Como montar um cardapio

Como montar um cardapioExiste diversos aspectos a ser levado em conta no momento de montar um cardápio, desde o formato e cor até as ordens que serão expostos os pratos e sobremesas.

Nesse texto ensinaremos como montar um cardápio da melhor forma possível, aumentando o sucesso do seu restaurante e agradando seus clientes. Estudos já comprovam que um bom cardápio, feito através da observação de alguns fatores importantes, pode fazer com que o consumidor opte por pratos mais caros e até mesmo consuma mais, ou seja, vale a pena focar um pouco do tempo para montar um cardápio de qualidade, não acha?!? Por isso, ensinaremos como elaborar um cardapio.

1. Escolha do Formato para fazer Cardápio

O formato do cardápio é a primeira preocupação que se deve ter, existem basicamente 2 (dois) layouts que se pode montar um cardápio, em forma simples (uma página) ou em forma de livro (vira-se as páginas).

O cardápio mais bonito que surte um efeito melhor é em forma de livro, proporcionando uma aparência moderna, espaçosa e organizada.

O formato ao fazer um cardápio é fundamental para conquistar clientes!

Além do layout do cardápio, também pode-se utilizar detalhes como pontas arredondadas ou fazer um cardápio em forma de algum objeto como “coração, estrela, símbolo da marca, entre outros”.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Aconselhamos a fazer uso de um cardápio em forma de livro, bem como que utilize uma lista colorida na margem inferior ou, até mesmo, um detalhe nas pontas.

2. Escolha das cores para montar um cardápio

As cores utilizadas no cardápio são fundamentais para proporcionar um bom contraste, sendo que quando mal empregadas podem comprometer a estética do cardápio.

Uma ideia interessante e bastante utilizada na escolha das cores é fazer uso das cores ambientes do estabelecimento, ou até mesmo da “slogan” do restaurante.

Estabelecimentos que servem pratos mais “chiques” objetivando o público de classe média “para cima”, aconselha-se fazer uso de cores pouco chamativas no cardápio, como preto, branco, bege, entre outras, podendo as letras serem escritas com cores “brilhosas” ou que sejam facilmente destacadas, como prata ou dourado, inclusive em relevo (muito bonito e chamativo).

Se você possui condição, uma boa dica é procurar uma gráfica e design para fazer o seu cardápio.

Já quando se trata de como montar um cardapio saudável você pode utilizar cores mais alegres (como cores dos vegetais).

Para estabelecimentos que servem comidas rápidas como lanches, xis, cachorro quente e prensados, pode-se fazer uso de um cardápio com cores mais vivas, que destacam mais as escritas, já que o público que costuma a frequentar estes lugares já sabe o que deseja pedir, bem como, não faz questão de estar em um ambiente “requintado”, muito pelo contrário, deseja sentir-se mais a vontade.

3. Composição do Prato

Um prato é composto por 3 (três) partes: entrada, principal e sobremesa.

A entrada é servida enquanto está sendo preparado o prato principal, para evitar que os consumidores fiquem sem degustar algo, costuma-se fazer com que sejam consumidas as bebidas.

O prato ‘entrada’ nada mais é do que um “petisco”, podendo ser citado como exemplo canoas da tapioca, pão torrado com molho especial, queijo coalho, pita toast, entre outros.

Tome cuidado com a forma pontuar os pratos ao fazer um cardápio, pense bem e planeje.

Normalmente os aperitivos costumam ser bem salgados, incentivando ao paladar a consumir bastante líquido.

O prato principal é o “pedido” dos consumidores.

Dica importante: Tenha cuidado para não fornecer aperitivos demais

A sobremesa pode ser cobrada separadamente, permitindo ao consumidor que escolha exatamente o que deseja.

4. Ordem dos Pratos ao montar um cardápio

Um restaurante ou estabelecimento maior costuma servir pelo menos almoço e janta, com pratos totalmente distintos, por isso, desde já, aconselha-se confeccionar 2 (dois) cardápios, um para cada refeição.

Contudo, para quem está no início do restaurante e deseja fazer propaganda das suas refeições oferecidas, pode montar apenas um cardápio, expondo tanto o almoço quanto a janta, para que o consumidor tenha uma ideia do que pode encontrar no outro turno.

Os pratos devem seguir uma ordem, de preferência os pratos “da casa”, ou seja, os que se deseja vender mais e, posteriormente, os demais pratos.

Os pratos de entrada “aperitivos” não devem ser colocados no cardápio, já que é uma cortesia oferecida pelo restaurante para agradar o cliente enquanto aguarda o prato principal que está sendo preparado.

A melhor forma de ordenar os pratos quando for fazer um cardápio é colocando em negrito o NOME do prato, depois, em letra simples, traga a descrição e especificações (o que contém) e por último o preço.

Existem diversas tecnicas para montar um cardapio, abaixo tem algumas dicas de como fazer cardápio corretamente, principalmente quanto ao preço.

Uma dica importante é colocar os preços sempre embaixo do prato, após a descrição e jamais na parte lateral direita (pontilhados) como a grande maioria faz, pois assim o consumidor tende a analisar o preço, já que estão todos um abaixo do outro, comprando o mais barato.

Alguns especialistas aconselham que os pratos mais buscados devem ser colocados para o final ao fazer o cardápio, assim o consumidor terá de folhar o cardápio e visualizar os demais lanches e pratos vendidos, até mesmo bebidas.

Para fins de organização e facilitar ao consumidor, pode-se ordenar os pratos da seguinte forma: principais + sobremesas + bebidas.

5. Imagens apropriadas para montar um cardápio

Abaixo da descrição de cada prato, ou até mesmo ao lado direito, é interessante colocar uma foto ilustrativa do prato, isso costuma aumentar em até 50% o poder de venda, tornando o prato mais atrativo.

Além do mais, visualizar uma imagem do prato faz com que o serviço e o cardápio se torne muito mais profissional, condizente com estabelecimentos de alto nível.

É importante mencionar nos cardápios a existência de taxas adicionais, dentre elas a de GARÇOM, demonstrando exatamente o percentual cobrado.

Você pode procurar modelos de cardápios específicos, como é o caso do cardápio para pizzaria.

 

Montar um cardápio adequado é de suma importância para o estabelecimento, porém, não podemos deixar de frisar que o mais importante é o preço acessível e a qualidade nos pratos servidos. Foque sempre na higiene do seu negócio, e objetive o melhor tratamento aos seus consumidores.

Gostou? Agora que já sabe como montar um cardápio, que tal por em prática?

4.75 avg. rating (91% score) - 4 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA