Sarah Lazaretti: inovação para melhorar a saúde dos brasileiros

Sarah Lazaretti
Sarah Lazaretti

A dificuldade constante para conseguir tratar as alergias da filha Marina fizeram com que Sarah Lazaretti deixasse a Enfermagem para se dedicar aos negócios. Junto com a irmã bióloga investiu, então, em uma loja para alérgicos. Com o mercado bastante carente desse tipo de produto e um nicho crescente, nasceu em 1993 a Alergoshop, que hoje é referência em todo o Brasil.

A expansão da empresa foi cuidadosa e somente quase 20 anos depois da abertura da primeira loja, Sarah resolveu iniciar o sistema de franquias. Hoje já são nove unidades franqueadas e revendas em todo o país.

E inovação é a palavra-chave dos negócios de Sarah. Com um catálogo que inclui mais de 300 produtos naturais e hipoalergênicos, a pesquisa é constante. Em 2011 a empresa recebeu o prêmio Atualidade Cosmética 2012, na categoria Cosmético Responsável, por causa da linha Total Care, que possui fórmula que exclui 105 substâncias com potencial nocivo.

Hoje, Marina, a responsável pela virada na vida de Sarah, cuida do Marketing da empresa e, segundo a empresária, isso acabou aproximando ainda mais as duas.. Dos tempos de enfermeira, Sarah guarda boas recordações e não se arrepende de ter colocado a carreira de lado para investir em um negócio próprio. Nem as dificuldades inerentes de todo início a fizeram esmorecer. “Nunca passou pela minha cabeça desistir pois era algo que eu realmente acreditava”, diz.

Nessa conversa com o Novo Negócio, Sarah Lazaretti conta sobre o início da sua empresa, os desafios que enfrentou e como lida com o trabalho em família. Veja:

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Novo Negócio – A abertura do seu negócio foi por causa de uma necessidade pessoal. Conte-nos como aconteceu.

Sarah Lazaretti – A ideia surgiu pois minha filha, na época com três anos de idade, sofria muito com as alergias de pele e respiratórias, cujos tratamentos só eram possíveis com artigos importados e muito caros. Não existia nada no Brasil que a Marina pudesse usar para prevenir as alergias. Eu era enfermeira e minha irmã bióloga e percebemos que o mercado das alergias era muito carente, tanto por causa dos produtos que a Marina precisava, como também os médicos diziam que precisavam indicar aos seus pacientes alérgicos produtos que não existiam aqui. Então nós buscamos no mercado internacional linhas de produtos naturais, capas antiácaros, acaricidas e alguns cosméticos. Em apenas um ano, iniciamos a fabricação própria desses produtos.

Novo Negócio – Você precisava importar os produtos usados por sua filha e resolveu trazê-los para mais perto. Que dificuldades surgiram nesse caminho? Importar é caro?

Sarah Lazaretti – Importar é muito caro pois os impostos de importação são super altos e ainda incidem no valor de frete, que também é muito caro. Além do preço, importar produtos é muito demorado e burocrático.

Novo Negócio – Um ano após ter colocado a Alergoshop no mercado, você resolveu desenvolver produtos próprios. Por que essa decisão foi tomada?

Sarah Lazaretti – Vimos que o mercado era carente deste tipo de produto, os médicos tinham grande necessidade para seus pacientes, então percebemos que valeria a pena investir na produção de nossos produtos para podermos oferecer um produto realmente de qualidade e que os alérgicos pudessem usar sem problemas.

“O consumidor está ficando cada vez mais exigente e questionador, então a qualidade e a segurança na maioria dos casos faz mais diferença do que o preço”.

Novo Negócio – Por que você só iniciou a expansão por meio de franquias quase duas décadas depois de ter aberto a primeira loja?

Sarah Lazaretti – Pois primeiramente começamos com o sistema de licenciamento de lojas autorizadas, que começaram a crescer muito em todo Brasil. Ai trocamos o sistema de lojas licenciadas (que tinham a mesma identidade das nossas lojas próprias) pelo sistema de revendas, que temos até hoje e contamos com mais de 300 pontos de vendas por todo país. Após estarmos consolidados no mercado e com a certeza de que a marca já estava bem consolidada, resolvemos abrir o sistema de franquias.

Novo Negócio – A sua filha é hoje responsável pelo marketing da empresa. Como é trabalhar em família?

Sarah Lazaretti – É muito bom, mas já estava acostumada pois já trabalhava com a minha irmã. É bom pois ficamos ainda mais próximas. Mas durante o expediente separamos as coisas, o papel de filha, de certa forma, cede lugar ao papel de funcionária da Alergohop.

Novo Negócio – Sua empresa é pioneira nesse nicho. Atualmente, como você lida com a concorrência? O consumidor procura preço baixo ou existem outros diferenciais em uma marca?

Sarah Lazaretti – Quase não temos concorrentes diretos. Algumas marcas maiores já estão começando a desenvolver um ou outro cosmético hipoalergênico, mas são poucos produtos. Nós investimos muito em estudos para criar e adaptar nossos produtos de forma que não prejudiquem o ser humano e a natureza. Além de hipoalergênicos com todos os laudos e testes que comprovam que nossos produtos são menos agressivos, nossos cosméticos não possuem parabenos (conservantes) e outras 105 substâncias nocivas à saúde e não são testados em animais.

Novo Negócio – A Alegoshop faz questão de ressaltar que não testa seus produtos em animais, nunca usou parabenos e se dedica ao máximo para sempre usar componentes de origem vegetal. Essa responsabilidade realmente faz diferença para o consumidor? As pessoas estão mais conscientes?

Sarah Lazaretti – O consumidor está ficando cada vez mais exigente e questionador, então a qualidade e a segurança na maioria dos casos faz mais diferença do que o preço. Ainda mais o nosso público alérgico, que sabe que pela sua saúde não pode utilizar qualquer produto, eles precisam de qualidade e segurança, e é isso que a Alergoshop oferece aos seus clientes.

Novo Negócio – A Alergoshop é um sucesso e cresce cada dia mais. No entanto, se o negócio não tivesse dado certo, você se arrependeria de ter tentado ou acharia válida essa tentativa?

Sarah Lazaretti – Eu acharia super válida, pois é prazeroso você criar algo e gosto de desafios.

Novo Negócio – Quais foram os momentos mais difíceis na sua jornada empreendedora? Você pensou em desistir? Foi doloroso deixar sua profissão de lado?

Sarah Lazaretti – Não foi doloroso mas tenho lembrança muito boa do meu tempo de enfermeira. Nunca passou pela minha cabeça desistir pois era algo que eu realmente acreditava. Os momentos mais difíceis são sempre os momentos que você resolve dar um crescimento na empresa pois envolve uma serie de mudanças de procedimentos etc.

Novo Negócio – Que conselho você procura dar aos seus franqueados e as pessoas que cruzam o seu caminho querendo iniciar algum tipo de negócio?

Sarah Lazaretti – Eu acho que a pessoa que quer empreender não pode achar que vai trabalhar menos pq é empreendedor, precisam ter pique e muita energia para correr riscos, enfrentar e resolver problemas que aparecem diariamente na rotina dos empreendedores. Também precisam ser pessoas que têm prazer em criar algo e trabalhar muito e ter prazer em ver o crescimento da empresa, não pensando apenas nos objetivos financeiros, mas no prazer em ver sua criação dar certo.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA