Daniel Walfrid e um negócio zero

Daniel WalfridDaniel Walfrid é um dos sócios do o Clube do Zero, empresa que oferece assinaturas mensais de kits com produtos destinados ao público com restrições alimentares. O Clube oferece kits zero glúten, zero açúcar, zero lactose ou um mix desses produtos. Atualmente, a empresa só não atende aos estados do Amapá e Acre, mas já estendeu suas ações para conquistar o público de lá.

Pioneiro e com poucos concorrentes, Daniel acredita que o Clube do Zero tem vantagens no mercado. “O modelo de negócios de “clube de assinaturas” veio para ficar e é esperado que este mercado cresça. O diferencial competitivo de ser o pioneiro é poder aproveitar esse crescimento na sua plenitude”, diz.

O empresário, que é formado em Publicidade e Propaganda e está envolvido em projetos de consultoria desde 2008, traz em seu currículo experi~encia em negócio e em comunicação. Experiente, optou pelo modelo de negócio de assinatura depois de uma pesquisa de mercado. Em países da Europa e nos estados Unidos ele já está consolidado mas ainda é uma novidade por aqui.

Nessa entrevista ao Novo Negócio, Daniel Walfrid fala sobre o negócio, suas expectativas e o mercado de produtos zero. Veja;

Novo Negócio – Por que você decidiu criar o Clube do Zero?

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Daniel Walfrid – A ideia de abrir um negócio que pudesse ajudar às pessoas sempre foi um desejo pessoal e a vontade de empreender também. O lançamento do Clube do Zero foi o resultado da união entre vários fatores: disponibilidade profissional, empenho e união entre três profissionais com o mesmo desejo.

Novo Negócio – Como chegou à formatação do modelo de negócio? Por que um Clube com kits, ao invés de uma loja?

Daniel Walfrid – Passamos seis meses pesquisando modelos de negócio e mercados que fossem de nicho e que pudéssemos ter um diferencial competitivo significativo, tanto para os consumidores quanto para a indústria. Lojas de produtos para quem segue dieta restritiva já existem há algum tempo aqui no Brasil, mas um clube de assinaturas com esse perfil, não. Somos pioneiros no serviço que oferece kits entregues mensalmente na casa dos assinantes. Quem sabe as lojas físicas podem ser o próximo passo do Clube?

Novo Negócio – Sua empresa é pioneira nesse tipo de serviço. Que vantagens isso te traz?

Daniel Walfrid – O pioneirismo é sempre um diferencial competitivo, mas trabalhamos muito para manter esse diferencial para os assinantes e para as indústrias parceiras. Surpreender positivamente a cada edição, cuidar de todos os detalhes para que a caixinha chegue impecável na casa do assinante, ter um atendimento primoroso e ágil são itens que consideramos sendo obrigatórios em nossa operação.

Novo Negócio – Não ter muitos concorrentes prejudica o seu negócio de alguma forma?

Daniel Walfrid – A competição é sempre saudável e nos faz crescer e mirar sempre na melhora contínua dos nossos serviços. Já observamos movimentações no mercado de empresas que passaram a competir com o Clube. O modelo de negócios de “clube de assinaturas” veio para ficar e é esperado que este mercado cresça. O diferencial competitivo de ser o pioneiro é poder aproveitar esse crescimento na sua plenitude.

“O pioneirismo é sempre um diferencial competitivo, mas trabalhamos muito para manter esse diferencial para os assinantes e para as indústrias parceiras”.

Novo Negócio – Esse é um bom momento para investir em uma empresa com foco nos produtos zero?

Daniel Walfrid – Sim! Estamos passando por um momento especial em que, cada vez mais, as pessoas estão cuidando de sua saúde. Os testes de intolerância à lactose, ao glúten estão mais acessíveis, os médicos mais cientes e conscientes dessas restrições e os planos de saúde passaram a cobrir os testes. A restrição ao açúcar já é bem difundida e a indústria bem preparada, mas as demais restrições ainda carecem de investimentos. Acreditamos que com uma maior oferta os valores dos produtos possam ser reduzidos. Hoje comprar produtos zero açúcar, zero glúten ou zero lactose pode ser bem caro. Nosso compromisso é levar ao assinante uma caixinha que somado os valores dos produtos ele saia sempre ganhando, ou seja, a soma sempre dá mais do que o valor da assinatura.

Novo Negócio – O Clube só não tem assinantes em dois estados: Amapá e Acre. Vocês já pensaram em uma estratégia para atingir os públicos desses lugares?

Daniel Walfrid – Estamos localizados em Porto Alegre, bem distante desses dois estados. Para nós seria um prazer termos assinantes em todos os estados. Temos muito relacionamento com blogueiras do Nordeste e estamos desenvolvendo também algumas parcerias no Norte. Esperamos que em duas edições possamos dizer que estamos presentes em 100% dos estados no Brasil.

Novo Negócio – Que características um negócio como o seu precisa ter para conseguir impressionar o público?

Daniel Walfrid – Compromisso com a saúde. Nós escolhemos a dedo nossos parceiros que compõe cada caixinha e sempre prezamos pela saúde do nosso assinante que, muitas vezes, não pode consumir produtos com determinado ingrediente por uma questão fisiológica (e não apenas dieta para bem estar). Além disso, cuidamos com detalhe do mix de produtos que é enviado em cada caixinha e temos uma pesquisa de satisfação sobre cada um deles que é enviada aos nossos assinantes a cada final de edição.

Novo Negócio – Como vocês buscam parceiros?

Daniel Walfrid – Temos uma área específica na empresa focada em parcerias estratégicas com indústrias. O approach é pessoal e personalizado para cada indústria. Nosso relacionamento é bastante próximo e ficamos contentes em dizer que 80% das empresas que testam o Clube do Zero como ferramenta de relacionamento com o consumidor retornam em outras edições, isso demonstra um resultado muito positivo para a indústria parceira.

Novo Negócio – Que avaliação você faz o seu negócio hoje?

Daniel Walfrid – O negócio ainda está em expansão, e o mercado tem muito a crescer. Acredito que lançamos o Clube do Zero no momento certo. Agora é continuar trabalhando para surpreender positivamente todos os impactados pelo Clube todos os meses.

Novo Negócio – Quais são suas expectativas para esse mercado e para o Clube do Zero nos próximos anos?

Daniel Walfrid – Crescimento exponencial. Entendemos que a indústria alimentícia no Brasil ainda está engatinhando. As possibilidades de produzir e lançar novos produtos são enormes. Hoje não temos 1/10 da variedade de produtos oferecido nos Estados Unidos.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA