Renata Ingold: beleza em domicílio

Renata Ingold
Renata Ingold

Renata Ingold é daquelas que nasceu empreendedora. Aos oito anos de idade a menina já vendia para as amigas da mãe, para os familiares e vizinhos. O produto? Molho para salada! “Minha avó me ensinou a fazer e as pessoas adoravam!”, conta a empresária.

Nascida e criada em São Paulo, Renata morou por 23 anos na França. No retorno ao Brasil, resolveu, mais uma vez, empreender. Dessa vez, quis cuidar da beleza feminina e fundou a Disk Manicure em Fortaleza. Como base para o negócio, uma necessidade pessoal: cuidar das unhas dos pés e das mães sem sair de casa, sem enfrentar trânsito e barulho típicos de salão. Estava pronto o delivery de manicures.

O negócio fora do eixo Rio-São Paulo não teve entraves. “Para isso é necessário fazer o piloto numa cidade que tenha um porte razoável para realmente entender a complexidade da logística. Começamos em Fortaleza que, na época, era a quinta maior cidade do Brasil e foi perfeito”, comemora.

Nessa conversa com o Novo Negócio, Renata Ingold fala sobre a expansão do seu negócio e dá alguns conselhos para quem deseja empreender. Veja:

Novo Negócio – Como surgiu a ideia da Disk Manicure?

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Renata Ingold – A ideia da Disk Manicure surgiu de uma necessidade pessoal minha. Eu adoro fazer unhas, porém acho muito desconfortável o ambiente de salão de beleza, por mais sofisticado que seja. Os odores e barulhos são inevitáveis – barulho de secador, cheiro de produtos de tintura, etc – e agressivos. Além disto ainda tem o problema de deslocamento, estacionamento. Nada substitui o conforto da sua própria casa. Eu me refiro ao conforto no sentido de “aconchego”. Em casa sempre nos sentimos bem então, forçosamente, o atendimento é mais agradável.

Novo Negócio – Você já tinha pensado em empreender ou foi algo que aconteceu repentinamente? Foi um estalo?

Renata Ingold – Não, de maneira alguma! Não foi um “estalo”. Ter este tipo de iniciativa é algo que temos dentro de nós. Hoje eu sou empresária, mas sempre fui empreendedora. Para empreender é preciso muita organização, muita disciplina, muito foco, mas tudo isto não teria graça nem charme se não tivesse uma pitada de sonho e de loucura. Empreender é desbravar…

Novo Negócio – Sua empresa foi pioneira no serviço. Quais foram os principais erros e os principais acertos??

Renata Ingold – Erramos muito. Muito mesmo! Mas o maior acerto foi continuar e ir em frente. O lutador não perde a luta no primeiro round. O verdadeiro empreendedor também não. Apanha mas se levanta! Eu acho que o mais importante é não se deixar abater quando se erra. O que conta mesmo é entender porque erramos, o que aconteceu e cuidar para que este erro (pelo menos este!!) não se repita. Para entender que errar faz parte e que erros são construtivos e que fazem parte de qualquer empreendimento é preciso muita maturidade e serenidade.

Novo Negócio – E como você se preparou para a concorrência?

Renata Ingold – Focando no essencial que é a satisfação do cliente final. Esta é a mola mestre de qualquer negócio. Se ela não existir, nada faz sentido.

“Não se deixe abater quando algo der errado porque é simples: muita coisa vai dar errado! É certeza! Então, se você se deixar abater com isto, o caminho vai ser curto. Quando a coisa está difícil eu sempre penso comigo mesma “com as pedras que encontrarei no meu caminho eu construirei um castelo”. Eu li uma vez esta frase em algum bar de esquina ou para-choque de caminhão mas, seja lá quem foi que disse isto, esta pessoa estava muito certa!”

Novo Negócio – De que forma a sua empresa foge do comum?

Renata Ingold – Temos um conceito simples, direto, de fácil entendimento e que atende à uma real necessidade do mercado. Esta é a percepção do cliente final… “quero fazer as unhas; basta ligar e chamar uma professional”. Simples assim! A complexidade dos bastidores da operação que é necessária para que tudo pareça simples não chega até o cliente e é isto que faz com que as pessoas se encantem com a nossa proposta. Somente aqueles que estão dentro do negócio é que sabem da complexidade da operação.

Novo Negócio – Antes de virar rede, você fez alguns testes em uma unidade piloto. O que isso te ajudou a identificar o que precisava?

Renata Ingold – Sim! A primeira unidade é a piloto, que começou do zero absoluto! Eu estive à frente da operação, no dia a dia, no “corpo a corpo” como se diz por mais de três anos antes de replicar o modelo de negócio.

Novo Negócio – É mais difícil para o empreendedor começar um negócio fora do eixo Rio-São Paulo?

Renata Ingold – Como eu acho que é importante começar pequeno para realmente entender qual a dinâmica do negócio, eu não acho que não estar no eixo Rio – São Paulo seja um problema. É necessário, contudo, fazer o piloto numa cidade que tenha um porte razoável para realmente entender a complexidade da logística. Começamos em Fortaleza que, na época, era a quinta maior cidade do Brasil e foi perfeito.

Novo Negócio – Hoje você acredita que seu pioneirismo foi recompensado?

Renata Ingold – Boa pergunta! Nunca parei para pensar nisto! Na realidade o meu pioneirismo não foi algo premeditado. Eu não parei e pensei “vou fazer ist,o assim serei pioneira”. É algo mais intuitivo. É pensar diferente e apostar em algo diferente. Eu acho que eu não terei a resposta para esta pergunta por muito tempo ainda pois ainda estamos só no começo!

Novo Negócio – Quais são suas expectativas em curto prazo?

Renata Ingold – Aumentar a minha rede!

Novo Negócio – Para quem tem uma boa ideia de empreendimento, qual é o seu conselho?

Renata Ingold – Eu teria dois conselhos. O primeiro é colocar no papel qual é a sua ideia “exatamente”.  Se você não conseguir escrevê-la e descrevê-la em um paragráfo é que esta faltando alguma coisa. Mas veja bem: eu falo da ideia, do conceito, das linhas gerais; eu não estou falando sobre um plano de negócio que é vital, indispensável, porém, mais complexo e técnico e que contempla todos os aspectos da operação. Eu estou falando simplesmente da ideia. Se ela for brilhante certamente uma frase será o suficiente. Você nem sequer vai precisar de um paragrafo inteiro! O segundo conselho é “ir em frente”, não se deixar abater quando algo der errado porque é simples: muita coisa vai dar errado! É certeza! Então, se você se deixar abater com isto, o caminho vai ser curto. Quando a coisa está difícil eu sempre penso comigo mesma “ com as pedras que encontrarei no meu caminho eu construirei um castelo”. Eu li uma vez esta frase em algum bar de esquina ou para-choque de caminhão mas, seja lá quem foi que disse isto, esta pessoa estava muito certa!

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA