Nilson Filatieri: metas ousadas e caminho certo para chegar ao resultado




Nilson Filatieri
Nilson Filatieri

Nilson Filatieri é um jovem de visão. Formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Londrina, foi professor de Matemática e Física, intercambista, presidente da empresa junior do curso e trainee da empresa Gerdau.

Em 2010, aos 25 anos de idade, Filatieri fundou a Eadbox, que fornece soluções em software para empresas que precisam capacitar seus funcionários. Finalista do programa Startup Brasil, do Governo Federal, em 2013, a EadBox recebeu um investimento de quase R$ 200 mil, valor revertido em sua equipe de tecnologia.

As metas de Filatieri são sempre bastante ousadas. Para 2014, o objetivo é ter faturamento de R$ 1 milhão e alcançar 250 clientes – hoje são 60 entre eles estão IBM, Buscapé e Reckitt Benckiser.“Nossa estratégia é conquistar um forte crescimento nas pequenas e médias empresas e redes de franquias, além de conquistar algumas grandes contas em grandes empresas”, afirma o empreendedor.

Ao Novo Negócio ele conta que tem um sonho: ajudar a melhorar a educação do Brasil. Nesse bate papo, Nilson Filatieri fala também sobre a sua empresa, o mercado e as metas. Veja:

Novo Negócio – Conte-nos quando você decidiu empreender e como deu início à EadBox.
Nilson Filatieri – Sempre quis ter um negócio que tivesse a ver com tecnologia e educação, dois temas que gosto muito. Enquanto trabalhava em empresas, vi que as iniciativas de e-learning eram mal feitas, ninguém fazia os cursos, nem mesmo eu, que gostava muito de aprender, fazia aqueles cursos oferecidos, era tudo muito ruim, desde o conteúdo até a plataforma para estudo. Para você ter uma ideia, eu nunca soube meu login. Desde então vi a oportunidade de criar um serviço que ajudasse as empresas a engajar mais os alunos, aí começou.

Novo Negócio – Seus planos são de crescer 500% até 2016. Não é uma meta ousada?
Nilson Filatieri – Meta ousada, assim como a do ano anterior, que faturamos 200mil e definimos que faturaríamos 1 milhão este ano, e que vamos atingir. Metas devem ser ousadas e exequíveis, sabemos como chegar lá, por isso estipulamos isso. Por outro lado, temos um mercado que comporta este crescimento e pessoas que podem executar a estratégia.

Novo Negócio – A EadBox é uma plataforma de educação corporativa à distância, que aposta na forte demanda das franqueadoras por cursos de treinamento online para impulsionar seus negócios. E como está sendo a aceitação por parte das franqueadores? Estão dentro das suas expectativas?
Nilson Filatieri – Está sendo boa, mas pode aumentar. Sabemos da necessidade dos franqueadores por este tipo de solução. Onde ela é implantada é como se fosse um divisor de águas na qualidade do treinamento dos franqueados, o que impacta posteriormente na qualidade do serviço das franquias e geração de negócios no final. Muitas franquias ainda não priorizam treinamentos de qualidade num processo otimizado, estamos educando o mercado agora, mostrando uma possibilidade real que até pouco tempo era inviável. A tendência é crescer.

Novo Negócio – Qual é o diferencial do e-learning?
Nilson Filatieri – Flexibilidade, menor custo, escalabilidade

700 Ideias de Negócios

Novo Negócio – A EadBox foi finalista do programa Startup Brasil, do Governo Federal, no ano passado, e recebeu um investimento de quase R$ 200 mil. Foi uma surpresa ou você já imaginava o alcance do negócio?
Nilson Filatieri – Fazia parte dos objetivos do ano passado, como a empresa já tinha bons resultados financeiros e um produto consolidado, esperávamos ser selecionados no programa. Foi uma grata surpresa termos sido selecionados justamente pela Wayra, que considerávamos a melhor aceleradora do programa e que estava na lista das nossas favoritas.

Novo Negócio – Você já fez uso dessas plataformas em algum momento da carreira? O que achou?
Nilson Filatieri – Sim, em duas empresas. As experiências foram bem ruins, sistemas muito lentos e pesados. Tinha que ser algo mais leve e direto para ser usual.

Novo Negócio – Como manter os alunos motivados nesse tipo de ensino?
Nilson Filatieri – Interatividade + conveniência. O aluno tem que ver que tem mais pessoas fazendo o curso, e que existem vários pontos de interação com demais alunos e tutores. Tem que ser conveniente, precisa poder acessar uma parte do curso em 5 minutos que ele tiver livre. Por exemplo, quero ver um vídeo de 3 minutos pelo celular, o curso tem que se ajustar ao dia a dia do aluno, e não o contrário.

Novo Negócio – Em sua opinião, o Brasil é um país de empreendedores?
Nilson Filatieri – Com certeza, um perfil bem voltado à execução. A tendência é termos cada vez mais casos de sucesso. Temos um grande mercado e pessoas cada vez mais preparadas e dispostas a empreender.

Novo Negócio – De que forma o governo poderia incentivar mais pessoas a serem donas de seu próprio negócio?
Nilson Filatieri – Na minha visão, não dificultando o processo de abertura de empresas e diminuir drasticamente tributos para micro e pequenas empresas, que ainda são altos.




0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes




 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.