Como abrir uma marchetaria

marchetariaVindo do francês, marchetaria é arte de ornamentar as superfícies planas de móveis, painéis, tetos e pisos colocando materiais como madeiras, pedras e plástico, sendo o principal suporte a madeira.

Os objetos construídos podem ser tridimensionais, como esculturas, utilitários, joias e outros. As técnicas utilizadas atualmente são muitas e, dependendo do empreendedor, do tipo do negócio e das habilidades dos profissionais, deve-se escolher as que mais têm a ver com a realidade local.

Tarsia a toppo é um tipo de marchetaria maciça, amplamente usada para a construção de utilitários, esculturas e peças de bijuteria. Pode ser muito útil e é uma das técnicas mais utilizadas. A tarsia geométrica é aquela que reveste móveis em geral, mesas, painéis, cadeiras, caixas. O recorte geométrico é o foco em questão e alguns empreendedores especializam seus serviços justamente numa só técnica. A marqueteire é uma técnica de marchetaria de palha e, além destas, também observamos a técnica Tarsia a Incastro e Procede Classique.

De forma geral, podemos dizer que a marchetaria é um tipo de artesanato, que surgiu há muito tempo e atingiu grandes épocas. As culturas orientais, por muitos milênios, puderam ter a oportunidade de conhecer a marchetaria que, hoje em dia, tem aspectos modificados e utiliza novos materiais e técnicas para deixar possível a criação de artigos decorativos. Os palácios mesopotâmicos e persas tiveram uma grande riqueza em marchetaria!

Marchetaria – Como é feita?

Principalmente baseada na madeira, a marchetaria utiliza os fragmentos deste material e os objetos são montados a partir de montagem e colagem das peças, sem a necessidade de pregos ou encaixes. O acabamento é feito com uma lixadeira, que auxilia e deixa o trabalho final ainda mais bonito. Não é qualquer pessoa que consegue fazer marchetaria.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

As técnicas possuem certa complexidade e apenas a partir de estudo e prática consegue-se bons resultados. O empreendedor deve levar em conta esta questão e contratar profissionais responsáveis e aptos a desenvolverem as técnicas, já que se trata de um trabalho de extremo cuidado.

O acabamento pode ainda contar com verniz ou cera de carnaúba, deixando o artesanato “eternizado” por um longo período. De forma geral, podemos tratar a marchetaria como uma espécie de projeto que leva a um mosaico final de valor estético bastante significativo e que tem grande relação com decoração.

Público-alvo de marchetaria

As classes sociais mais nobres têm uma maior sensibilidade ao trabalho de marchetaria, e então o empreendedor pode aproveitar e compor o seu perfil do consumidor a partir desta informação. Os trabalhos são realmente belíssimos e, culturalmente, algumas pessoas têm mais afinidade do que outras para a compra de trabalhos como estes. Grandes lojas de decoração podem ser as consumidoras fiéis de um negócio de marchetaria e outras empresas relacionadas à estética de objetos, principalmente, frequentemente contratam quem entende de marchetaria para fazer consultas, dar ideias e consumir seus produtos. Geralmente, o empreendedor que opta por um negócio de marchetaria sabe informações de real valia para fechar acordos comerciais.

Ferramentas e utensílios de marchetaria

Embora o trabalho não seja simples, a marchetaria conta com técnicas que não precisam de muitas ferramentas. Nada de pregos, marretas e outros entrarão na lista de equipamentos necessários para o trabalho de marchetaria, sendo o principal instrumento o formão, que é fundamental e deve ser bem manejado para o trabalho sair sem defeitos.

O formão faz cortes precisos e limpos, devendo estar sempre bem afiado.  Além dele, utiliza-se também o graminho para colar tiras de madeira, régua metálica, compasso, martelo e serrote.

As ferramentas deverão ser utilizadas por profissionais competentes e com experiência. Então, o empreendedor deve investir numa boa seleção de pessoal para compor sua empresa de marchetaria e, assim, evitar problemas futuros.

Marchetaria – Cola

A cola é muito importante na marchetaria, primeiramente porque não são utilizados pregos nas peças, o que requer que haja a colagem em algum momento do trabalho.

A cola garante que as peças sobre a superfície base fiquem firmes e imóveis. É bom que seja de qualidade para um bom acabamento e durabilidade das peças, tendo ainda o tempo ideal de secagem para não tomar muito tempo.

Para a marchetaria, adota-se principalmente a cola tradicional de carpinteiro, mas algumas técnicas podem exigir outros tipos de cola, dependendo ainda do conhecimento e experiência do pessoal.

A cola deve ser mantida quente durante o trabalho e a técnica mais usada para conservar a temperatura é o banho-maria. Em sua aplicação, deve-se utilizar um pincel grosso ou espátula.

Marchetaria – Lâminas de madeira

Para que os objetos em marchetaria fiquem coloridos é necessário utilizar as lâminas de maneira, que dão as cores com efeitos e matizes. Porém, muitos tipos de marchetaria utilizam as cores reais das madeiras, podendo ser mais claras ou mais escuras.

As madeiras a serem utilizadas na marchetaria podem ser tingidas ou não, e as lâminas de madeira são cortadas com o graminho, tendo como suporte uma estrutura maior de madeira maciça.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA