Nicolas de Virieu: gelatos para o sucesso




Nicolas de Virieu
Nicolas de Virieu

Nicolas de Virieu é jovem mas sabe bem o que quer. Francês, o rapaz chegou ao Brasil em 2012 e não sabe o que é se sentir um estranho no ninho. Bem acolhido pela capital paulista, o empresário decidiu montar ali o seu negócio.

Para sócio, já tinha um nome certo: Dimitri Mussard, um amigo de infância. Passaram, então, a descobrir juntos as maravilhas de empreender. “Sempre tivemos um sonho de trabalharmos juntos. Por isso, quando surgiu a ideia de abrir a Dri Dri no Brasil o convidei para ser o meu parceiro nesta jornada”, conta Nicolas.

O diferencial da DriDri, a gelateria montada por Nicolas e Dimitri, é o cuidado na seleção de ingredientes. Os sorvetes são desenvolvidos todos os dias, possuem baixo teor de gordura e são livres corantes e conservantes.

Ao Novo Negócio, Nicolas de Virieu fala sobre ser estrangeiro e empresário no Brasil, além de contar sobre a expansão da marca. Confira:

Novo Negócio – O que fazia antes de pensar em abrir a Dri Dri?
Nicolas de Virieu – Eu estava envolvido na criação, aquisição e produção de programa de TV por dois anos depois minha formação. A partir daí, eu comecei na pós-produção de cinema e eu participei na distribuição de muitos filmes franceses e internacionais.

Novo Negócio – Qual a sua formação?
Nicolas de Virieu – Eu fiz a maior parte da minha formação fora da França. Primeiro, um MBA em Marketing em Dublin, depois fui para Barcelona para completar um Master em Negócios Internacionais. Finalmente, decidi voltar para a França para completar minha formação com um Master em Produção audiovisual. Meu objetivo era me tornar um produtor de TV.

Novo Negócio – Como um produtor de TV virou empresário na área de gelatos? O que te fez mudar de foco tão bruscamente?
Nicolas de Virieu – Foi o desafio de trabalhar com o próprio negócio. Empreender não é fácil. Precisa de muita dedicação, conceito bem definido e pesquisa para que o negócio fique fortalecido e possa prover os frutos deste esforço. Por isto me interessei em buscar um negócio como este. Pelo desafio de ter algo e fazê-lo dar certo.

Novo Negócio – Qual é a sua história com o Dimitri? Quando e como se conheceram?
Nicolas de Virieu – Dimitri é meu amigo de infância. Estudamos juntos no ensino fundamental. Sempre tivemos um sonho de trabalharmos juntos. Por isso, quando surgiu a ideia de abrir a Dri Dri no Brasil o convidei para ser o meu parceiro nesta jornada. Dimitri já estava morando no país e viu grande mercado no Brasil para este tipo de negócio.

700 Ideias de Negócios

“Empreender não é fácil. Precisa de muita dedicação, conceito bem definido e pesquisa para que o negócio fique fortalecido e possa prover os frutos deste esforço”.

Novo Negócio – Há algum histórico na sua família de negócios com gastronomia?
Nicolas de Virieu – Apesar do nosso amor para cozinhar, ninguém trabalha em gastronomia na minha família. Nós temos no sudoeste da França (Bordeaux), uma vinícola.  Amamos produzir os vinhos. No entanto, preferimos beber a vender.

Novo Negócio – O que fez você optar por investir em São Paulo para a abertura da Dri Dri?
Nicolas de Virieu – São Paulo é o coração econômico do Brasil. Foi importante abrir nossa flagship no lugar que nos daria a melhor visibilidade. A escolha de São Paulo e a presença do Dimitri Mussard, meu amigo pessoal e parceiro de trabalho em projetos como Acaju do Brasil (conglomerado fashion com marcas internacionais), por 6 anos definiu ainda mais a minha escolha.

Novo Negócio – Como começou a sua sociedade com o Dimitri?
Nicolas de Virieu – Nossa associação teve início em novembro de 2012. Mas sempre tivemos o sonho de  trabalhar juntos. Damos grande importância à cultura corporativa, e o fato de que Dimitri é meu melhor amigo, nos ajudou a transmitir os mesmos valores aos nossos funcionários.

Novo Negócio – Sem dúvidas, o clima no Brasil contribui bastante por não haver um inverno rigoroso. Mas, durante a estação, o consumo de gelatos cai. O que você tem em mente para driblar essa sazonalidade?
Nicolas de Virieu – O inverno brasileiro não é nem um pouco rigoroso. A Dri Dri é um produto que não possui conservantes, aromatizantes, corantes. Trata-se de um produto 100% natural com baixo teor de gordura (entre 6% a 8%) enquanto os demais trabalham com teor de gordura acima de 16%. O produto possui conceito e acredito que por este motivo teremos boas vendas mesmo com o “frio” brasileiro. As pessoas irão comprar não só para refrescar do calor, mas porque o produto é bom, natural. Funciona como uma sobremesa mais leve e natural depois de uma boa refeição. Tenho clientes que compram Dri Dri em pote para guardar em casa e tê-lo como sobremesa.

Novo Negócio – Você pensa em uma expansão da marca. Será com lojas próprias ou vocês irão optar pelo modelo de franquias?
Nicolas de Virieu – A marca está em expansão, inclusive. Recentemente abrimos uma unidade em Campinas, interior de São Paulo. A Dri Dri tem a intenção de intensificar a sua presença no interior paulista. Acreditamos que o interior possui grandes perspectivas porque são cidades quentes e com muita gente buscando produtos de qualidade. A princípio a Dri Dri quer a sua expansão com lojas próprias, mas não estamos descartando a possibilidade de criar franquias mais para frente.




Novo Negócio – Quais são as suas expectativas sobre uma possível expansão da Dri Dri nos próximos anos?
Nicolas de Virieu – Esperamos estar com 10 lojas próprias no Brasil até fim de 2016.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes




 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.