Sua Ideia De Negócio É boa? A Resposta Definitiva!

Sua Ideia De Negócio É Boa?É difícil uma vez que converso com um aspirante a empreendedor sem que ele não me faça uma pergunta do tipo:

  • Você acha que montar tal negócio é uma boa ideia?

E se eu lhe mostrasse algo que seja capaz de responder OBJETIVAMENTE se a sua ideia de negócio pode realmente ser uma oportunidade… Você estaria interessado?

Sim? Ótimo, então vamos lá, não vai doer nada!

Por falar em doer, eu estou me recuperando de uma dor de garganta, e o médico me receitou um remédio que deveria me fazer ficar sonolento. Mas, não sei por que, estas coisas sempre têm efeito contrário comigo.

Da minha insônia às três da manhã nasce este post. :-]

Vamos combinar uma coisa? Se eu disser algo que você não gostou, colocamos a culpa no remédio, ok?! Brincadeira!… rs

Descobrindo Se A Sua Ideia De Negócio É “Boa” Ou “Ruim”

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Basicamente, para descobrir se uma determinada ideia de negócio é uma oportunidade de negócio para você precisamos nos aprofundar em três aspectos:

  1.  As suas expectativas pessoais e financeiras com o negócio,
  2. O mercado para a sua proposta de valor (produtos e serviços) e
  3. Os números do negócio.

Primeiro, bom ou ruim é absolutamente relativo. Absolutamente relativo é ótimo!

O que é bom para uma pessoa pode ser razoável ou até ruim para outra. Por isso, antes de responder se a sua ideia de negócio é uma boa, é importante descobrir o que você quer com um negócio próprio.

Por exemplo, um empreendedor poderia querer gerar uma renda extra, já outro, poderia estar interessado em criar um negócio altamente lucrativo e com taxas de crescimentos acima da média.

Em outro caso o empreendedor poderia estar interessado em trabalhar junto com a família, objetivos totalmente diferentes.

Em segundo lugar, o mercado é quem vai validar se o negócio é bom mesmo. É nele que você descobre os ajustes que deve fazer nos produtos e serviços, quanto vai vender por mês e a que preço.

E, por último, o fator capaz de transformar a subjetividade do “bom ou ruim” em algo totalmente mensurável, por natureza até, os cálculos de viabilidade financeira.

Lá vai: Se você quiser descobrir se sua ideia de negócio é “boa ou ruim” você obrigatoriamente deve fazer os cálculos de viabilidade financeira.

Espere Um Pouco…

Ficou Assutado Com Os Cálculos?
OMG! Cálculos Não… Eu não sou bom de cálculos…

 Antes que você deixe esta página porque tem aversão ao termo “cálculos financeiros”, eu quero te dizer que existem maneiras de gerar estes cálculos automaticamente (no final eu te mostro) e que você não precisa saber fazê-los, aliás, ninguém normal faz estes cálculos sem ajuda.

Se você por acaso os faz, desculpe me, mas pra mim você é um anormal, quem sabe um superdotado.

Claro, estes cálculos financeiros são baseados nas suas previsões do mercado e para dizer se o resultado é “bom” ou não você utilizará seus parâmetros pessoais (seus objetivos pessoais com um negócio próprio).

Dito isso, veja agora…

Os 4 Indicadores Financeiros e 1 Ferramenta Capazes de Decifrar o Enigma da Boa Ideia

1 – A Lucratividade

Para entendermos o conceito de lucratividade primeiro é preciso saber o que é lucro. Basicamente, o lucro é o que sobra do faturamento depois de pagar as despesas do negócio.

Lucro líquido = Receitas – Despesas

Na verdade, o lucro tecnicamente falando, de acordo com a lei 6404/76, tem a fórmula bem grande e foge do nosso objetivo aqui, por isso, eu não vou entrar nos detalhes. Se você quiser saber mais, neste link tem a fórmula completa da DRE e ao final você verá o termo “resultado líquido”, que é o mesmo que “lucro líquido”

Mas eu já te adianto que você não precisa saber esta fórmula ENORME para avaliar financeiramente uma ideia de negócio.

Minha intenção aqui é te dar informações práticas e úteis para seu objetivo e não lhe sobrecarregar com informações que talvez você nunca use.

Entendido o lucro com as devidas ressalvas, a lucratividade de um negócio nada mais é do que seu lucro líquido dividido pelo faturamento com a venda de produtos e serviços.

Cada mercado tem suas taxas de lucratividade, mas em média, uma empresa deveria lucrar entre 10% e 15 %.

Veja a fórmula da lucratividade:

Lucratividade = (Lucro Líquido / Receita Líquida) X 100

Por exemplo: Se a previsão de lucro e de faturamento fossem respectivamente 10 mil e 50 mil por mês, a lucratividade seria 10 mil / 50 mil = 20%.

2 – Você Conhece o ROI?

Este é o ROY com Y!
Prazer… Roy!

Não este Roy!

Estou me referindo ao ROI com “i”: do inglês “Return Over Investment” ou Retorno Sobre o Investimento, que também pode ser chamado de rentabilidade.

Iniciar um negócio próprio é um investimento assim como aplicar o dinheiro no banco ou comprar um imóvel.

No caso de um imóvel, por exemplo, a rentabilidade é o valor do aluguel que você recebe (menos impostos), dividido pelo valor do imóvel.

Em um negócio próprio, a rentabilidade é o rendimento do capital investido (o lucro líquido) dividido pelo total do investimento.

A Fórmula do Retorno Sobre O Investimento:

Rentabilidade = (Lucro Líquido / Investimento Total) X 100

Por exemplo, você investe 100 mil para montar uma empresa e depois de tirar o seu pró-labore a empresa lucra 10 mil. Desta maneira, a rentabilidade do capital investido na empresa é 10 mil / 100 mil = 10%.

A rentabilidade é o que te faz abrir um negócio ao invés de investir no tesouro direto, por exemplo.

3 – Ponto de equilíbrio

Este indicador é importante para você saber qual o mínimo que você precisa vender mensalmente para não ficar no vermelho. Esse é um número que todo empreendedor deveria ter em mente ao iniciar um negócio.

O ponto de equilíbrio pode ser calculado em número de unidades vendidas ou em reais. Em uma loja de roupas, por exemplo, o ponto de equilíbrio poderia ser vender R$ 20 mil ou 200 peças de roupas por mês.

Você pode ter, inclusive, uma estimativa diária de quanto precisa vender, o que aumenta o sentimento de segurança, já que você não precisa esperar o final do mês para saber se o negócio vai bem ou não.

Fórmula Do Ponto De Equilíbrio Em Reais:

Ponto de Equilíbrio = Custo Fixo / Margem de Contribuição Percentual

4 – Payback – Prazo de Retorno do Investimento.

Este nada mais é do que o tempo que o negócio consegue se pagar. Quanto mais rápido, melhor é o investimento. Bons projetos deveriam se pagar em até dois anos.

Eu tento manter o foco, mas está difícil, é oportuno, prometo! Acho que é efeito do antialérgico. :-]

Este Post Estava Precisando De Uma Figura Feminina...
Como?!

 Às vezes eu vejo ofertas de franquias onde o retorno do capital (payback) acontece em cinco anos e o contrato também termina em cinco anos. Ué… espere aí…

Durante cinco anos você faz retiradas mensais a título de pagamento do seu pró-labore, seu salário. Ao final deste período é quando você deveria recuperar o capital investido, seu retorno financeiro de verdade, e continuar com o negócio.

Mas nesta hora seu contrato com a franquia também termina e, se você quiser continuar com a marca, é preciso reinvestir para renovar o contrato.

Já que o único dinheiro que você retirou do negócio foi seu salário mensal para administrá-lo, então você não comprou uma franquia. Você arriscou seu dinheiro para comprar um emprego? :-/

Se é este o seu caso, verifique a COF e o contrato da franquia em questão para se certificar. E faça também os cálculos financeiros, normalmente, como se você estivesse montando um negócio independente.

Voltando ao Payback…

Na prática, você pode descobrir o tempo de retorno do seu investimento apenas somando o lucro de cada mês (se a projeção estiver mostrando prejuízo, você deve abandonar a ideia, claro!) até atingir o valor investido no negócio.

Por exemplo, se o seu negócio lucra 5 mil reais ao mês e você investiu 40 mil, o payback seria de 8 meses. Somando os 5 mil de lucro a cada mês, em 8 meses você recuperaria o valor do investimento.

Essa é uma amostra de retorno financeiro de um negócio muito bom, quase utópico.

A Fórmula do Payback (caso você não queira fazer pela maneira acima):

Payback = Investimento Total / Lucro Líquido

Você pode me dizer: “Está bem, mas o negócio não tem lucro igualmente todos os meses. Em alguns meses ele vai lucrar 4, 5, 8 mil. Sempre haverá variações positivas e negativas”. Elementar, meu caro Watson.

É justamente por não haver esta linearidade que existe uma ferramenta chamada Fluxo de Caixa Descontado. Nele você analisa as previsões de entradas e saídas em um espaço de tempo, normalmente de 5 anos.

1 – A Ferramenta: O Fluxo de Caixa Descontado

Esta ferramenta registra as previsões de entradas e saídas no caixa da futura empresa, o lucro (ou prejuízo) e os investimentos ao longo de vários períodos.

Baseado nestes números é possível avaliar o valor da empresa hoje, caso ela existisse. Meio estranho, não é? Mas é isso mesmo!

Você faz as previsões de quanto a empresa venderia, dos impostos, custos, juros do capital investido, etc. e projeta isso ao longo de 5 anos, por exemplo. Através de fórmulas financeiras, você descobre quanto a empresa valeria hoje, se as previsões se concretizarem.

O fluxo de caixa descontado é muito útil para você saber se vale a pena investir o seu dinheiro no negócio ou mesmo pegar capital de terceiros (empréstimo, sócios, investidores).

Não é possível se falar em captar recursos financeiros conscientemente sem se ter uma projeção do fluxo de caixa descontado da ideia de negócio.

Você pode até tentar, mas certamente quem for lhe emprestar o dinheiro vai lhe requerer estas projeções, a não ser que você peça empréstimo ou faça uma sociedade com parentes e amigos, onde o risco pode ser maior, pois você poderá perder os amigos e a confiança da família.

Para os profissionais do financeiro, eu não vou entrar no VPL, TIR, TMA, EBITDA e Máxima Exposição do Caixa por dois motivos. Eu fugiria do escopo deste texto e o artigo ficaria muito extenso.  :-]

Indicadores ideia lucrativa
Tanto o fluxo de caixa descontado como vários outros indicadores de viabilidade de um negócio você encontra nas planilhas Seu Negócio Lucrativo. Elas também fazem parte do Kit Novo Negócio…

 

Para Finalizar…

Recapitulando, nós vimos que para saber se uma ideia de negócio é boa ou não oportuna para você, nós devemos analisar por três ângulos:

  1. As suas expectativas financeiras e pessoais com o negócio,
  2. O mercado para a sua proposta de valor (produtos e serviços) e
  3. Os números do negócio.

Embora embasado nos seus objetivos e no mercado, são estes últimos, os cálculos financeiros, que têm o poder de lhe dizer objetivamente se a sua ideia de negócio vale a pena.

Por mais que você pergunte a seus amigos, parentes ou especialistas em negócios, nenhum deles têm condições de lhe dar uma resposta objetiva do potencial da sua ideia de negócio. Infelizmente, apenas os cálculos financeiros têm este superpoder.

Lembre-se: Mais importante do que convencer possíveis investidores, é  você se convencer de que o negócio é uma boa ideia.

Neste momento eu sei que você pode estar pensando:

Como Eu Vou Fazer Estes Cálculos Financeiros?”

Realmente, você tem razão em pensar desta maneira. Seria quase impossível para alguém que não é um profissional da área fazer estes cálculos financeiros corretamente.

Cálculos Automáticos de Viabilidade!
Cálculos Automáticos de Viabilidade!… Agora sim!

Acalme-se, pois pensando justamente nesta dificuldade de 99,9% das pessoas, disponibilizamos junto com o Guia Como Abrir Um Negócio as planilhas para você fazer estes cálculos financeiros automaticamente apenas preenchendo os números do negócio.

Você preenche os números e, ao final, vê o resultado da sua ideia de negócio. É muito prazeroso, como dar uma espiadinha no futuro da sua ideia de negócio.

Espero sinceramente que você tenha gostado do artigo. Deixe seu comentário abaixo, pois sua opinião é muito importante para que eu possa produzir o conteúdo que você deseja… Agora acho que o remédio está fazendo o efeito esperado… até nosso próximo artigo… Um forte abraço!

4.33 avg. rating (86% score) - 24 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

14 COMENTÁRIOS

  1. Olá!
    Muito bom de encontrar sempre no meu e-mail algo que me ajuda de cada vez a ser um empreendedor bem sucedido, muito grato! Um grande abraço.
    Filipe Miguel

  2. eu estou adorando cada artigo que leio , e pretendo abrir uma lanchonete em breve.
    vejo alguns amigos que estão nesse ramo a anos e vejo que faltou um pouco desses artigos do novonegocio para eles se aperfeiçoar e poder obter o sucesso e graças a estes artigo em breve abrirei meu negocio e obterei sucesso desejado

  3. Ótimo artigo, em breve comprarei as planilhas, estou montando um negócio de chinelos personalizados de borracha tipo havaiana. Sou nova no ramo preciso muito de orientação.

  4. MUITO BOM! ESTAVA PRECISANDO DISTO QUERO MONTAR UMA USINA DE RECICLAGEM DE PNEUS! E QUERIA SABER A LUCRATIVIADE DO NEGOCIO SE VALE A PENA!

DEIXE UMA RESPOSTA