Passo a Passo de Como Fazer Vinho

Como Fazer VinhoQuer aprender como fazer vinho? Confira agora mesmo nosso passo a passo ensinando tudo que você precisa saber!

Você gosta de apreciar um bom vinho? Esta é uma das bebidas preferidas das pessoas ao redor do mundo, pois este é um dos líquidos mais antigos da história, depois da água. Desde a antiguidade, o vinho já era tomado, tanto nas principais refeições do dia quanto nos eventos. Basicamente, esta bebida se caracteriza por ser fabricada com uvas amassadas e fermentadas, juntamente com a adição de elementos alcoólicos.

Ao longo dos séculos, o vinho sofreu algumas alterações, sendo feito a partir de novos sabores e técnicas, até mesmo porque surgiram novas espécies de uvas, o que permitiu o aprimoramento da bebida, contudo, a sua composição ainda é feita pelos elementos básicos. Atualmente, é possível encontrar vinhos bem conceituados em diversas partes do mundo, desde os países da Europa como a França até na América do Sul como no Chile, que tem algumas das melhores bebidas desta categoria.

A produção de vinho se popularizou, o que possibilita encontrar bebidas com uma cartela de preços bastante diversificados. Os produtos que são considerados os melhores do mercado têm um tempo de fabricação mais avançado, consequentemente, apresentam um valor de aquisição alto.

Muito do processo do vinho, ou seja, da qualidade, corresponde ao tipo de uva utilizada, safra, barril que foi armazenado e até mesmo o tempo que ficou parado. Por isso é importante levar em consideração inúmeros fatores no momento de decidir qual é o melhor vinho.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Também, é comum as pessoas terem gostos diferentes, contudo, profissionais especializados em degustação costumam avaliar, classificar e informar as características de cada vinho.

Mas, para tomar um bom vinho, não é preciso gastar milhares de reais, visto que você pode fazer a sua própria bebida, tendo maior controle de qualidade. Você quer fazer este produto para consumo próprio ou para vender?

A venda de vinhos caseiros está se tornando um negócio cada vez mais rentável, já que muitas pessoas buscam pela bebida de qualidade e, ao mesmo tempo, de baixo valor financeiro. Uma boa dica para começar a comercializar é fornecer aos seus vizinhos para degustarem, com isso rapidamente a “notícia” se espalha.

Ficou interessado em como fazer vinho? Desenvolvemos esse texto ensinando “passo a passo” de como fazer vinho, aproveite e comece agora mesmo!

Conheça Mais Sobre o Vinho

Definitivamente, o vinho é uma bebida milenar, tendo sido a primeira bebida alcoólica produzida pela humanidade. Este produto tem uma grande importância para a evolução da sociedade ocidental e oriental, principalmente no que diz respeito às questões econômicas e culturais. A invenção do vinho tem várias versões diferentes, que vão desde a fabricação embasada no Antigo Testamento até a criação na civilização grega.

Porém, do ponto de vista histórico, a versão mais contada sobre a origem do vinho diz que ele foi inventado antes da escrita e de forma “acidental”, a partir de um punhado de uvas que foi esquecido em um recipiente, que, posteriormente, sofreu a fermentação. O cultivo de uva para fazer vinho só se tornou possível quando o povo nômade do velho continente europeu passou a fixar residência, mais especificamente onde hoje está a Geórgia, em que foram encontradas as primeiras evidências de fabricação de vinho.

Inicialmente, a produção de vinho era feita de forma muito rústica, sendo fabricada a partir de prensas de madeira que esmagavam as uvas. Em algumas civilizações, este processo era feito através do pisoteamento das frutas pelos próprios produtores. No entanto, hoje em dia o processo de fabricação desta bebida está bem mais modernizado, acelerando a atividade e permitindo obter uma qualidade melhor.

Passo a Passo de Como Fazer Vinho

Para fabricar um vinho de qualidade não é necessário ter uma fábrica grande, pois existem técnicas artesanais que possibilitam a produção caseira desta bebida, utilizando materiais simples. A sua intenção é fazer vinho para comercializar ou para consumo próprio? Acompanhe abaixo nosso passo a passo que ensina desde o princípio como fazer vinho:

1- Escolha das Uvas Para Fazer Vinho

A principal matéria-prima do vinho é a uva, sendo necessário saber escolher a fruta mais adequada para iniciar a sua fabricação. Atualmente, no Brasil, os tipos de uvas mais utilizadas para fazer vinho são a niágara, bordô e isabel, sendo esta última a mais recomendado para quem está ingressando nesta atividade, pois ela é mais rústica e versátil, podendo dar origem à um vinho mais frutado, que pode ser ajustado de acordo com a necessidade do fabricante.

Já a uva bordô é indicada para as pessoas que querem obter um vinho com aroma e sabor mais intenso. A niágara é o tipo mais usado para os fabricantes que querem obter quantidade, pois com um quilo desta fruta pode-se conseguir até 750 ml da bebida. Portanto, escolha a uva que mais se adequa ao seu perfil de produtor. Para fazer um litro de vinho, você vai precisar de 1 a 2 Kg de uva, que deve estar no ponto certo, nem verde e nem excessivamente madura.

Talvez você se interesse também por plantações, por isso, confira nosso texto sobre como começar uma plantação de café. Também, uma boa dica para você que irá plantar uva, é conhecer sobre o plantio direto.

2- Preparação das Uvas Para Fazer Vinho

Para começar a fazer vinho é necessário preparar as uvas. Sendo assim, pegue o quilo de uva madura e lave bem em água fria e corrente. Se as frutas estiverem apresentando uma sujeira maior na casca, o ideal é deixá-las de molho em um recipiente com água e vinagre branco por aproximadamente 2 horas, o que serve para eliminar todas as bactérias contidas. Depois, as uvas podem ser lavadas novamente e secadas.

O vinho é feito a partir da obtenção do mosto da uva, que é basicamente o seu líquido natural que tem uma consistência densa. Para alcançar esta substância é necessário, primeiramente, separar as uvas dos cachos e depois esmagá-las, amassando toda a polpa até conseguir um líquido viscoso.  Estes processos devem ser feitos até que as cascas fiquem completamente trituradas, pois elas também farão parte do conteúdo do vinho.

3- Levedura ao Fazer Vinho

Saber o que é levedura é fundamental na fabricação do vinho. Levedura é o processo de fermentação da uva. Portanto, depois de esmagar as frutas é necessário levá-las para a levedura, colocando-as em um recipiente limpo de alumínio, com profundidade e tampa. Para acelerar a etapa de fermentação você pode fazer uso de um produto chamado Saccharomyces cerevitiae, que desempenha o papel de fermentar o mosto das uvas e dar o teor de álcool, fazendo com que ele mantenha o seu sabor natural.

Ao usar o produto que acelera a fermentação do mosto para fabricação de vinho é importante ressaltar que não se deve exagerar na quantidade, que deve ser de 20 g para cada litro do líquido. Afinal de contas, a própria casca da uva é composta por leveduras que são capazes de fermentar o mosto e o exagero no produto poderia alterar o sabor natural do vinho e deixá-lo muito forte.

Cuidado com esta parte de levedura, o ideal é deixar que ocorra sem a utilização de produtos, utilize-os apenas em casos excepcionais.

4- Deixe a Casca da Uva no Mosto Para Fazer Vinho

Se você está fabricando vinho tinto, é de fundamental importância manter as casas das uvas junto ao mosto durante o processo de fermentação, elas só devem ser retiradas na fabricação de vinhos brancos. Levando isso em consideração, transfira o conteúdo para uma garrafa de vidro ou recipiente de aço inoxidável, mantendo-o fechado por 4 dias, que é o tempo suficiente para que todo o fermento da casca da uva seja extraído.

Após o período estipulado, abra a vasilha e retire as cascas de uva. Feito isso, o recipiente deve ser fechado novamente, sendo armazenado em um local com temperatura entre 10°C e 15°C, bem como, mantenha-o em um local com pouca luminosidade. O líquido tem que ser mantido neste lugar por em média 2 dias para obter um vinho com sabor mais suave.

5- Descanso do Vinho

Depois de retirar as cascas do mosto é necessário fazer uma filtragem, a qual deve ser realizada com a ajuda de um funil, para separar o líquido fermentado do mosto em si, que é a parte mais densa do conteúdo. Por isso, usando o funil, transfira a bebida para um garrafão fechado com uma rolha, que deve ter um furo para permitir a saída do gás carbônico produzido pela fermentação.

O vinho deve ser mantido nesta condição por 40 dias ou mais, dependendo da qualidade do produto que você deseja obter. Por exemplo, quanto mais dias de maturação a bebida tiver, mais leve e saborosa ela será. Feito isso, o produto deve ser mudado para a embalagem final, que tem que ser lacrada até o momento do consumo.

Você pode ter suas embalagens personalizadas, é uma boa dica para melhorar na divulgação. Veja também como montar uma loja de embalagens.

Agora, Que Tal Começar a Fazer Vinho Você Mesmo? Com Certeza Fará Sucesso na Vizinhança!

4.00 avg. rating (79% score) - 2 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA