O Que é Gestão Financeira?

O Que é Gestão Financeira
O Que é Gestão Financeira?

Caso você esteja ingressando no mundo dos negócios, saiba que o ideal seria contratar um gestor financeiro especializado neste assunto. Mas, se não há recursos monetários para isto, então o próprio empresário pode dedicar-se a esta função. Para quem se encontra nesta situação, nós iremos trazer aqui o que é e como aplicar a gestão financeira para ter uma empresa de sucesso. Preparado?

Se existe profissional do qual todas as empresas são dependentes é o gestor financeiro. É isso mesmo, o fracasso ou sucesso de um empreendimento está diretamente ligado ao trabalho da pessoa responsável pela sua gestão financeira, que nada mais é do que exercer o controle sobre todas as questões que envolvem o dinheiro da empresa, desde o valor que entra no caixa, quanto se gasta, lucros e investimentos.

Lembre-se, ao abrir um negócio você precisa estar apto a administrá-lo!

Fazer gestão financeira de uma empresa não é nada fácil, pois exige muito comprometimento, mas também não é algo impossível, basta dominar todos os pontos que envolvem a movimentação de dinheiro do negócio, fazendo uma boa administração para que ele consiga manter as suas contas em dia e, acima de tudo, gere o tão almejado lucro.

O que é gestão financeira?

De forma sucinta, podemos dizer que o conceito de gestão financeira é o ato de gerenciar todas as questões que envolvem o dinheiro de um determinado negócio. Esta função consiste na elaboração do planejamento financeiro da empresa, captação e investimentos de recursos, análise de créditos, manutenções de estoques, demonstrativos contábeis, fluxos de caixas e faturamentos. Como se vê, trata-se de um serviço que acumula muitas funções, exigindo muito comprometimento e dedicação.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Saber fazer a gestão financeira do seu negócio é essencial para torná-lo bem sucedido, se esta área falhar, consequentemente todo o resto irá por “água abaixo”. Para ser um bom gestor financeiro é necessário saber como administrar o empreendimento, gerindo todos os setores da melhor forma possível.

Descubra mais sobre como administrar uma pequena empresa.

Como fazer uma boa gestão financeira: 

Fazer a gestão financeira empresa é algo bastante complexo, pois exige um conjunto de ações, que devem ser combinadas na hora e do jeito certo. Conheça abaixo alguns dos pontos essenciais para fazer uma boa gestão financeira.

1. Implante um sistema de informações gerenciais

Não é possível fazer uma boa gestão sem conhecer qual é a realidade da empresa. Sendo assim, é altamente recomendado implantar um sistema de informações gerenciais, ou seja, que una em documentos catalogados por setores todas as fontes de recursos financeiros, despesas, lucros, entre outros pontos que envolvem o dinheiro de uma instituição.

Portanto, o ideal é instalar um sistema eletrônico que seja capaz de suportar todos os dados financeiros da empresa. Outra possibilidade mais barata, porém trabalhosa, é fazer uso de relatórios, que podem ser elaborados através da plataforma Excel, basta levantar e digitalizar, absolutamente, todos os dados sobre o dinheiro que entra e sai do negócio. Neste caso, os documentos devem ser atualizados com frequência para evitar transtornos.

Você pode gostar também de conhecer mais sobre microfranquias, um negócio que vem tendo excelentes resultados.

2. Conheça quais são os seus custos fixos e variáveis

É de fundamental importância começar o processo de gestão financeira conhecendo com exatidão quais são todos os custos fixos e variáveis que a empresa tem. Somente a partir do levantamento correto destes dados será possível formular o seu preço de venda, comercializando os seus produtos por um preço que seja bom para o lucro do empreendimento e para o bolso dos consumidores.

Você pode procurar por um escritório de contabilidade para lhe auxiliar nos cálculos.

Inicie fazendo um levantamento exato de todos os gastos fixos do negócio como, por exemplo, pagamento dos funcionários, pagamentos dos fornecedores, água, luz, internet, telefone, entre outros. Também se deve colocar na lista os gastos variáveis, que são aqueles que não aparecem todo o mês, mas se aparecerem é necessário estar prevenido para enfrentá-los como custo de manutenção e conserto de máquinas, reformas, reformas, etc.

3. Descubra a margem de contribuição de cada produto

Particularmente, considero este um dos  pontos mais importantes a ser analisado, porque saber exatamente o que cada produto contribui para a sua empresa não é apenas conhecer o seu negócio, mas saber o que você pode descartar caso ocorra a necessidade!

Descobrir a margem de contribuição de cada produto é algo bem mais simples do que parece. Saber qual é a mercadoria ou serviço mais vendido pelo seu negócio é muito importante, pois assim o gestor terá dados concretos para investir mais neste produto e consequentemente aumentar os seus lucros.

Confira algumas ideias de negócios.

Para fazer esta atividade é só elaborar uma planilha de controle do estoque, verificando quantos produtos foram expostos e tiveram compra efetividade. Se todos estes dados forem calculados corretamente, então o gestor terá a sua resposta de uma maneira simples e rápida.

4. Analise se o lucro está de acordo com o ramo de atividade

Para saber se uma empresa está sendo bem sucedida é indicado fazer uma análise dos lucros obtidos mensalmente ou anualmente. Este procedimento serve para saber se o empreendimento está tendo um rendimento compatível com os demais que atuam no mesmo ramo.

Ao concluir esta análise pode-se compreender o que está dando certo e deve ter continuidade na empresa ou o que está errado e deve ser consertado imediatamente. Como se percebe, este estudo é muito relevante para manter o negócio lucrativo e evitar problemas que abalem o setor financeiro.

Está procurando uma outra forma de ganhar dinheiro? Veja nosso texto sobre maneiras de ganhar dinheiro.

5. Gerencie as contas a pagar e a receber

Gerenciar as contas que devem ser pagas e recebidas é um dos pontos fundamentais para conquistar uma gestão financeira. Portanto, é recomendado montar dois relatórios, sendo um com todas as contas a serem pagas e as suas respectivas datas de vencimento, e o outro com as contas que tem que ser recebidas e quando.

Algo inadmissível que pode ocorrer com um profissional da gestão financeira é levar a sua empresa ao pagamento de juros e empréstimos. Estes fatores costumam levar a empresa a falência, ainda mais com os altos encargos.

Utilize para se basear o nosso passo a passo de como abrir uma empresa.

Tendo este controle em mãos você diminuirá as chances de a empresa passar por apertos financeiros como, por exemplo, acumular contas que viram uma bola de neve, rendendo juros altos e endividando o empresário. Além disso, também há um controle maior sobre os seus devedores, evitando que ocorram prejuízos.

Saber quem deve para a empresa e não deixar de cobrar é de suma importância, existem dezenas de casos de pessoas que quebram seus negócios por não saberem cobrar os valores que lhe são devidos.

Confira as características do empreendedor.

6. Verifique se vale à pena comprar à vista ou a prazo

Antes abastecer o estoque da empresa é indicado fazer uma pesquisa para descobrir quais são os melhores fornecedores no seu ramo de atividade e quais são as formas de pagamento que oferecem. É comum os fornecedores comercializarem as suas mercadorias à vista ou a prazo, o que pode trazer facilidades para os negociantes.

Você também precisa tomar um cuidado especial com a transportadora, muitas vezes os produtos podem vir a sofrer prejuízos e, caso você “assine o ciente”, possivelmente perderá a faculdade de troca.

Porém, antes de realizar a conta é necessário verificar se vale à pena comprar à vista ou a prazo, uma vez que no primeiro caso a empresa pode até obter um desconto, que pode ser repassado ao seu público consumidor. Enquanto que na segunda opção, pode haver juros, o que encarece o preço final das mercadorias.

Fique atento aos impostos da empresa na gestão financeira

A carga tributária das empresas é uma das principais reclamações dos empresários. Porém, a primeira a coisa a se fazer quando se trata de imposto é entender que a empresa não os paga, mas sim os recolhe. Afinal de contas, todas as empresas regularmente registradas têm que recolher o Imposto de Renda, Contribuição Social, Pis, Cofins, ICMS e ISS.

Porém, nem todas as empresas precisam arcar com todos os impostos. Por exemplo, empresas relacionadas ao comércio recolhem ICMS, enquanto que aqueles que oferecem serviços devem recolher ISS. Para não se enrolar com esta etapa, o mais recomendado é procurar a ajuda de um contador, que irá indicar quais os impostos a serem recolhidos, o que depende do seu ramo de atuação e tipos de produtos comercializados.  Dessa maneira, o empresário terá uma orientação completa de como calcular corretamente os seus custos e preços de venda.

Para melhorar a sua capacidade no assunto você pode fazer um curso de gestão financeira EAD, não precisa sequer sair de casa.

Agora é a sua vez de por em prática a gestão financeira na sua empresa!

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA