Microcervejaria: dicas da Bier Hoff para dar certo

Valdecir Scopel e Mario Neto
Valdecir Scopel e Mario Neto

As cervejas artesanais estão ganhando bastante espaço no mercado. Com um crescimento entre 20 e 30% ao ano, é um segmento que cria boas oportunidades.

E não é, à toa! O brasileiro adora uma cerveja. O país está na 17ª posição do ranking mundial, com o consumo médio de 62 litros por ano. Quem está no topo da lista é a República Tcheca em primeiro lugar, com 143 litros per capita, seguida pela Áustria, Alemanha e Irlanda.

Em relação à produção das cervejas, o Brasil ocupa uma posição melhor: é o 3º maior produtor de cerveja do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e China. Sua fabricação anual, entre grandes, pequenas e microcervejarias, é de 13,4 bilhões de litros, segundo dados do Sicobe (Sistema de Controle de Produção de Bebidas da Receita Federal). Isso, em números, quer dizer que esse é um mercado que cresceu cerca de 64% em uma década.

As microcervejarias, como a Bier Hoff, já são mais de 300 no Brasil. A empresa se apresentou oficialmente no país em 2002 e, de lá para cá, o crescimento foi constante. Quer saber que caminho os empreendedores trilharam para se dar bem? Veja aqui algumas dicas elaboradas pelo Mestre Cervejeiro, Jacir Cavalheiro, e pelos sócios diretores da Bier Hoff, Valdecir Scopel e Mario Neto:

Planeje e faça um plano de negócio

Diz um ditado que se você falhar em planejar está planejando falhar! Para reduzir os riscos e aumentar a chance de sucesso é preciso antes de tudo fazer um bom planejamento e um plano de negócio para curto, médio e longo prazo. Inclua no plano inicial de negócio um planejamento financeiro com os valores que se pretende investir na implementação do negócio e um capital de giro para cobrir as despesas fixas e variáveis da empresa até que a mesma comece a gerar lucro (inclua no planejamento financeiro um percentual ou valor para ser investido em Marketing). Faz parte do planejamento e plano de negócio a escolha de equipamentos de boa qualidade, dimensionamento da capacidade de produção e o que se deseja produzir: equipamentos ruins podem comprometer e por em risco o sucesso do negócio. Equipamentos + matéria prima + processo = PRODUTO, ou seja, uma boa cerveja é o resultado de bons equipamentos, ótimas matérias primas, receitas bem elaboradas, dedicação, estudos e muito trabalho. Inclua também no plano de negócio o público alvo e segmento que deseja atuar e, por fim, estratégias de vendas e distribuição.

Desenvolva produtos diferenciados e acima da média do mercado

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

O mercado de cerveja artesanal está cada vez mais competitivo e o consumidor cada vez mais exigente. Para aumentar as chances de sucesso, crie e desenvolva produtos diferenciados, com valor agregado de forma a encantar os clientes logo na primeira compra. Lembre-se que só temos uma chance de causar uma primeira boa impressão.

Nem sempre quantidade é proporcional à qualidade

Qualidade não é um diferencial. É obrigação de todo e qualquer negócio, seja um serviço ou produto. Portanto, alinhe a quantidade do que se deseja produzir com a qualidade e mantenha sempre em mente esse equilíbrio em caso de expansão.

Seja um múltiplo estudioso

Além é claro dos estudos necessários para prosseguir com o seu negócio (no caso cerveja, equipamentos, etc.); detenha também um conhecimento mínimo em diversas áreas como: legislação, impostos, negociações, importações, etc. Uma hora isso será mais decisivo do que apenas o seu conhecimento material.

Aceite a dinâmica de um universo novo

Não se sabe ainda com precisão qual é o percentual de cervejarias artesanais no Brasil. Estudos otimistas ainda colocam a fatia em menos de 1% do mercado brasileiro. Disso podemos tirar apenas uma conclusão: essa é uma história que está sendo construída agora. Não feche os olhos para essa informação; ao contrário, use-as ao seu favor. Colabore com a cultura cervejeira, ensine, aprenda e dinamize esse universo.

Esteja próximo ao consumidor

Por este ser um mercado novo e ter como resultado um produto final descontraído (cerveja), que remete à informalidade, o consumidor gosta (e tem diversos meios) de estar sempre em contato com a cervejaria. Com isso o advento da tecnologia é imprescindível manter a proximidade com os admiradores da bebida e com os consumidores a fim de estreitar laços com estes clientes, que farão da cervejaria algo alcançável, palpável e cada vez mais respeitosa.

Entenda que, às vezes, a marca vale mais que o produto

Para fazer com que sua marca se destaque no mercado entregue ao cliente, por meio do seu produto, mais do que ele espera. Torne seus clientes e consumidores fãs da sua marca e de seus produtos. A expansão pode vir de baixo para cima.

Entenda o mercado e dê a ele o que ele quer

Entender o mercado é, inicialmente, saber que os consumidores de cerveja artesanal não são fiéis. Ao contrário da maioria dos outros segmentos de negócio ou até mesmo do segmento de cervejas comerciais (grande indústria), os consumidores de cerveja artesanal são exigentes, curiosos e, consequentemente, infiéis. Com isso são suscetíveis a experimentar diversas marcas ao invés de serem fiéis a apenas uma. Então, ofereça sempre qualidade ao que já foi produzido e, principalmente, inovação constante.

Monte uma equipe rumo ao sucesso

O processo de cerveja é complexo. Desde a escolha de fornecedores, compra de insumos, produção, taxação de impostos até a venda e a colocação do produto na gôndola é importante que a equipe esteja sincronizada, cada um com suas funções e como um time, trabalhe para o objetivo comum: qualidade. Monte um time que, independente da individualidade de cada um, consiga apreciar o produto e o setor. Busque sócios com afinidades e objetivos comuns para  contribuir com os investimentos e, principalmente, contribuir com ideias, trabalho e competências.

Esteja aberto a aprender sempre

Neste mundo caótico e competitivo em que vivemos a mudança é uma constante. Sucesso no passado não garante sucesso no futuro. Por isso, esteja sempre aberto ao aprendizado e aperfeiçoamento constante. Seja humilde e aceite as críticas como se fossem um elogio. Busque conhecimento e orientações junto a profissionais com qualificação comprovada e de empresas de sucesso. Evite os chamados “sabe tudo”.

5.00 avg. rating (89% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA