Quanto Custa Uma Franquia? Resposta Mais Completa

Quanto Custa Uma FranquiaPensando em abrir uma franquia? Veja quanto custa uma franquia!

O valor que terá de ser investido para iniciar um negócio é um dos pontos mais importantes. Cometer erros na área financeira pode trazer sérios problemas e riscos irreversíveis. Algumas pessoas, com o intuito de não precisar iniciar uma marca própria fazem uso do sistema de franquias. Agora, você já se perguntou: quanto custa uma franquia?

Se você já se informou um pouco sobre o assunto, é provável que tenha se deparado não apenas com um valor de investimento pela franquia, mas sim com diversos, são as chamadas taxas de franquias, normalmente discriminadas na COF (circular de oferta de franquia).

Algumas taxas são pagas uma única vez, outras mensalmente, durante todo o período da relação entre franqueado e franqueador. Falando em tempo, você sabe qual é o prazo do contato? O que acontece se quebra-lo?

Perceba que são diversas perguntas que norteiam o tema franquias e agora chegou a hora de conhecer mais a fundo cada um deles. Pronto? Descura agora quanto custa uma franquia na prática.

Quanto Custa Uma Franquia: Taxas

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

As taxas serão os valores que você deverá pagar. As franquias costumam ter 5 taxas básicas e que dificilmente não serão cobradas, lembrando que a cobrança de determinada taxa fica a critério da franquia, nada obsta não cobrar ou cobrar outro tipo de taxa (desde que legal). Por isso é importante ler com cuidado a circular.

Conheça as 5 taxas de franquias principais.

Taxa de Franquia

A taxa de franquia é o valor inicial que você terá de pagar. O valor é cobrado no momento da assinatura do contrato. Cuidado, assinatura do contrato não tem nada de semelhança com a COF, neste último documento você terá acesso as informações, sem quaisquer compromissos, apenas na assinatura do contrato começará a ter direitos e deveres frente a franqueadora.

O valor costuma variar de acordo com o grau de “reconhecimento” da franquia, por exemplo, a Franquia O Boticário terá um valor mais alto de taxa de franquia do que a Franquia Chiquinho Sorvetes.

Não confunda a taxa de franquia com taxa de instalação, é bem comum errar neste ponto. Existem casos de franquias que irão cobrar taxa de franquia já inclusa a instalação, mas confira sempre, já que são taxas diferentes.

Taxa de Instalação

Quando você faz parte de uma rede de franquias, seguir o padrão é obrigatório. O que estou dizendo com isso? Simples, você não poderá, por exemplo, utilizar uma cor diferente no seu estabelecimento, móveis como bem entender, decoração e etc.

Para “assegurar o sucesso” dos franqueados, a franquia impõe que o estabelecimento seja padronizado conforme a franquia/estudos. Esta instalação exige é cobrado do franqueado. Um ponto positivo da taxa de instalação é que você recebe tudo pronto, instalado, materiais de qualidade e feito pela empresa da franquia, especializada.

Também, muitas vezes o valor que você gastaria para conseguir estruturar o negócio seria mais alto do que o pago pela franquia.

Capital de Giro

As franquias sugerem um valor X de capital de giro, e acredite, é bom você tê-lo guardado, porque se elas sugerem, realmente tem utilidade. Talvez você esteja pensando: mas capital de giro não significa que terei de usá-lo, é isso? É. Correto! Capital de giro é um valor que se deve ter “guardado” para, caso seja necessário, conseguir repor estoque, arcar com despesas básicas do negócio, enfim, fazer o “giro” financeiro. Veja mais sobre administração de capital de giro.

Contudo, é bem comum utilizar o capital de giro, pelo menos parte dele, nos primeiros meses da franquia. Às vezes não no 1° mês, mas no 3 ou 4. Quando recém lançada em uma cidade, a franquia costuma atrair olhares e ser bastante frequentada, mas no 3° ou 4° mês as coisas ficam bem difíceis.

Quanto ter de capital de giro? Bom, as franquias costumam sugerir o valor, mas, caso não tenha, o ideal é manter entre 20% a 30% do capital investido no negócio.

Outro ponto importante, o capital de giro serve como “segurança”, ou seja, não é preciso tê-lo, pode ser um valor pré-aprovado no banco. Contudo, o ideal é ter sobrando, claro.

Taxa de Publicidade ou Marketing

As taxas de franquia que correspondem ao pagamento mensal são as que mais se deve tomar cuidado, afinal, em todos os meses serão descontadas.

No tocante às franquias, posso dar três dicas: observar o percentual da taxa de publicidade, a eficiência das campanhas da franquia e se o valor é sobre o faturamento bruto ou líquido.

Veja, a publicidade é realmente importante em um negócio, mas é preciso verificar se o que você irá pagar não é “absurdo” em contraprestação ao oferecido. Um problema bastante comum é as campanhas publicitárias e de marketing das franquias não conseguirem a eficácia de conversão/atração para os franqueados de pequeno porte.

O que também tenho observado em algumas franquias é que o percentual está sendo exigido sobre o faturamento bruto. Ora, assim, um percentual de 1% a 2% que seria “razoável” se torna aproximadamente 6%, pois tem-se de pensar na sua lucratividade. Para facilitar, veja um exemplo hipotético:

Franquia ABC cobra 2% de taxa de publicidade sobre o valor bruto. O franqueado fatura bruto R$ 40.000 mil reais (2% = R$ 800 reais). Agora, observando, R$ 800,00 reais pode parecer pouco sobre R$ 40.000 mil reais.

Contudo, lembre-se que o percentual de faturamento lucro costuma ser 20% a 25%, afinal, pagará funcionários, comprará novas matérias-primas e etc. Supondo que tenha um ganho de 25% seu faturamento líquido é de R$ 10.000 mil reais e os R$ 800 reais serão equivalente a 8%. Alto, não? Mais os royalties que terão de ser pagos mensalmente.

Taxa de Franquia Royalties

Os royalties são valores pagos mensalmente como forma de recompensar a franquia pelo uso da marca. A questão é, quanto pagar de royalties?

O valor cobrado a título de Royalties costuma ser entre 3% a 6%. Lembre-se de tomar o mesmo cuidado citado acima. (faturamento bruto/líquido).

Todas as franquias cobram royalties? Ótima pergunta essa! Não, nem todas, existem casos de franquias que não cobram royalties, normalmente são as micro franquias. Por isso muitos empreendedores com recursos financeiros limitados, optam por iniciar pequenas franquias e que estão ainda se expandindo, objetivando um menor custo mensal e, consequentemente, sobrar mais no faturamento líquido.

Possibilidade de Financiar o Investimento na Franquia

É comum recebermos perguntas sobre financiamento dos valores para se tornar um franqueado.

De fato, existe sim a possibilidade de você financiar o capital do investimento. Claro, o ideal é não precisar financiar tudo, porque será difícil liberarem o valor integral, ainda mais se for uma franquia de grande porte que exige, por exemplo, investimento de R$ 400.000 mil reais.

O financiamento das franquias costuma ser feito pelas próprias instituições financeiras, como é o caso do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal e etc. Porém, diferente de quando se vai fazer um crédito pessoal, as instituições bancárias exigem uma quantidade extensa de documentos.

Quer a notícia boa? A franquia te ajuda!

A maior parte dos documentos exigidos pelas instituições financeiras diz respeito à franquia, desde plano de negócio, valores até a estrutura. Isso tudo a franquia costuma disponibilizar e até mesmo assessorar o possível franqueado.

Cuidado Com a Falência das Franquias

Estudos apontam que abrir uma franquia é um dos negócios mais seguros, realmente, o risco de você quebrar é menor, já que tem um negócio estruturado e com “boa fama” no mercado, mas já se perguntou o que acontece se a Franquia quebrar?

Hoje me deparei com algumas notícias de recuperações judiciais de Franquias e etc, com isso, resolvi tratar também este tema.

São 4 os acontecimentos mais comuns na falência de uma franquia: compra por um grupo de franqueados, compra por um único franqueado, compra pelo concorrente ou falência total.

Honestamente, todas as situações demonstraram resultados negativos. Quando se compra a franquia, os demais franqueados dificilmente aceitam bem a nova gestão, além do fato de que existem diversas normas presentes em contratos já firmados, e o novo proprietário da franquia não poderá alterar de forma brusca.

Já a falência decretada pode permitir a recuperação judicial, normalmente a melhor solução, mas e quando isso não ocorre? Neste caso despencam ações judiciais, muitas vezes buscando o cumprimento do fornecimento das matérias-primas, o que acaba por ser em vão. Outros casos, tenta-se uma indenização por quebra do contrato prefixado, o que costuma surtir um efeito melhor.

Contudo, simplificando, procure por uma franquia sólida e que tenha uma gerência de qualidade, porque se ela quebrar, bom, você estará em sérios apuros.

Ficou preocupado? Agora vou tranquiliza-lo: estudos apontam que as franquias tem 8x menos chance de ir à falência do que outro negócio próprio. Mas é bom sempre observar o risco!

Agora Que Sabe Quanto Custa Uma Franquia, o Que Acha de Iniciar a Sua? Conte Nos Comentários o Que Achou do Texto!

5.00 avg. rating (89% score) - 1 vote

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA