Dúvidas dos Empreendedores

Dúvidas dos Empreendedores
Dúvidas dos Empreendedores

Empreender não é um processo simples, exige do empreendedor a capacidade de se dedicar ao máximo, e mesmo quando o empreendedor é dedicado e possui todos os talentos e habilidades para empreender, ainda assim podem restar dúvidas sobre o complexo processo de empreender.

Dessa forma, algumas dúvidas dos empreendedores são sempre mesma sobre determinados assuntos, assuntos como os referidos abaixo:

Como proteger uma ideia – o empreendedor teve uma ideia original e inovadora e não sabe como proteger essa ideia. Não é necessário se preocupar, pois ele pode seguir alguns passos:

Descreva por escrito todas as especificações do produto ou serviço, com o maior número de informações e dados possíveis e leve aos órgãos competentes para a realização do registro que pode ser desenho industrial, registro de marca ou de patente no caso de invenção original.

Mais informações podem ser buscadas no INPI: http://www.inpi.gov.br/.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Outra dúvida crucial para os empreendedores é sobre a escolha do sócio. A resposta a essa dúvida é ser impessoal e profissional, pois a escolha do sócio não tem relação direta com laços de amizade, parentesco ou afinidade e nem relação com as condições financeiras dos candidatos a sócios. Veja mais.

O importante é que o sócio seja um profissional competente e com habilidades e competências voltadas para exercer as atividades do setor a ser empreendido.

Depois de escolhido o sócio é necessário que o empreendedor entenda como lidar com a sociedade de forma que não encontre problemas futuros. Por isso, uma das questões mais levantadas pelos empreendedores é como calcular o pró-labore dos sócios.

Se o sócio for um executivo, o seu pró-labore deve estar de acordo com o que é oferecido no mercado de trabalho.

Caso a empresa ainda não tenha condições de contribuir com essa quantia, ela pode negociar este valor para o futuro desde que os sócios concordem com a negociação.

Resolvido sobre a escolha do sócio, a empresa poderá se concentrar em como divulgar seus produtos e serviços e para isso respeite as regras das primeiras divulgações.

Só divulgue o produto ou serviço quando a empresa tiver condições para atender a demanda em quantidade e qualidade, pois promessas não cumpridas queimam a imagem da empresa no mercado, e uma experiência dessas logo de início não é uma estratégia eficiente.

O início das operações das empresas abre portas para a discussão sobre como investir com sucesso.

Por isso, uma das dúvidas encontradas pelas empresas é como organizar as dívidas contraídas em decorrência ao início das atividades. Para isso é necessário estruturar as dívidas se não puder evitá-las. Para reestruturar as dívidas será necessário organizar os prazos de pagamento das obrigações com o prazo de recebimento de clientes.

Avalie todas as possibilidades viáveis de pagamento das contas, como a adição de sócios que contribuam com cota de capital e assim, se organize para pagar as dívidas, não contrair novas obrigações e não comprometer o lucro apenas com o pagamento de dívidas.

Ao iniciar as atividades, é necessário gerir o capital inicial e o capital de giro.

O capital inicial é aquele dinheiro aplicado somente nas atividades para início da operação da empresa, enquanto ainda não há receita. Para evitar problemas com as finanças é necessário também que o empreendedor aprenda a gerir o capital de giro.

O capital de giro não deve ser distribuído aos sócios e nem ser utilizado para investimentos, deve existir uma separação, pois o capital de giro é para gerir as operações rotineiras da empresa.

O cálculo do capital de giro deve envolver o gasto e tempo de giro de estoque, o valor das vendas a receber e o valor das contas a pagar. Isso, porque a empresa gasta com estoques, despesas e contas de pronto pagamento. Com isso, o valor de vendas deve ser separado do capital de giro e ainda o capital para obrigações com prazo determinado e capital para investir em melhorias. Veja ideias para montar uma pequena empresa.

Fechar essa conta não é fácil, por isso, as empresas investem em financiamento de capital de giro oferecidos por alguns bancos, sendo que para tomar esse financiamento o empreendedor deve vislumbrar aumento de receita e escolher o banco que oferece menor taxa de juros.

Outra dúvida dos empreendedores é quanto ao pagamento de impostos, as empresas optantes pelo Simples Nacional pagarão impostos integrados em um único documento e referentes aos impostos de:

– Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ);

– Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);

– Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);

– Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);

– Contribuição para o PIS/PASEP;

– Contribuição Patronal Previdenciária (CPP);

– Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação – ICMS;

– Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

Outra dúvida é quanto ao princípio da Entidade – esse princípio da contabilidade se traduz em não utilizar os recursos da empresa para financiar suas contas pessoais, pondo em risco a capacidade de poupar da empresa e ainda o risco de endividamento. Portanto, a prestação da casa e do carro devem ser financiadas com o consequente cálculo do pró-labore.

Outra dúvida que surge é como calcular o pró-labore, pois o pró-labore é o salário do dono da empresa, e este cálculo deve ser formulado da seguinte maneira:

De acordo com a porcentagem de participação sobre o capital inicial, por exemplo, se o dono da empresa participou com 70% para o início da empresa, então o seu pró-labore é de 70% vezes o lucro líquido, que é o lucro após impostos e outras obrigações.

Outra dúvida que permeia a mente dos empreendedores é sobre a contratação de colaboradores: a maior dúvida é quanto à qualidade e quantidade. Leia também sobre empreendedorismo feminino.

No início das atividades, é importante que sejam contratados apenas os colaboradores que terão importância básica e inicial para as atividades e de acordo com o crescimento da empresa e da demanda, podem ser contratados mais funcionários.

É importante contratar somente funcionários que a empresa possa pagar corretamente e oferecer todos os direitos trabalhistas.

Claro, que além das dúvidas acima, os empreendedores devem possuir outras questões que necessitam ser sanadas, mas para não esgotar o assunto ficam apenas algumas dicas.

O importante é que os empreendedores não encontrem dificuldades por conta das dúvidas, por isso é necessário se manter informado. Leia também sobre como ser bem sucedido.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA