Como Montar Uma Academia de Artes Marciais

Como Montar Uma Academia de Artes Marciais
Como Montar Uma Academia de Artes Marciais

Para montar uma academia de artes marciais é necessário o mesmo zelo e dedicação com que se montam as academias:  é importante que tenha espaço físico necessário para a prática do esporte e suporte necessário aos atletas.

Mercado de uma academia de artes marciais

As artes marciais se popularizaram no Brasil e a mídia com filmes especializados no assunto tem sido responsável pela procura das artes marciais.

O mercado de academia de artes marciais é bem aquecido quando o assunto é artes marciais para crianças. Os pais das crianças procuram com maior frequência as artes marciais, pois especialistas já concluíram que a prática do esporte para as crianças significa maior controle e disciplina, e ainda concentração e melhor rendimento escolar.

Pesquisa de  mercado em uma academia de artes marciais

Pesquise o público-alvo para a academia de artes marciais e tenha em mente que é necessário descobrir por quais motivos as pessoas procuram uma academia, quais as características principais daquele público-alvo local. Por exemplo, pesquise qual a idade predominante dos futuros frequentadores, qual o gênero, formação familiar, classe social, renda per capita e outros aspectos.

Localização de uma academia de artes marciais

Pesquisar a localização antes de montar uma academia de artes marciais é importantíssimo, pois o sucesso da escola e a frequência de usuários dependerá de uma boa escolha de ponto comercial.

Portanto, primeiro pesquise se o local possui usuários em potencial, ou seja, pesquise se vários usuários irão frequentar a escola e  se o interesse é realmente por uma academia de artes marciais.

Veja se a localização possui um movimento de pessoas considerável que tornará a academia frequentada. O local escolhido poderá ser próximo a outras academias e espaços de lazer,c omo também cursos e outros, o que dará aos usuários mais uma opção.

Concorrência de uma academia de artes marciais

No momento de pesquisar a localização de uma academia de artes marciais é necessário também realizar uma pesquisa prévia sobre a concorrência local, estudando aspectos como quantidade de academias no local e como elas se apresentam aos clientes, qual o diferencial dessas academias e se há na região outra escola de artes marciais. É importante notar a existência de outra escola, pois será fator de concorrência direta.

Certifique-se de que a academia de artes marciais não ficará no mesmo bairro que a outra mais antiga e tradicional, e se não há outra possibilidade. Então, o importante a fazer é constituir uma estratégia de marketing que seja suficiente para concorrer com mecanismos como boa divulgação, pacotes promocionais, diferencial nas aulas e outros aspectos.

A tradição pode ser um empecilho, pois concorrer com estabelecimentos já solidificados não é tão fácil, mas não é impossível. Basta planejamento de marketing e estratégia oferecendo novidades para um público-alvo que se identifica com a procura por novos lançamentos e ainda utilizando todo o esforço para oferecer melhores preços e outras vantagens competitivas.

O que precisa para abrir uma academia de artes marciais

Para abrir uma academia de artes marciais é necessário força de vontade para tornar a escola frequentada, organizada e bem gerida, oferecendo aos usuários um atendimento de primeira qualidade.

Considerando os apectos práticos, é necessário que o estabelecimento esteja registrado no Conselho Federal de Educação Física, lembrando que os sócios e gerentes não precisam ter formação em Educação Física, mas os profissionais que realizarão as atividades deverão ter Registro no Conselho de Educação Física.

A academia de artes marciais deverá ser registrada na Secretaria de Saúde Municipal, Conselho Regional de Educação Física,n o  Sindicato Patronal e adquirir as licenças prévias quanto aos Alvarás de funcionamento e Alvará dos Bombeiros.

  • Pessoal em uma academia de artes marciais

O pessoal contratado deve ser capacitado e com experiência em academias, principalmente os professores que devem ser formados e registrados no Conselho de Educação Física Regional.

  • Estrutura de uma academia de artes marciais

A academia de artes marciais deverá contar com uma estrutura que contenha instalações próprias para a prática do esporte e ainda com divisão instrumental que dê conforto e segurança para os praticantes.

A estrutura contará também com recepção, e na recepção é interessante que tenha quadros que lembram e inspiram a cultura das artes marciais e alguns elementos da cultura oriental.

Lembrando que para ensinar é preciso inspirar. Na recepção, tenha bebedouros, revistas de esportes e artes marciais, etc.

-Todos os praticantes de artes marciais deverão passar primeiro por exames médicos que autorizam a prática do esporte. Escolha uma sala para recolhimento de  todos os atestados. Neste local poderá também ser distribuídos os uniformes.

-Organize um local propício para o alongamento e prática do esporte.

-A secretaria que ficará ao lado da recepção será o local para realização de matrículas, pagamentos e outros fatores burocráticos.

– O escritório será o local em que serão tomadas as decisões sobre o andamento das atividades e dos negócios referentes à academia de artes marciais.

  • Equipamentos de uma academia de artes marciais

A academia de artes marciais contará com equipamentos voltados para a prática do esporte e equipamentos para aquecimento como como colchonete, bastão, halteres, barras e tornozeleiras.

  • Fornecedores de uma academia de artes marciais

Só compre aparelhos se antes houver uma análise prévia, portanto, vá ao local de vendas pessoalmente e confira todas as possibilidades dos materiais. Invista bem o capital em artigos de qualidade e duradouros.

Tenha o mesmo cuidado com requisitos como qualidade e fornecimento, além de entregas e condições de pagamento com outros artigos necessários na academia de artes marciais.

Investimentos de uma academia de artes marciais

Inicialmente, os empresários irão investir na estrutura da academia de artes marciais como um todo e ainda investir na decoração, nos equipamentos, na divulgação do local e bem estar dos frequentadores.

Poderá haver investimentos na adequação do local, na introdução da escola como marca e outros.

A academia de artes marciais deve primar por um ambiente amigo, cordial e ético, sem competições não saudáveis e sem conflitos, reafirmando a prática do esporte como uma arte e não como manifestação de força, poder ou violência.

Dicas do negócio para uma academia de artes marciais

Para agregar valor à academia de artes marciais e obter mais de uma fonte de renda tenha no estabelecimento lanchonete ou máquinas de refrigerantes e salgados, loja com artigos voltados para as artes marciais e outras ideias lucrativas.

Divulgue a academia de artes marciais com folders, planfetos, através de eventos e patrocínios, utilizando recursos interessantes de marketing e nas mídias como rádio, jornal local e outras possibilidades. Depois é só montar sua academia de artes marciais e ganhar dinheiro.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

28 COMENTÁRIOS

  1. Na minha opinião, instrutores de artes marciais não precisa ser formado em educação física, tem que ter conhecimento, fundamentos e prática…. quem garante que um educador físico tem todo esse conhecimento? é claro que para dar aula de artes marciais tem que ser apto, idôneo, e conhecer a arte….

    • Não precisa de cref !
      3.4. AS ARTES MARCIAIS NÃO ESTÃO SUJEITAS AO CREF

      As artes marciais (karatê, judô, tae-kwon-do, kickboxing, jiu-jitsu, etc.), embora naturalmente envolvam movimentação corporal, não são atividades próprias do profissional de educação física.

      Antes de atividade corporal, as artes marciais possuem ensinamentos teóricos que consubstanciam, até mesmo, um modo do artista marcial portar-se perante as mais diversas situações. Não é por acaso a denominação utilizada de arte marcial. Este tipo de artista não é um praticante de educação física, pois assim como na dança e na ioga, não objetiva diretamente um aprimoramento físico, mas a inserção em princípios próprios de longa tradição.

      A proposta das artes marciais, bem como da ioga, é oferecer evolução espiritual e física, integração harmônica entre corpo e mente, preocupando-se com a higidez mental e psicológica. Cada arte marcial possui uma história própria, cujos princípios norteadores foram sedimentados ao longo dos anos. Assim, o professor de artes marciais deve transmitir conhecimentos teóricos e padrões de comportamentos, os quais não são oferecidos em um curso superior de Educação Física.

      Da mesma forma que a capoeira, a qual configura uma das mais autênticas formas de expressão e manifestação da cultura nacional, várias modalidades de artes marciais foram trazidas para o Brasil por imigrantes orientais, assim como a ioga, trazida pelos indianos, fazendo parte indissociável da cultura nacional. Portanto, estão protegidos pelo artigo 215, §1º, da Constituição Federal, o qual protege tanto as manifestações de cultura nacional, como ´as de outros grupos participantes do processo civilizatório nacional`. É fato notório que o Brasil teve a contribuição, em seu desenvolvimento, de povos orientais, os quais trouxeram os primeiros ensinamentos de diversas modalidades de artes marciais.

      Desse modo, os réus não podem exigir tais inscrições, até porque o curso de Educação Física não prepara professores de artes marciais, não estando os graduados em Educação Física aptos a lecionar qualquer modalidade de artes marciais.

  2. Meu ponto de vista é bastante específico no que diz respeito a formação. O instrutor deverá ser formado em educação física sim. Dessa forma, conseguirá delinear um treinamento mais aprimorado e com certeza conhece melhor toda a parte fisiologica dos individuos, bem como as alterações de performance em diferentes faixas etárias. É um profissional habilitado e conhecedor da anatomia, aspectos físicos e psicologicos, crescimento e desenvolvimento humano e sabe dosar e prescrever atividades de acordo com o perfil do praticante.

    Imagine uma pessoa que nunca teve contato com arte marcial ter que acompanhar alunos mais avançados (ou graduados), em atividades exaustivas e agressivas e o professor estimulando de forma errada.

    Enfim, acredito que ainda existam muitas vertentes e coisas importantes a serem discutidas.

    Fiz aulas em academias de luta onde professores te “mandam” fazer séries de exercicios sem se importar com pausas, intervalos, repetições, tempo, etc…. nao conhecem nada de fisiologia e constantemente acabam lesionando seus alunos. Muitos alunos depois de lesionados nunca mais voltam a praticar algo do tipo justamente por interpretar que todos podem ser da mesma forma.

    • putzz tenho que rir com uma baboseira dessas! Vai lá, fica 10 anos praticando jiu jitsu pra pegar a faixa preta e depois tem que fazer faculdade de educação fisica? Baboseira total! O jiu jitsu por exemplo tem 5 mil anos, o muay thai 2000 mil anos, e a educação fisica tem quantos anos? Que ano que começou a primeira faculdade? de onde eles tiraram os exercicios? Vamos inverter a situação, os primeiros a ensinar educação fisica tinham então que pegar a faixa preta de alguma arte marcial por exemplo! Arte marcial não é musculação onde o treino é passado individualmente pra cada pessoa, como em uma aula com 20 pessoas o professor vai dividir o numero de flexões por exemplo para cada um?? Ninguem é obrigado a fazer tudo, mas o treino é um só, cada um vai no seu limite. Esse cref queria era a grana da galera, ainda bem que um juiz derrubou essa obrigatoriedade que eles queriam. Se é facil assim ensinar lutas, coloca um professor de educação fisica com todo seu conhecimento de fisiologia e tudo mais pra ensinar ué! Num sabe nada de lutas! Só nesse Brasil tem essa picaretagem de querer obrigar uma coisa mais antiga que eles, a fazer esse curso que não tem nada a ver com a luta e ainda querer cobrar caro!

      • Apoiado..Sou professor de SANDA e Shuai Jao a 8 anos ministrando aulas treino e competia até 2014 hoje só foco nos alunos, e faço jiu jtsiu, imagina só depois de tu isso ainda tenho que fazer faculdade. E tudo que apreendi e os cursos que submetemos por sermos faixas preta. Ridiculo. Sou formado já …se eu quisesse ser professor de educação física ou de academia de musculação ai sim .

      • Mais tudo é uma atividade física
        O educador físico não serve só para musculação
        Ou apenas uma outra área especifica
        e Sim para a junção de toda a obra !!

    • O profissional que dá aulas de judo, jiu-jitsu, karatê ou qualquer outro tipo de arte marcial NÃO tem que possuir registro no CREF! Isso já foi decidido em ultima instância pela justiça e não cabe mais recurso por parte do conselho!
      Obviamente as pessoas devem procurar profissionais capacitados e que possuam o registro em suas respectivas federações. Onde já se viu, um cara que “só por ser formado em educação física” se meter a dar aulas de jiu-jitsu? Ou mesmo um professor faixa preta que leva em média 10 anos para graduar, ter de fazer educação física para poder dar aulas… Lamentável!

    • Meu amigo Alexandre não tem necessidade de ser formado em educação física pois um professor de artes marciais tem todo o conhecimento necessário para esta atividade porque ele não formou da noite para o dia e é claro que não vai colocar um iniciante para acompanhar um atleta que já faz a muito tempo e sabe diferenciar cada aluno sim

    • A necessidade de CREF para professor de Artes Marciais, do ponto de vista legal, não existe. Se é algo que alguém julgue importante na escolha de um professor, tem toda a liberdade para buscar um professor com esta formação. Particularmente, eu acho importante que o professor de artes marciais tenha alguma formação (além daquela da arte marcial em si), mas não necessariamente em Educação Física, já que a questão fisiológica ou corporal não é a única focalizada nos treinos. Eu tenho dois professores de Kung Fu, um é doutor em História e outro é Mestrando em Filosofia. Minha professora de Tai Chi é geógrafa com mestrado em Engenharia. Todos, no que é mais importante, têm formação em artes marciais, experiência de ensino e de treinamento. Há várias crianças na turma de Kung Fu e nunca vi, em anos de treino, nenhuma seriamente lesionada. Porém, o que acho também grave é aquele pensamento de que, para dar aulas, basta o sujeito ser graduado. Uma coisa é ser muito bom física e tecnicamente, outra, muito diferente, é ter preparo para ensinar, lidar com pessoas, participar (de maneira colaborativa e sensível) das suas buscas na vida, promover aprendizado etc. Para isso, é muito bom que a pessoa tenha formação ampla, inclusive acadêmica. Penso, sobretudo, que deve buscar ampliação do seu repertório cultural, sobretudo, relacionado ao universo cultural da sua arte (seja ela brasileira, coreana, japonesa, chinesa, tailandesa etc.). Acima de tudo, que seja uma pessoa com humildade para continuar aprendendo, consciente que, assim como o seu aluno, ninguém está pronto, mas em contínuo processo de aprendizagem e de convivência.

  3. SOU MESTRE DE TAEKWONDO, 4ºDAN, SOU A FAVOR QUE OS PROFESSORES E MESTRES DE QUAISQUER MODALIDADES, ALÉM DO CONHECIMENTO PRÁTICO, TAMBÉM PROCUREM CONHECIMENTOS TEÓRICO E CIENTÍFICO. ISSO GERA MAIOR CONFORTO PARA O PÚBLICO ASSISTIDO. SEM FALAR QUE ESTE CONHECIMENTO AJUDA NA ESTRUTURAÇÃO DE SUA AULA.
    UMA BOA SAÍDA SÃO AS FEDERAÇÕES ORGANIZADAS E CONSISTENTES, CITO COM EXEMPLO A FEDERAÇÃO DE TAEKWONDO DO MEU ESTADO, A PARANAENSE, A QUAL REALIZOU UM CURSO PROVISIONADO DO CREF PARA TODOS OS INSTRUTORES E MESTRES DO ESTADO.
    PODE-SE DIZER, QUE OS PROF E MESTRES NÃO PRECISAM OBRIGATORIAMENTE SEREM FORMADOS NA ÁREA DE ED. FÍSICA, TODAVIA, SERÁ QUE ELE PAI COLOCARIA SEU FILHO COM UMA PESSOA SEM FORMAÇÃO ACADÊMICA COERENTE?
    RESPEITO, PORÉM A FORMAÇÃO É UM DIVISOR DE ÁGUAS COM TODA CERTEZA.

    ATT, MESTRE MARCELO ROCHA
    FAIXA PRETA 4ºDAN (TAEKWONDO OLÍMPICO)
    CREF: 013311
    PÓS-GRADUADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E TREINAMENTO DESPORTIVO.

    • Caro amigo, o que adianta o responsavel pela arte ser filiado ao cref? cursos de federações, de final de semana não qualificam nimguem a ter condições minimas para poder ministrar aulas de artes marciais, mesmo o porque desses cursos não subistituem de modo algum 5 anos de faculdade em educação fisica, mesmo na coréia, nenhum dos kyons exige formação em educação fisica, nem no japão nem china. o mestre tem é que ter conhecimento do assunto tratado, conhecimento de função muscucular, entre outros, somente no brasil mesmo é que nos exigem por causa da lei zico e lei pelé que sejamos postos a estas leis ridiculas feitas por ministros que nunca adentraram dentro de um ambiente marcial. moral da história, nenhuma faculdade está apta para ensinar arte marcial, somente mestres e grão mestres, mas fazer o que? hoje em dia já temos faixa verde se formando em faixa preta em cursos de final de semana

    • Devo discordar do profissional provisionado… Este apenas fez uns módulos para conseguir o registro. Não acho necessário e fundamental que seja um professor de educação física a ministrar aulas de qualquer arte marcial. Contudo, acho fundamental que este tenha o registro na sua federação! Tal registro comprova que ele realmente é quem diz ser.

  4. Espere ai, conheço um professor de educação física que se meteu a dar aulas de artes marciais e pelo que vejo não esta muito diferente de um troglodita! para se dar aulas de artes marciais tem que ser formado naquilo que se propôs que é o caso de educadores marciais, reconhecidos e que passaram anos de sua vida aprendendo para repassarem sua cultura marcial e com certeza não será uma pessoa formada em educação física que fará esse trabalho.

  5. Desculpe-me mais não concordo.
    Os grades treinadores e mestres desse país não tem formação em ed física.
    Helio Grace-jiujitsu
    Santa Rosa-Boxe tradicional
    Luiz Alves-Muay Thai
    Marcelo Capano- kung fu Wing Chun e SAMBO
    Mestre Bimba – Capoeira
    Mestre Kim-Taekwando
    Alexandre Pequeno- Luta Livre
    Silvanno Lessa – Kung Garra de Aguia/Sanshou
    Meu mestre Oswaldo Fadda – Jiujutsu Tradicional
    Sansão da Luta Olimpica e do Judô UGF
    outros…
    tirando o mestre bimba e sansão tive a honra de conhecer todos esses mestres, e afirmo que todos são Grandes Mestres.
    Tenho certeza que o fato de ser um proficional de educação física nos torna melhor em nada quando se refere ser um profissional em artes marciais, até porque sou Doutor em Educação pela UFRJ. Mestre em Educação Física Mestre de Jiujitsu 5 DAN, Instrutor de BOXE com 38 anos de prática.

    Mestre Tales
    Faixa preta 5 DAN

    • Mandou concordo com a colocação, sou professor Jiu Jitsu, demorei anos para minha formação, hoje sou preta 6 grau jiu jitsu, passei pelos ensinamentos de vários mestres assim como o Fadda e Chandú, concordo que temos que nos reciclar, quanto a performance agora que temos quer ser profissional na área de educação Fisica, ensinamos às técnicas e para isso foram anos de aprendizagem cada um no seu quadrado.

      ATT,

      Prof. Lula 6 grau

  6. amigo uma observação muito importante, Professores de artes marciais não são obrigados terem formação em EDUCAÇÃO FÍSICA, pois no Brasil instrutor ou professor como preferir de artes marciais não é considerado como uma profissão. por isso não é necessário ter formação em ed física.

  7. Sou professor de judô e pratico a 16 anos. Graduado em Enfermagem, especialista em emergência, especialista em metodologia do ensino superior, com experiência a mais de 12 anos na área de saúde, inclusive em pediatria, minhas disciplinas da faculdade envolveram anatomia e fisiologia, com um amplo trabalho em varias faixas etárias de idade,atuo também na área de docência, e tenho diversos cursos em complementação principalmente em pilates, e sou capacitado para ensinar judô. não desmereço os Educadores Físicos nem os Fisioterapeutas. mas o profissional que tenha graduação e sua formação envolve trabalhos com seres humanos e queira atuar com artes marciais é valido. o método de estudo e ensino fica cada vez mais aprimorado e a visão de um professor capacitado faz muita diferença, e que não venha a prejudicar os alunos, e buscando desenvolver nos discentes o intuito da busca pelo conhecimento.

  8. Arte Marcial e Educação Física… Nada haver.

    Não será o curso de educação que formará um profissional em artes marciais.

    “Taekwondo Olímpico” é tão limitado quanto a mente destes que se acham praticantes ou atletas olímpicos. A competição tem desvirtuado o praticante, perde a essência, a tradição e os bons costumes. O esporte exclui, apadrinha, favorece, manipula entidades… E tudo pelo dinheiro em nome da arte marcial.

    Pobre é pensar que a inclusão do Taekwondo nas olimpiadas promoveria a arte marcial, divulga mas é foi um grande engano.

  9. alguem gostaria de abrir uma academia de artes marcias sou professor de boxe e muay thai e estou disposto a novas ideias me adicionem no face cristiano marques xavier

  10. Isso é contraditório, pois se há exigências para um professor de kung fu abrir uma academia, então a mesma exigência seria para o professor de educação. Todos sabem que o professor de educação formado em universidade não entende nada de kung fu, não sabe nem pra onde tá ventando, essa é a pura realidade. São estas regras absurdas e sem noçao que faz do nosso país a merda que é!

  11. Bom eu pratico capoeira a 15 anos meu Mestre e um dos mais respeitado aqui no Espirito Santo o M. Falcao e ele nao tem curso de educação fisica, mas as aulas dele tem todo um fudamento e etica e tbm muito compromisso com o bem estar de teus alunos, por isso acho que para ser um Mestre de artes marciais nao precisa de faculdade.

  12. Sou residente na asia adept do taekwando nao olympico e pretendo voltar para o Brazil e abrir uma academia. E facil contratar instrutores de qualidade?

  13. sou o jacks Contreiras treinador de judo em angola e da seleção júnior (A) e seleção sénior liga (B) secretario geral pela associação provincial de judo em angola não concordo com a afirmação do mestre Marcelo hoje temos a preocupação de melhor nos informar na AREA em que nos formamos mais tenha grandes treinadores que formar e ate agora formão grandes atletas que não tenha o curso ou formação de educação física.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here