Tom Ricetti e as inovações para a padaria

Tom Ricetti
Tom Ricetti

Talvez você nunca tenha pensado em uma padaria drive-thru. Mas Tom Ricetti pensou. Tirou a ideia do papel e hoje a Pão To Go é uma rede de sucesso, que já dá os primeiros passos rumo à internacionalização da marca e não para de inovar.

Formado em Marketing, Tom começou sua vida de empresário muito jovem. Aos 17 anos se enveredou pelos negócios da família. Mas foi a necessidade que o fez pensar em algo, até então, inusitado. Precisando comprar pão e com o cachorro e o filho pequeno no carro, Ricetti levou mais de uma hora para conseguir o produto em um supermercado. Daí a ideia de um drive-thru que oferecesse alguns produtos como pães e frios.

Em agosto de 2013, Ricetti colocou no mercado a Pão To Go. A primeira padaria foi instalada em São Carlos, interior paulista. Em pouco tempo foram comercializadas mais de cem unidades e a rede só cresce em todo o país.

Ao Novo Negócio Tom Ricetti fala sobre o caráter inovador do seu empreendimento, conta um pouco sobre sua trajetória e faz uma avaliação do sucesso. Confira:

Novo Negócio – O que você fazia antes da Pão to Go?

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Tom Ricetti – Minha família tinha uma metalúrgica e uma construtora mas quando eu tinha 17 anos meu pai faleceu e eu precisei assumir os negócios. Toquei a metalúrgica durante alguns anos, mas sempre tive vontade de abrir um restaurante. Resolvemos então vender a metalúrgica, minha mãe passou a cuidar da construtora e eu foquei no ramo que me interessava e nesse período chegamos a ter oito restaurantes nas regiões de São Carlos, Araraquara e Ribeirão Preto. Quando tive a ideia de abrir a Pão To Go mantive os restaurantes por um ano mas o sucesso da padaria foi tão grande que precisei vender tudo para me dedicar à rede.

Novo Negócio – Padaria é um tipo de comércio com muitos concorrentes. Mas padaria drive-thru é uma inovação. Como você chegou nessa fórmula?

Tom Ricetti – Depois de perder mais de uma hora para comprar pão no Natal, percebi que faltava algo inovador que facilitasse a vida das pessoas. O fato de você precisar estacionar o carro, descer, enfrentar fila para pegar e fila para pagar, faz com que muitas pessoas até desistam de passar por uma padaria. A cultura de drive-thru é muito presente no exterior e aqui ainda é pouco difundida e minha ideia foi trazer esta facilidade para ajudar as pessoas a não perderem tanto tempo.

Novo Negócio – O ineditismo foi, de cara, bem aceito no mercado?

Tom Ricetti – A ideia foi bem aceita desde o começo. Tanto o mercado quanto os consumidores enxergaram que havia esta necessidade por inovação e a cada dia recebo mais feedbacks positivos e mais pessoas interessadas em abrir unidades e em usufruir do serviço.

Novo Negócio – O negócio está prestes a fazer dois anos. Nesse período, quais foram os erros e que lição você tirou deles?

Tom Ricetti – Nosso maior erro foi disponibilizar muitas opções de produtos no começo. Queríamos facilitar a aquisição de uma grande quantidade de itens mas com o tempo percebemos que as pessoas buscavam os básicos como pães, leite, frios e derivados do leite.  Resolvemos então reduzir alguns itens do cardápio e investir nos produtos que mais saíam como os pães e bolos mais tradicionais consumidos no dia a dia das famílias.

Novo Negócio – E qual foi o principal acerto?

Tom Ricetti – Hoje em dia o que as pessoas menos querem é perder tempo e talvez há dez anos atrás este modelo não teria feito tanto sucesso. O principal acerto portanto, foi o timing de perceber a demanda por este tipo de serviço no momento certo.

Novo Negócio – Por que a franquia deu tão certo?

Tom Ricetti – Posso citar três motivos que caracterizam o sucesso do negócio. O primeiro foi o timing de abrirmos no momento certo, quando a demanda por este tipo de serviço é cada vez maior e a falta de tempo das pessoas faça com que elas escolham opções rápidas para adquirir produtos do dia a dia. O fato de que o franqueado não precisa ser de alguma área específica ou do ramo de padarias e de não ser necessária a contratação de mão de obra especializada são diferenciais importantes. O terceiro fator importante é o tamanho da padaria, que não demanda grandes investimentos em equipamentos e contribui para que a administração do negócio possa ser realizada de maneira prática.

“Crescer inovando é o maior planejamento que fazemos e as expectativas são sempre as melhores possíveis”.

Novo Negócio – A Pão to Go já nasceu formatada para o franchising?

Tom Ricetti – A ideia não nasceu como franchising mas em menos de um mês enxergamos a possibilidade de transformá-la em uma rede e com a ajuda de uma consultoria formatamos o negócio para que fosse viável sua expansão através deste modelo de franquias.

Novo Negócio – Como você fez o estudo de campo para chegar ao modelo de negócio?

Tom Ricetti – Não houve plano de negócio ou pesquisas de campo no sentido de se fazer uma análise de mercado. O que ocorreu foi a percepção de que havia a real necessidade de se implantar um negócio como este pois havia demanda por este tipo de serviço pela facilidade e inovação que ele oferece.

Novo Negócio – A rede vai tão bem que já está sendo internacionalizada. Que cuidados você, enquanto fundador, toma para que o negócio não perca a essência?

Tom Ricetti – A essência do negócio é atender com qualidade e de forma rápida. A partir daí precisamos adaptar cada unidade de acordo com a região ou país. Produtos regionais são importantes para manter o público fiel, não podemos ignorar produtos locais pois em cada região há um paladar específico e é importante respeitar tais características.

Novo Negócio – As inovações não param. Agora vocês estão testando a entrega por drone. Que resultado essa ideia tem trazido?

Tom Ricetti – Já testamos os drones e vimos que eles são viáveis, porém no Brasil ainda não temos a regulamentação para utilizá-los. Em diversos países do mundo eles já estão presentes mas por aqui não temos previsão ainda. Por enquanto estamos na expectativa e assim que for regulamentado pretendemos implantar este sistema de entrega.

Novo Negócio – Existe mais alguma novidade na manga?

Tom Ricetti – Inovação é a nossa principal virtude. Estamos sempre buscando coisas novas e nossa maior aliada é a tecnologia. Através dela conseguimos oferecer serviços personalizados de entrega e manter o contato cada vez mais próximo com nossos clientes que nos trazem o feedback importantíssimo de maneira rápida. O negócio em si já é uma evolução e estamos muito antenados para utilizar todas as novidades que a tecnologia proporciona, como drones e aplicativos, da melhor maneira possível.

Novo Negócio – Você está satisfeito com o rumo do negócio? Que avaliação você faz da rede e quais são suas expectativas para ela em médio prazo?

Tom Ricetti – Estou muito satisfeito e nossa expectativa é a de crescer cada vez mais. Fomos os pioneiros neste modelo de negócio e as metas de expansão ultrapassaram nossas expectativas. Estamos com 32 unidades em funcionamento em todo o Brasil, mais de 100 unidades vendidas e nosso foco agora é expandir para grandes cidades e capitais. Crescer inovando é o maior planejamento que fazemos e as expectativas são sempre as melhores possíveis.

5.00 avg. rating (89% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA