importante quanto dinheiro ao montar uma Esmalteria. Abrir o negócio estudando os mínimos detalhes e colocando-o em prática com em um período adequado pode evitar muitos problemas.

Busque, pelo menos, 3 meses para iniciar o negócio, esse período será suficiente para:

  • Fazer estudo de mercado.
  • Criar o plano de negócio e planejamento estratégico.
  • Encontrar um bom ponto comercial.
  • Fazer pesquisa de preços e comprar os móveis e equipamentos pelos melhores preços.
  • Reunir todo o dinheiro necessário para abertura da esmalteria.
  • Encontrar e fazer triagem de funcionários realmente qualificados.
  • Conseguir os melhores fornecedores.
  • Fazer campanha de marketing eficiente e com antecedência.

Quanto custa abrir uma esmalteria

quanto custa montar uma esmalteriaQual é o valor gasto para abrir uma esmalteria? Essa resposta será decisiva.

Antes de expor todos os valores gastos para as três opções de esmalteria, pequena, média e grande, lembre-se de olhar ao fim desse tópico o que deve ser observado ao analisar se o investimento é vantajoso.

Para elaborar o orçamento de cada modalidade de esmalteria utilizamos três categorias de custo, confira:

Investimento na abertura de uma Esmalteria Pequena

Consideramos como uma esmalteria pequena aquela que possui 2 pessoas, uma manicure e outra pedicure, podendo ou não ter uma secretária.

É aquele negócio com foco no bairro, atingindo um pequeno público de pessoas.

O valor total de investimento para montar uma esmalteria pequena varia entre R$ 4.600,00 a R$ 5.000,00 reais. É importante inserir um percentual de 20% a mais eventuais necessidades que sempre acontecem.

Nesse caso os custos serão:

Custos de abertura

O custo de abertura inclui o marketing, pagamento de pintura, decoração, reforma do imóvel, pagamento de caução ou aluguel antecipado, custos para autenticar contrato em cartório para locação, entre outros detalhes.

No caso de um estabelecimento pequeno e fazendo pelo menos 3 orçamento de preço, é possível gastar entre R$ 470,00 e R$ 800,00 reais (eventual caução não incluso).

  • Pintura de um peça de 25 m²: R$ 300,00 a R$ 450,00.
  • Decoração: enfeites, quadros, plantas e etc. R$ 100,00 a R$ 250,00.
  • Custos com caução e documentos: (Caução = 1 a 2 meses de locação) e custos cartorários de R$ 70,00 a R$ 100,00.

Custos com móveis, equipamentos e produtos

Como se trata de uma esmalteria barata, elencarei apenas o que é realmente necessário para iniciar o negócio e não observando “melhores marcas” do mercado.

Móveis baratos para esmalteria pequena

  • Móveis para manicure: Kit básico com 4 peças (R$ 300,00)
  • Suporte apoio para pedicure: 1 unidade (R$50,00)
  • Móveis para pedicure: 1 cirandinha simples e um carrinho carrinho auxiliar (R$ 200,00)
  • Carrinho auxiliar manicure com suporte para esmaltes 120 unid. (R$ 236,00). Serve também como expositor.
  • Expositor de esmaltes: R$ 90,00.
  • Bancos ou sofá para sala de espera: R$ 400,00.
  • Balcão para recepção: R$ 230,00.

Equipamentos para esmalteria de baixo custo

equipamentos esmalteria

  • Alicate Inox 2 unid. – R$ 30,00
  • Espatula e Palito Inox 2 unid. – R$ 16,00.
  • Cortador de unha profissional inox 2 unid. – R$ 27,00.
  • Esterelizador 1 unid. – R$ 90,00 a R$ 125,00.
  • Extrator cureta – R$ 20,00.
  • Kit de 24 toalhas pequena – R$ 80,00. (Não compensa economizar nisso).
  • Kit com 150 luvas e 200 lixas – R$ 65,00.
  • Jogo de pinças – R$ 15,00.
  • Tesoura 2 unid. – R$ 20,00.
  • Espelhos 2 unid. – R$ 48,00.
  • Secador de unhas – R$ 60,00 e R$ 120,00.
  • Estoque de produtos – R$ 1.600,00.

Custos mensais fixos da esmalteria

O custo fixo de uma esmalteria impacta diretamente no lucro, ou seja, quanto menor o custo maior o faturamento líquido. Por isso é importante enxugar os valores gastos mensalmente, ainda mais se tiver algo supérfluo.

Abaixo os custos mensais de uma esmalteria:

  • Aluguel: R$ 450,00 e R$ 800,00. O valor pode variar bastante dependendo da localização.
  • Luz, água e internet: O custo de luz e água de uma esmalteria costuma variar entre R$ 200,00 e R$ 300,00. Forneça internet aos seus clientes, isso reduz a percepção de eventual demora e mantém seus clientes mais satisfeitos. O valor da internet varia entre R$ 50,00 e R$ 80,00 reais.
  • Funcionário: Caso possua secretária e mais um funcionário, o custo médio mensal, incluindo impostos e direitos trabalhistas, varia entre R$ 2.500,00 e R$ 3.000,00. Uma boa dica para diminuir o custo é contratar funcionários para 4 horas diáras e marcas as clientes dentro daquele horário.

Caso seu orçamento esteja muito curto, contrate um funcionário que recebe por cliente atendida, contudo, será mais difícil, principalmente no início, porque o funcionário tende a ganhar pouco.

Adquirir os móveis usados também pode ser uma excelente maneira de montar uma esmalteria própria e barata. Em média, economiza-se entre 40% e 60%.

Investimento na abertura de uma Esmalteria de tamanho Médio

Com base nos custos para abrir uma esmalteria de tamanho pequeno é possível descobrir o preço dos tamanhos maiores.

Tudo dependerá da quantidade de funcionários que irão atender os clientes e dos equipamentos desejados. Normalmente, as esmalterias de tamanho maior apenas adquirem mais equipamentos e móveis, por isso basta observar os preços já citados e multiplicar.

Se desejar montar uma esmalteria, além de maior, com materiais mais requintados, trazendo aquela aparência de negócio de alto padrão, o custo de móveis e equipamentos tende a ser 60% mais caro.

Uma esmalteria de médio porte custa entre R$ 13.000,00 e 19.000,00.

Investimento na abertura de uma Esmalteria Grande

O que é uma esmalteria de grande porte? Pensamos em um negócio com pelo menos 5 manicures e 5 pedicures, por isso o seu preço é relativamente alto.

Em média, esse negócio custará entre R$ 45.000,00 e R$ 60.000,00 reais.

Cuidado com o projeto arquitetônico da loja e o que escolherá de esquipamentos para trabalhar, esses são os fatores que implicam significativamente no preço do investimento inicial.

Lembre-se, quando se trata de investimento deve-se considerar 3 pontos:

  • Quanto possui de capital: você possui o valor para investir na abertura? É suficiente? Sobra capital de giro? Considere diminuir o tamanho se a sua resposta for não.
  • Quanto está disposto a gastar: analisar o quanto está disposto a investir no negócio para a sua abertura é de suma importância. Também, vale lembrar do capital de giro que deve ser resguardado e que dinheiro de crédito bancário não conta.
  • Qual é o faturamento líquido estimado x investimento: observar apenas o valor investido é um erro comum e muito sério. Isso porque se o faturamento líquido estimado for alto, por óbvio que um maior investimento se torna viável e até mesmo uma boa opção. Faça sempre uma avaliação custo x retorno e assim decida se compensa o investimento.

Montar uma esmalteria: Quantos Funcionários é preciso?

A quantidade de funcionários dependerá do tamanho da sua esmalteria, estimativa ou quantidade de clientes atendidos e serviços prestados.

Por exemplo, supondo que a expectativa seja prestar serviços de manicure, pedicure e venda de produtos, com uma estimativa de 2 clientes por hora, será preciso no mínimo 3 funcionários.

Veja, 30 min para manicure e 30 min pedicure, será possível atender as 2 clientes e, após atendê-la, uma terceira terá de oferecer os produtos, já que, teoricamente, teria mais 2 novas clientes para serem atendidas.

Claro, é impossível uma ciência exata, mas com isso você poderá ter uma noção da quantidade de funcionários necessários.

Normalmente, um salão pequeno precisa de no mínimo 2 funcionários (manicure + pedicure), fazendo o trabalho como secretária e agendamento.

Modelos de esmalterias: Online, Ambulante, Quiosque e Física

Existem basicamente 4 modelos de esmalterias:

  • Online
  • Ambulante
  • Quiosque
  • Física

Vamos mais a fundo em cada um dos tipos de esmalterias que podem ser montadas na sua cidade.

Esmalteria Online

A esmalteria online é diferente de todas as outras modalidades porque não presta serviços, atua tão somente com as vendas de produtos.

Essa opção não é a mais rentável porque disputa mercado com milhares de lojas online já consolidadas no mercado, além disso, lojas online de venda de maquiagens e produtos de beleza costumam vender produtos de esmalteria, resumindo, a concorrência é realmente alta.

Quer mesmo assim apostar em uma esmalteria online? Nesse caso você pode optar por vendas online local. Crie uma página no Facebook, Grupo, Instagram e um grupo no Whatsapp, tudo isso em conjunto com um site.

Trabalhe seu comércio para atingir a sua cidade e, no máximo, região, posicionando-se como empresa especializada em produtos de esmalteria, dentre eles:

  • Esmaltes;
  • Alicates;
  • Lixas;
  • Decoração para unhas;
  • Pincel artístico;
  • Películas de unhas;
  • Palitos;
  • Polidores;
  • Alongamentos de unhas (unhas em fibra, gel, acrílico, porcelana e etc);

Esses são os produtos básicos para iniciar uma loja online local, mas você pode acrescentar outros. Variedade e bons preços é a chave para o sucesso.

Lembre-se, mercado local! Isso porque a quantidade de lojas físicas de esmalteria é muito pequena quando comparado as online, use isso ao seu favor.

Como Abrir uma Esmalteria Ambulante

Talvez uma das maiores sensações do momento, a Esmalteria Ambulante pode trazer lucros incríveis, já que o custo MENSAL é menor e você estará no local certo e na hora exata. Como assim? Trata-se de uma espécie de “pequeno caminhão” com toda a estrutura necessária para prestar os serviços de manicure, pedicure e venda de produtos de esmalteria.

O público alvo é, principalmente, aquelas pessoas que estão transitando no local e tem “um tempinho sobrando” para aproveitar e já adquirir o serviço. A venda de esmaltes e acessórios para as unhas também é excelente nesse modelo de negócio.

A compra de esmaltes não ocorre em grande quantidade por pessoa, mas sim muitas pessoas comprando poucas unidades.

Então, por que não encontramos milhares de esmalterias ambulantes se o negócio é tão lucrativo? O motivo principal é a dificuldade de fidelização, ou seja, raramente se consegue clientes recorrentes, seja pela esmalteria ambulante estar em locais diferentes de dia em dia ou pelos clientes que nem sempre transitam pelo mesmo local.

Essa dificuldade de fidelização e relacionamento reduz a renda recorrente (fixa) e exige a conquista de novos clientes diariamente.

Falamos que o custo mensal é menor, mas não o invesitmento inicial, cuidado!

O investimento inicial é mais alto do que a abertura de uma esmalteria fixa, porque não existem (pelo menos eu não encontrei em lugar algum) a estrutura ambulante para locação, ou seja, é preciso comprar um veículo grande e adaptá-lo. Mensalmente o empresário estará livre de custos de aluguel.

Por fim, um terceiro e último fator que reduz significativamente as esmalterias ambulantes é a liberação para prestar o serviço. São 3 importantes documentos:

  • Alvará de prestação de serviços ambulantes;
  • Alvará da vigilância sanitária (difícil de conseguir);
  • Documento de veículo adaptado e livre para transitar;

Além de serem documentos difíceis de conseguir, também são burocráticos, podendo levar, em alguns casos, anos para sua obtenção.

Mas, se você consegue a documentação e possui recursos financeiros para montar esse excelente negócio, provavelmente terá ótimo retorno.

Veja algumas dicas para montar uma esmalteria ambulante abaixo:

  • Crie um espaço aconchegante: só porque é um veículo adaptado não significa que deva deixar de lado o conforto. O público que utiliza serviços da Esmalteria o busca também para relaxar, sentir-se confortável e desfrutar de um momento de cuidados pessoais.
  • Use equipamentos de qualidade: como estará em locais diferentes, um dos fatores que impactará na demanda pelo serviço será a aparência e os equipamentos utilizados. As pessoas desejarão olhar para dentro e, se gostarem dos equipamentos, profissionais e aparência, podem vir a adquirir o serviço.
  • Funcionários devem usar uniforme: por que a importância do uniforme em uma esmalteria ambulante? Justamente para “tirar” um pouco a visão de serviço ambulante = baixa qualidade. Os uniformes trazem uma perspectiva maior de profissionalismo.
  • Evite ser 100% ambulante: procure escolher os pontos mais atraentes para “estacionar” a sua esmalteria e rotacione entre eles. Escolha no máximo 10 pontos e crie uma programação de quando estará em cada local, isso permite que as pessoas sintam mais confiança no serviço e se programem, inclusive, para voltar.
  • Cuidado com os custos: um dos motivos de montar uma esmalteria ambulante é o baixo custo mensal. Por isso, se perceber que o custo mensal está alto, pare, repense e faça um novo plano de negócio, porque algo está errado.

Para saber mais sobre alvarás de funcionamento para empresários ambulantes procure a prefeitura da sua cidade.

Como montar uma Esmalteria Quiosque

Esmalteria Quiosque não deixa de ser física, mas é em menor espaço e, preferencialmente, situada em locais de grande circulação como shoppings e centros comerciais.

Existem quiosques a partir de 4m², o mais comum são 6 m², contudo, é possível encontrar quiosques de até 30m². Então, qual é o ideal para você? A resposta dessa pergunta dependerá do que pretente oferecer.

Caso o objetivo seja apenas a venda de produtos de esmalteria, um quiosque de 6 m² é perfeito, porque suporta 1 a 2 funcionários para efetuar as vendas e bons monstruários, como prateleiras e até rotativos com os esmaltes e acessórios.

Agora, se o objetivo é abrir uma esmalteria quiosque para prestar serviços de manicure e pedicure em conjunto com a venda dos produtos, sugere-se um espaço de no mínimo 16 m². Esse tamanho permite 2 funcionários (uma manicure e uma pedicure), bem como uma recepcionista responsável por vender os produtos e agendar as clientes.

Mesmo que possível montar uma esmalteria com 16 m², sugiro um espaço um pouco maior, 20 m² ou mais, afinal, conforto e uma boa sala de espera é importante.

Veja as dicas que separamos para aumentar as chances de sucesso da sua Esmalteria Quiosque:

  • Use móveis sob medida: parece simples, mas muitas esmalterias erram nisso e buscam comprar móveis prontos e mais baratos para economizar. Como o quiosque é um ambiente relativamente pequeno, ter móveis sob medida potencializam o espaço, criam um ambiente aconchegante, bonito e o preço não é tão absurdo.
  • Cuidado com o ponto: o fato de abrir um quiosque em um local com bom movimento de pessoas, como é o caso do shopping, não significa que terá a exposição desejada. Observe cuidadosamente quais os locais com melhor circulação do seu público alvo, ou seja, preferencialmente mulheres. Uma boa dica é ficar perto das lojas de roupas femininas.
  • Foque na aparência: por ser um serviço de beleza, ainda mais em pontos como shoppings, dê prioridade para um ambiente de ótima aparência, estílo grife. É obrigatório? Não! Mas tem-se ótimos relatos de bons resultados seguindo essa dica.
  • Faça uma análise de aluguel x lucratividade: esqueça a ideia de: vou abrir um negócio no shopping e ficar rico! Os custos fixos de um quiosque no shopping ou galeria é alto e isso reduz muito a lucratividade. Faça uma análise real do custo e compare com a potencial lucraatividade. Para ser ainda mais fiél ao resultado, sob o lucro que acredita, diminua 25%, porque raramente se consegue o que espera.

Seguindo essas dicas você terá maiores chances de sucesso com sua esmalteria quiosque. Lembre-se de seguir o passo a passo para montar uma esmalteria, ele servirá para todos os modelos, devendo apenas adaptá-lo e sequir as dicas de cada tipo.

Como montar uma Esmalteria Física Convencional

Quer montar uma esmalteria em um ponto comercial da sua cidade? Estilo salão de beleza, mas especializado em pé, mão e acessórios? É isso que chamamos de esmalteria física convencional, é o empreendimento que vemos nas cidades.

Como já mencionado, a concorrência especializada de esmalterias é baixa, focar apenas nesses serviços ainda é algo novo, e essa pode ser a chance que estava faltando para você.

Para montar uma esmalteria física na sua cidade sugiro observar as dicas abaixo, além do passo a passo que será mostrado:

  • Ponto comercial é importante, mas não é tudo: os serviços de esmalteria trazem um diferencial que é o relacionamento com o cliente. Pessoas que frequentam a esmalteria e gostam do serviço, frequentemente estarão usfruindo, em outras palavras, a fidelização do cliente se dá de forma mais rápida e fácil. Por isso, um ponto comercial com boa localização é importante, mas não imprescindível. Uma campanha de marketing bem elaborada pode trazer muitos clientes para o seu negócio e, com isso, seu objetivo deve ser fidelizá-los. Lembre-se, é um serviço usado mensalmente, dependendo o público, até semanalmente. Economizar no aluguel ou utilizar o valor em campanhas de marketing ou melhora da aparência/equipamentos, pode ser ainda mais atraente.
  • Escolha seu público alvo: montar um negócio para atender pessoas é um erro comum e que pode custar seu sucesso. Faça uma análise do público alvo do seu serviço e desenvolva tudo com base neles, desde a aparência da sua esmalteria até as campanhas de marketing. Uma estrutura focada no público alvo tem, pelo menos, 50% de chances a mais de conseguir fazer com que o cliente adquira o “produto”.
  • Especialize os funcionários: forneça treinamento e especialização aos seus funcionários, eles devem ser os melhores! Veja, a sua promessa é um negócio específico e altamente especializado, ou seja, seus funcionários devem ter um diferencial, caso contrário por que não ir em um salão de beleza em geral?

Essas 3 dicas principais devem ser seguidas à risca!

Guia de como montar uma esmalteria passo a passo

Montar uma esmalteria é uma tarefa difícil e podem surgir erros em diversas das etapas, por isso criamos um passo a passo de como montar uma esmalteria com todas as etapas explicadas, desde as mais básicas até dicas de marketing, confira:

  1. Estudo de viabilidade

Estudo de viabilidade é analisar a região, público alvo, custos, investimento e potencial de lucro. Antes de efetivamente decidir em montar a Esmalteria você deve descobrir se na sua cidade/região é viável este tipo de negócio.

Por melhor que seja a ideia de negócio, existem cidades saturadas, com alta concorrência ou até mesmo com um público que não se adéqua aos seus potenciais compradores.

Para exemplificar, pode-se pensar em uma cidade de 35 mil habitantes sem quaisquer concorrência, mas, com 60% público masculino e 25% do restante de idade superior a 60 anos (que adquirem o serviço com menos frequência), embora seja uma situação atípica, pode acontecer, e, nesse caso, seria inviável uma esmalteria na cidade.

  1. Plano de negócio de esmalteria

O segundo passo é montar o plano de negócio, talvez a etapa mais importante de todo o processo de abertura de uma esmalteria.

O plano de negócio é um documento em que se retrata, de forma fiel, os processos ao abrir um negócio. Deve conter no plano de negócios:

  • Sumário executivo (missão, regime tributário, capital social, fonte de recursos, resumo das atividades, resumo do mercado e etc).
  • Análise de Mercado
  • Público alvo
  • Equipamentos
  • Quadro de funcionários
  • Ponto comercial
  • Branding (dados da marca, logo e etc)
  • Serviços e produtos
  • Fornecedores
  • Concorrentes
  • Marketing e publicidade (estratégias, capital disponível, localização e etc)
  • Precificação (no mínimo o percentual de ganho estimado)
  • Plano operacional (capacidade produtiva, processos operacionais, programas de gestão e agendamento, etc)
  • Plano Financeiro (investimento pré e pós operacional, custos fixos e variáveis, estimativa de faturamento, lucratividade, custo unitário dos produtos, custo dos serviços, custos de mão de obra, etc).

Particularmente, gosto de descrever também no meu plano de negócio os potenciais riscos e dificuldades que possivelmente surgirão, isso aumenta as chances de sucesso, porque já deixo soluções previamente elaboradas.

3. Escolha do ponto comercial

Supondo que a esmalteria seja física (online e ambulante não precisa), você deverá encontrar o ponto comercial ideal. Então, o que seria ideal para uma esmalteria?

Quiosque

Em esmalteria tipo quiosque o ideal não é o ponto mais visível e sim aquele mais próximo dos produtos que o seu público alvo costuma comprar. Busque um espaço próximo das lojas de roupas, por exemplo.

Esmalteria convencional

Já em uma esmalteria na sua cidade, o ponto comercial ideal é próximo do centro (maior concentração de pessoas), mas não precisa ser exatamente no “meio da multidão”, esses locais tendem a ser muito caro e o valor que irá economizar poderá investir em campanhas de marketing mais efetivas.

Analise os seguintes fatores ao escolher o ponto comercial da esmalteria:

  • O local é de fácil acesso?
  • Está próximo de onde as suas clientes costumam ir? (é possível ir caminhando?)
  • Qual é o tamanho da peça?
  • A aparência da peça comercial é boa?
  • Existe estacionamento?
  • O local é seguro? Bem visto?
  • Tem concorrência muito próxima?
  • Existem lojas que seu público alvo pode frequentar e que transitarão pela sua esmalteria?
  • Qual é o custo dessa peça? Está de acordo com o seu orçamento? Realmente vale o valor?

Claro, se o preço do ponto comercial for o mesmo de um no centro da multidão, fique com este último.

4. Parte burocrática: Formalização da abertura da Esmalteria

No Brasil, abrir uma empresa é uma tarefa ardua, já que é exigido uma série de burocracia, desde a escolha do regime jurídico até a concessão do alvará de funcionamento, o que, quando feito de forma errônea, pode levar mais de 6 meses para conseguir.

Para que você consiga montar sua esmalteria e conseguir rapidamente tê-la registrada e dentro da lei, vamos ensinar como fazer todo o pedido burocrático para iniciar o quanto antes seu negócio, confira:

Elaborar o Contrato Social

O contrato social deve ser realizado antes de fazer o pedido do alvará, já que será levado junto à junta comercial para fazer o registro.

No contrato social deve constar os sócios, modelo tributário, capital social e etc.

Registro na Junta Comercial

É a partir do registro na Junta Comercial que a empresa realmente passa a existir, devendo ser levado o contrato social para isso.

Esse registro da esmalteria pode ser feito na Junta Comercial ou no Registro de Pessoas Jurídicas da sua cidade.

É importante já ter verificado se não existe outra empresa com o mesmo nome e razão social antes de tentar fazer o registro na Junta Comercial.

Fazer a Inscrição Estadual

Normalmente é possível fazer a inscrição estadual através da internet em virtude de um convênio com a Receita Federal, mas, caso em seu estado não exista essa possibilidade deve procurar a Fazenda Estadual.

Essa inscrição estadual permitirá pagar tributos como o ICMS e também retirar o CNPJ.

Licenças e Pedido de Alvará

Será preciso pedir, antes de tudo, um alvará de funcionamento nos Bombeiros, para isso basta protocolar um pedido no próprio Corpo de Bombeiros da sua Cidade. Eles irão até o estabelecimento e verificar se está tudo certo ou sugerir as mudanças necessários, como é o caso da necessidade de extintor de incendio ou placas de saída luminosas.

O próximo passo é protocolar o pedido de alvará de funcionamento na Prefeitura da sua cidade.

Lembre-se também de verificar a necessidade de licença ambiental (IBAMA), normalmente em em uma Esmalteria não é necessário, mas informe-se igual na sua cidade.

No caso do pedido de alvará para esmalteria ambulante o pedido costuma ser feito na Prefeitura da cidade, como se fosse o pedido de alvará de funcionamento.

5. Compra de móveis para esmalteria e branding

É o momento de começar a parte prática do seu negócio e comprar os móveis, equipamentos e criar a aparência da esmalteria, o famoso layout.

Lembre-se de comprar tudo que precisa e, mais importante, apenas o que precisa. Cuidado, evite se empolgar e gastar dinheiro desnecessariamente.

Também, inicie o desenvolvimento do branding da marca. Se ainda não sabe o que é, veja este artigo sobre branding.

6. Encontrando os fornecedores para a esmalteria

Os fornecedores são pilares importante em qualquer negócio porque influenciam diretamente no preço, qualidade do serviço e nos custos da empresa. Reserve um tempo para estudar as melhores opções do momento.

Criei um pequeno “passo a passo” para escolher fornecedores:

  • Selecione 10 fornecedores.
  • Dos 10, retire os 4 melhores observando fatores como: preço, qualidade dos produtos, prazo de entrega e formas de pagamento.
  • Entre em contato com cada um dos fornecedores, informe-se e descubra o quanto cada um deles está disposto a ceder (melhorar as condições para você).
  • Depois disso, entre novamente em contato e informe o que o concorrente faz de melhor e peça se o mesmo não tem como superar o concorrente. Isso fará com que consiga as melhores condições, acredite.
  • Terminando esse processo já terá o fornecedor apropriado para a sua esmalteria.

Lembre-se de analisar cuidadosamente o contrato, principalmente quanto aos prazos, preços, eventual periodo de fidelidade e, principalmente, pedido mínimo.

7. Busca de funcionários qualificados

Os funcionários da esmalteria devem ser especializados e ter conhecimento do serviço prestado, nada de “ensinar”. Lembre-se, você está oferecendo um serviço especializado.

Outro ponto a relembrar é que os seus funcionários terão contato direto com o cliente, ou seja, se o serviço for de baixa qualidade ou o atendimento ruim, provavelmente perderá clientes.

Faça uma entrevista e avalie na prática os funcionários, isso permitirá ter certeza do quão preparados estão.

Você pode até “economizar” na secretária, tê-la meio período que seja, mas não nos funcionários responsáveis por prestar o serviço, caso necessário, remunere-os a mais do que esperava. Claro, desde que não estrague seu orçamento planejado.

8. Precificação dos produtos e serviços da esmalteria

Muita atenção para este ponto. Precificar errado significa perder dinheiro, seja para mais ou menos. Nos dois exemplos:

  • Precificou acima do valor: os clientes acharão caro pelo serviço e desistirão de voltar ou sequer irão adquirir a primeira vez.
  • Precificou abaixo do valor: no final do mês, mesmo após atender muitos clientes e ter a agenda lotada, estará no negativo.

como precificar serviços esmalteriaE como precificar os serviços e produtos da esmalteria? Isso depende dos fatores:

  1. Custo fixo.
  2. Custo dos produtos.
  3. Custo de mão de obra.
  4. Lucratividade.

Levando em consideração os custos (+ investimento inicial que deve ser dissolvido mês a mês) x lucratividade.

É preciso encontrar um preço em que se consiga cobrir todos os custos e obter a lucratividade esperada. Aqui surge outro ponto de interrogação: Quanto de lucro é “bom” ou você “precisa”?

Particularmente, acredito ser mais fácil pensar em quanto mensalmente deseja faturar líquido, R$ 8 mil reais? R$ 10 mil reais? R$ 12 mil reais?

Depois de saber o lucro líquido almejado você deve pensar em precificar os produtos e serviços, para isso faça o seguinte:

Lucro Líquido = Estimativa de faturamento total – custos.

Quanto maior o faturamento (mantendo o mesmo custo), maior será o faturamento líquido, resumindo, aumente a estimativa de faturamento até chegar no seu lucro líquido.

Pronto, agora já sabe o seu faturamento total necessário.

Agora você deve precificar tudo para que atinjam esse valor mensal desejado. Algumas dicas:

  • Os produtos como esmalte, acessórios, etc, podem ter até 100% de lucro, acima disso provavelmente estão muito caro para os consumidores.
  • O serviço por sua vez pode ser cobrado com base nos concorrentes ou avaliando o custo do produto utilizado + mão de obra (hora) + lucratividade (observando o faturamento líquido).

Conseguiu chegar em um valor atrativo para você? Agora é o momento de pensar no seu cliente.

O seu público alvo estará disposto a pagar esse valor? Seus concorrentes cobram menos que isso? Se concluir que o preço está alto para seu público alvo, diminua o valor.

Por que diminuir o valor? A resposta é: sua estimativa de lucratividade mensal está errada, ou terá de atender mais clientes, oferecer outros serviços, aumentar as vendas, enfim, encontrar outra forma de chegar ao valor desejado.

Em alguns casos, o diferencial competitivo (falaremos mais abaixo) pode ser suficiente para que o seu preço mais alto ainda seja aceito pelos clientes, mas se, no geral, sua precificação ficou alta para o consumidor, nem mesmo um diferencial competitivo será capaz de manter o movimento.

Lembre-se: ter alguns serviços e produtos mais caro pode ser “contornado” com um diferencial competitivo, agora, possuir TODOS os produtos e serviços acima do aceitável pelo cliente significa ser taxado de “esmalteria cara” na cidade.

E quero frisar, estamos falando em preços altos para os clientes e não comparar com os concorrentes. Você pode ter valores mais altos que seu concorrente se tiver um diferencial competitivo, mas não preços altos para os clientes.

9. Lançamento da esmalteria – Abertura

O lançamento da esmalteria é a famosa inauguração, aquele momento em que deve ser realizada uma forte campanha de marketing para conseguir uma boa quantidade de clientes já no início da atividade, além de, é claro, tornar o negócio conhecido na cidade.

Muitas pessoas podem ser atingidas pelas campanhas publicitárias e não ir ao estabelecimento adquirir o produto, sem problemas, mas elas irão lembrar quando precisar, é esse o foco das campanhas de marketing de inauguração.

10. Criando relacionamento com os clientes

Criar um relacionamento entre consumidor e empresa é fundamental para manter os lucros e atingir a fidelização em massa. Para se ter ideia da importância, basta pensar que existem dezenas de softwares CRM (Gestão de Relacionamento com Cliente) focados exclusivamente em auxiliar nas estratégias de relacionamento.

Para criar um bom relacionamento com cliente você deve pensar sempre como tal, ou seja, o que espera de uma empresa para sempre retornar e claro, falar bem dela?

Algumas opções para melhorar o relacionamento com o cliente da esmalteria são:

  • Programa de fidelidade;
  • Atendentes de qualidade;
  • Ambiente aconchegante e bem humorado (em esmalterias é imprescindível). Forneça água, café e até mesmo uns petiscos, a esmalteria é um local onde é preciso se sentir bem e confortável para voltar;
  • Estar aberto a sugestões, críticas e levar em considerações nas melhorias;
  • Possua materiais para leitura e distração no momento da espera, além de internet disponível, televisão e coisas do gênero. Esperar é sempre um momento ruim para as pessoas;

Esses são pontos simples e que realmente fazem a diferença no relacionamento com o cliente, mas claro, você deve observar o seu público, pedir sugestões e adequar o negócio até ficar perfeito. Lembre-se, sempre existirá algo que pode ser melhorado.

Dicas para manter a esmalteria lucrativa sempre

Um negócio lucrativo tem pilares sólidos e que frequentemente são modificados para se manterem efetivos, com isso, gerando lucratividade. O segredo para ter um negócio lucrativo é manter o foco e cuidado nesses pilares, são eles:

  • Custos: seus custos mudaram? Ou você repassa no preço de alguma maneira que o cliente esteja disposto a pagar ou busque diminuir os custos.
  • Clientes: nunca é demais, lembre-se disso. Esteja sempre em busca de mais e mais clientes para a sua esmalteria, um erro frequente dos negócios é, depois de começar a ganhar dinheiro, deixar de lado a captação e as campanhas de marketing.
  • Precificação: mexer no preço com muita frequência espanta os clientes e deve ser evitado. Contudo, quando seus lucros estiverem caído muito, ou até mesmo os custos obrigatórios terem subido, será necessário aumentar o preço. Uma boa dica é criar um diferencial em cima para que os clientes estejam sucetíveis a pagar.
  • Fornecedores: serão a base do seu negócio, principalmente quanto ao custo. É bom ter fornecedores de qualidade e que se pode contar, mas esteja sempre aberto a encontrar novos tão bons quantos, isso permite que mantenha o preço abaixo dos concorrentes e boa margem de lucro.

Agora que já sabe como montar uma esmalteria do zero, o que acha de tirar sua ideia do papel? Aprenda como fazer uma análise de viabilidade e toda a gestão do seu negócio aqui!

4.80 avg. rating (92% score) - 5 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here