Como Abrir um Pesque e Pague

Como abrir um pesque e pague
Como abrir um pesque e pague

Surge uma oportunidade a mais para os pescadores dos grandes centros urbanos. O pesque e pague é uma atividade que permite as pessoas praticarem a pesca amadora sem que precisem fazer viagens longas até encontrarem um local que dê a oportunidade de pesca.

Mercado de Pesque e Pague

A pesca recreativa tomou outros rumos no Brasil, sendo impulsionada principalmente em algumas regiões, notoriamente as que têm maior desenvolvimento de indústrias e urbanismo. A pesca recreativa acontece em sistemas aquáticas privados, chamadas pesque e pague. Consistem em tanques, lagos e represas em locais como fazendas e sítios que se tornam ideais para sediarem a atividade. A importância do pesque e pague começou a se igualar e a superar as expectativas da pesca recreativa em sistemas aquáticos em rios, lagos e grandes reservatórios.

A concorrência não é muito vista, já que a atividade ainda não está popularmente conhecida entre todas as classes sociais, e o empreendedor de pesque e pague pode levar a ideia para locais que ainda desconhecem a prática, tornando-se líder e conseguindo um bom retorno financeiro.

Estrutura de pesque e pague

Basicamente, a estrutura de um pesque e pague deve ter um número de tanques razoável (pelo menos dois), e ainda pode desenvolver atividades afins para a família, como hospedagem e alimentação. Muitas vezes a atividade afim supera os ganhos do pesque e pague, e o empreendedor deve saber o momento correto de começar a introduzir outras atividades junto ao seu negócio primário, de pesca.

As crianças principalmente gostam muito do cenário rural, principalmente as que não têm muito contato com a natureza e fazem parte da vida conturbada das grandes cidades, e muitos pais buscam o pesque e pague justamente pela necessidade de pôr em contato as crianças com as maravilhas naturais.

Investimento de pesque e pague

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Uma estrutura ideal de um pesque e pague não fica tão acessível ao bolso do empreendedor, já que os gastos são um pouco caros. Para reduzir o custo da implantação do projeto,o ideal é que haja o aproveitamento de estruturas já existentes no local. As fazendas tradicionais podem ser projetadas a se transformarem em pousadas com alguns espaços como currais, galinheiros e todo o clima rural, ajudando no visual preciso para a adaptação da técnica do pesque e pague, e com isso o empreendedor também pode fazer um negócio secundário.

O investimento irá variar muito de acordo com o porte do empreendimento e das condições do empreendedor.

A mão de obra também irá variar em relação a estrutura, e o quadro de funcionários tem de ser muito bem adaptado para gerar um bem estar ao cliente, já que muitas vezes o pesque e pague é a única fuga da realidade urbana que estas pessoas têm.

Pesque e pague funciona como alternativa

As propriedades rurais têm a disponibilidade de recursos aquáticos e áreas pouco utilizadas, e então se pode aproveitar estas condições para o desenvolvimento do pesque e pague. Num determinado local, pode-se desenvolver o pesque e pague junto com a atividade pesqueira tradicional, devendo haver uma organização de horários e estrutura, para que ambas as atividades consigam sobreviver em conjunto, e muito mais do que isso, ajudando uma a outra a conquistarem o sucesso de mercado. Os hotéis e clubes de campo podem também abrigar os tanques de pesca, e isto é mais um atrativo para as pessoas, otimizando a estrutura interna do local com piscina, playground e salão de jogos, por exemplo, construindo uma variação da atividade econômica.

Neste caso, o empreendedor de pesque e pague já está bem próximo das pessoas, afinal os hotéis e clubes praticamente oferecem as atividades aos hóspedes e clientes. É uma excelente forma de começar um negócio.

Os tanques de engorda de peixe podem ser o cenário escolhido para a abertura do pesque e pague, visando a lucratividade.

Pesque e pague – Facilidade para pescar

As famílias que usam o pesque e pague são atraídas principalmente pela abundância de peixes em boa qualidade que encontram nos criadouros, principalmente para a pesca recreativa. Mesmo os iniciantes na pesca tem uma boa probabilidade de conseguir pescar bons peixes se as condições do pesque e pague estiverem ideais para que isto aconteça. O cliente deve ter a ilusão de ser um grande pescador, e a medida que a tecnologia de produção de peixes nobres está aumentando e se difundindo, é possível que o estabelecimento invista neste tipo de compra para aumentar o número de clientes, preservando-os também. Vale a pena também terem peixes diversificados e o preço ser bem agradável.

Tanques de pesque e pague

Recomenda-se que pelo menos dois tanques sejam utilizados no pesque e pague, pois além de proporcionar a escolha por parte dos clientes, o pesqueiro pode ainda solucionar problemas que possam estar acontecendo em um e deixar o outro disponível para funcionamento. A qualidade da água é de extrema importância, sendo muitas vezes o descuido neste ponto a peça chave para a falência e fechamento de estabelecimentos relacionados a criação de animais aquáticos.

Os tanques ideais devem ter de 2 a 4 mil metros quadrados, com profundidade de 1,2 a 1,5 metros. Acomodam uma boa quantidade de pescadores e de espécies de peixes, e ainda facilitam a limpeza e a despescação no caso da remoção de estoques.

Comprando o peixe no pesque e pague

As principais espécies de peixes são o pacu, tambaqui, tambacu, tilápia do Nilo, carpa, bagre africano, truta arco-íris, pintado, dourado e muitos outros.

O empreendedor deve saber o melhor momento para conseguir comprar o peixe, e isto pode ser feito a partir de observação e contagem de pescas no pesque e pague, mensal ou semanalmente. O peixe deve ser alimentado em tanques de pesca, ajudando-os a manterem o aspecto saudável, com bom vigor e evitando problemas de agressão entre peixes de diferentes espécies e tamanhos.

Controle de estoque – Pesque e Pague

O empreendedor precisa decidir entre muitos aspectos sobre o seu novo empreendimento, principalmente em relação ao estoque. É preciso decidir sobre quais espécies de peixe deverão ser compradas, assim como a quantidade destas e quando há esta necessidade. É preciso saber ainda quais os transportadores e fornecedores estão com os produtos mais em conta nas épocas do ano, e se seus serviços são de qualidade. Contratar fornecedores de confiança e fazer parcerias é um bom começo de negócio! O empreendedor deve saber qual a periodicidade para dar ração diariamente aos peixes, e se a necessidade de aeração é precisa.

Preços – Pesque e Pague

O preço do ingresso no pesque e pague e do quilo de peixe é um fator de grande importância a ser definido. A maioria dos empreendedores cobra duas tarifas, e ainda há casos em que o pescado é franqueado, atraindo grande quantidade de clientes. O empreendedor deve fazer uma análise do seu pesque e pague, das características específicas que envolvem a localidade escolhida, e comparar a concorrência. Lembrando que os peixes mortos devem ser removidos diariamente dos tanques, sendo pesados para garantir que o estoque esteja sendo controlado.

Propaganda de Pesque e Pague

Uma boa empresa comercializa mais de uma tonelada de peixes a cada semana, e isto é fundamental de ser mostrado na propaganda do pesque e pague. Além disso, deve-se adotar uma forma que chegue ao consumidor expondo os pontos positivos do negócio que mais o beneficie, e isto quer dizer que os descontos devem ser explicitados e as promoções que podem ser feitas. A propaganda deve ser contínua, para cativar tanto o cliente já existente quanto o potencial.

Ração para um pesque e pague

Os peixes devem ser alimentados de forma adequada, a cada hora definida e com conteúdo rico em vitaminas e minerais que lhes dê condições de permanecerem saudáveis. Uma das receitas contém um pacote de farinha de mandioca crua, um pacote de 100 gramas de queijo ralado, uma laranja em suco, uma batata doce em forma de purê e uma colher de sopa de açúcar.

Para preparar, todos os ingredientes devem ser colocados numa vasilha, sendo misturados de forma homogênea adicionando água até o necessário. Caso haja um amolecimento da massa, a farinha de trigo extra pode ser utilizada para complementar a consistência ideal. A massa deve ser posta em saco plástico fechado e reservada na geladeira.

Na hora da pescaria, devem ser feitas bolotas de acordo com o anzol e servir para as espécies carpa, chimboré, curimbatá, piapara, piava e tilápia. Outros peixes podem ter suas receitas específicas no pesque e pague.

5.00 avg. rating (89% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA