Joel Santos: plantando a semente do empreendedorismo

Joel dos Santos
Joel dos Santos

A rede de lojas Sai de Baixo nasceu em 1996, em Duque de Caxias, com a proposta de levar para um ambiente climatizado as bancas usadas em feiras. A inovação despertou a curiosidade do público e o sucesso foi inevitável. O idealizador da marca, Joel Santos, viu nas classes C e D uma oportunidade de fazer seu negócio crescer. E foi em frente.

Ele começou como camelô e hoje tem 18 lojas distribuídas no Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco. Seu ponto forte são os preços populares: Joel compra de seus fornecedores em atacado por um preço melhor e consegue repassar o desconto para seus clientes. “Com os preços mais baixos, o poder de compra dos clientes aumenta e eles compram mais, fazendo o investimento valer a pena”, diz o empresário.

Mas, nem sempre sua vida foi um mar de rosas. Filho do meio em uma família de sete filhos, Joel, hoje Presidente da Sai de Baixo International Company, já chegou ao mundo entendendo que as dificuldades fazem parte da vida. Acometido por uma paralisia infantil quando nasceu, enfrentou aos nove anos a morte prematura do pai e, desde então, se viu responsável por ajudar a família e dar a todos melhor qualidade de vida.

E correu atrás. Vendeu sacolé, picolé, mandioca, linguiça, esmaltes… Ficou dias sem comer e sem dormir direito com tantas viagens à São Paulo para comprar mercadoria.

Com a proposta de ganhar uma porcentagem sobre as vendas, Joel foi trabalhar junto com um amigo. Depois de seis meses, já era quem mais vendia. Percebendo o talento do menino para as vendas, o amigo lhe deu a oportunidade de ter banca própria.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Aos poucos, o negócio já estava em franca expansão ao fornecer calcinhas e sutiãs para outros camelôs e sacoleiras. Assim nasceu a primeira empresa formal, o Atacado Caxiense. Mas, sem ter nenhum conhecimento jurídico, Joel não registrou a marca e outras pessoas se apoderaram do nome e de toda a clientela. Este episódio e uma ideia arrojada propiciaram o surgimento da sua atual marca.

Suas primeiras vendas explodiram. Afinal, não é qualquer um que tem a ousadia de oferecer produtos por um preço 20% menor do que havia comprado. E foi o boom para que o nome Sai de Baixo, batizasse a loja. Era uma resposta a todas as dificuldades pelas quais Joel havia passado até aquele momento. Em uma semana vendeu todo o seu estoque. Com a experiência e muita determinação, conheceu todos os grandes fornecedores e negociando sempre de maneira surpreendente conseguiu oferecer os melhores preços para os consumidores, recuperando o investimento rapidamente.

Com uma visão empreendedora, deu oportunidade para que os seus irmãos trabalhassem para aprender tudo sobre as técnicas de vendas necessárias para se tornarem grandes vendedores e empresários. Ao comprar a segunda loja, os irmãos já estavam preparados para assumir parte do negócio. E assim aconteceu até que ele conseguisse dar oportunidade a vários parentes. A Sai de Baixo se tornou, então, uma empresa familiar que se profissionalizou com o tempo e se tornou referência para o seu público alvo ao unir produtos de qualidade com preço justo.

“Capacitei a todos da minha família para o negócio. Os principais benefícios são, primeiramente, a confiança e, depois, a administração”.

Depois do sucesso com as lojas próprias, Joel pretende ampliar sua rede através das franquias. E, ainda aposta no Sai de Baixo Business Center, o primeiro empreendimento do Grupo no setor imobiliário. O local reune grandes fabricantes e atacadistas. Uma nova ousadia.

Nessa entrevista ao Novo Negócio, Joel Santos fala de sua vida, seus negócios e o futuro da marca. Veja:

Novo Negócio – Conte-nos como foi o início da sua jornada empreendedora.

Joel Santos – Comecei por necessidade. Tive paralisia infantil muito novo e logo perdi meu pai. Então comecei a vender sacolés e picolés perto de casa. Mais tarde passei a vender nos trens, mas tive as mercadorias confiscadas pela fiscalização. Então iniciei as vendas de produtos de porta em porta, depois migrei para as feiras até mudar o tipo de produtos que eu vendia: parei de vender alimentos e comecei a vender esmaltes até chegar às roupas.

Novo Negócio – Você optou por atingir as classes C e D. Elas são um público fiel?

Joel Santos – Este público é fiel, pois sabemos as suas necessidades de consumo e tem sido o que mais cresce na economia, fortalecendo ainda mais as nossas vendas.

Novo Negócio – Ao todo você possui 18 lojas e, quando abriu a segunda, seus irmãos já estavam capacitados a tomar conta do negócio. Trabalhar em família tem que tipo de benefícios?

Joel Santos – Capacitei a todos para o negócio. Os principais benefícios são, primeiramente, a confiança e, depois, a administração. Apenas isso.

Novo Negócio – Você considera seu negócio uma empresa familiar que se profissionalizou?

Joel Santos – Sim, e hoje, na minha visão, ela está totalmente profissionalizada.

Novo Negócio – Qual é o seu planejamento para dar conta de quase 20 unidades e em estados diferentes?

Joel Santos – Meu planejamento é contratar profissionais e, através de treinamento, capacitá-los, como fiz com a minha família. Se os profissionais forem capacitados e se dedicarem, não há como a administração e os resultados da empresa serem prejudicados.

Novo Negócio – Quando decidiu sair do eixo Rio-São Paulo, você resolveu abrir loja em Pernambuco. Por que escolheu o estado?

Joel Santos – Depois de analisar o mercado e alguns estados, descobrimos que estado de Pernambuco tem o maior em índice das classes C e D.

Novo Negócio – Vocês vão iniciar a expansão por meio de franquias? Qual será sua estratégia?

Joel Santos – Sim. Vamos dar oportunidade para novos empreendedores que já estão dentro do grupo Sai de Baixo. Nossa prioridade é de que os funcionários da empresa tenham a oportunidade de ter o seu próprio negócio, por isso vamos oferecer vantagens e benefícios ao gerente de loja que quiser se tornar o dono da unidade. Nosso processo de expansão por franquias inicialmente se baseará em diminuirmos o número de lojas próprias para podermos administrar melhor a rede e expandir com segurança. Também temos projeto de Franqueados Home, que tem o foco no empreendedor individual que atua com venda direta.

Novo Negócio – O E-commerce tem crescido bastante nos últimos anos, assim como o acesso das classes C e D à internet. Unir o útil ao agradável está nos seus planos? Você pretende montar uma loja virtual?

Joel Santos – Está no meu planejamento, mas ainda não tenho uma previsão de quando esse projeto terá início.

Novo Negócio – Quais características foram determinantes para o seu sucesso?

Joel Santos – Visão, planejamento, garra e determinação.

Novo Negócio – Até agora, qual foi o principal ensinamento que a vida te deu?

Joel Santos – Fé em Deus, sempre!

Novo Negócio – Como você vê os seus negócios daqui há cinco anos?

Joel Santos – Com milhares de parceiros empreendedores em atividade, com seu negócio próprio.

Novo Negócio – O que podemos esperar de Joel Santos?

Joel Santos – Vocês podem esperar um empresário que consiga fazer com que as pessoas se inspirem na minha história pessoal e saiam de baixo, empreendam e invistam em seus próprios negócios.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA