O Que Você Deve Saber Antes de Comprar Uma Franquia

O Que Você Deve Saber Antes de Comprar Uma Franquia
O Que Você Deve Saber Antes de Comprar Uma Franquia

Ser o próprio patrão. Esse é o sonho de muita gente. Mas abrir um negócio nem sempre é tarefa fácil e muitos optam pelas franquias. Afinal, são modelos já testados e com poucas chances de dar errado. Mas, ainda assim, surgem algumas dúvidas. E, antes de fechar o negócio e investir o rico dinheirinho, é melhor saná-las. Marcus Rizzo, da consultoria Rizzo Franchise esclarece algumas questões que devem ser pesquisadas e tratadas antes da assinatura do contrato. Vamos a elas?

Que tipo de negócio você quer?

Para começar, o especialista sugere saber que produtos ou serviços você gostaria de comercializar? “Sua melhor aposta é encontrar uma franquia com a qual realmente se identifique. Pior do que um emprego com qual você não goste é ter um negócio com o qual não se identifica.”, garante Marcus. Aqui cabe também uma outra questão: Quanto você realmente gosta deste negócio? “Pense que pelo menos nos próximos dez anos, todos os dias, você deverá estar presente no negócio. É o olho do dono que engorda o gado!”, observa.

Quanto você tem para investir?

Depois, você vai precisar esclarecer quanto dinheiro tem disponível para investir. “Ter o capital necessário para investir é muito importante. Não acredite que você vai conseguir depois e, se não tiver, passe o chapéu na família e amigos. Bancos só em casos excepcionais e nem pense começar endividado”, alerta o consultor. Além disso, é bom ficar esperto com os gastos extras e qual seria o custo total de aquisição negócio. “Além da taxa de franquia e o investimento para instalar o negócio você ainda terá outras despesas pré-operacionais como treinamento, locação, pessoal e treinamento. É importante ter a reserva de capital de giro para iniciar o negócio”, diz o especialista.

O franqueador está disponível?

Agora, vamos partir para a negociação. Marcus avisa que é importante prestar atenção e saber com quem você está conversando. “Não aceite intermediários – corretores, consultores ou qualquer outro terceirizado. Todos ganham comissão pela venda e estarão interessados em lhe vender. Promessas na venda não serão necessariamente entregues pelo franqueador”, pondera.

Você conhece a franqueadora e sabe como ela funciona?

Saber sobre a experiência da franqueadora pode te livrar de muitas dores de cabeça. “Você deve saber o histórico da franquia: Há quanto tempo existe? É uma rede nova ou já estabelecida há anos? Quantas unidades próprias e outras franquias existem, onde estão localizadas e quantas já foram fechadas?”, pontua Marcus.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

A estabilidade e conhecimento da organização franqueadora também são pontos bastante importantes. Por isso, o consultor diz que deve-se saber sobre o conhecimento dos dirigentes da franqueadora na operação do negócio antes de implantar a franquia (seleção e negociação do ponto, arquitetura, instalações, equipamentos e o treinamento) e após a implantação (suporte operacional). Além disso, é necessário pesquisar sobre as impressões dos franqueados. “A maioria dos atuais franqueados está satisfeito com o negócio? Nome e endereço dos franqueados devem ser fornecidos. Converse com, pelo menos, quatro deles sobre cada um dos pontos levantados e, especialmente, sobre suas experiências com a franqueadora”, sugere Marcus.

Que suporte a rede oferece?

É muito importante estar a par do treinamento oferecido pela franqueadora. Então, pergunte sobre o treinamento e suporte que será fornecido. Você vai receber passo a passo as instruções e um treinamento prático? Quais os manuais e outros materiais que você receberá? Você será obrigado a comprar insumos ou produtos do franqueador? “Tome muito cuidado com as franquias onde o franqueador é o único ou o principal fornecedor. Toda a estrutura de organização da franqueadora estará voltada para lhe vender e não para lhe ajudar a vender”, alerta o consultor.

Com que mercado vou trabalhar?

Outro ponto que merece destaque é a distância mínima que sua franquia terá de outra. Dessa forma, você poderá analisar o tamanho do mercado para os produtos ou serviços da franquia na sua área de atuação e quem são os concorrentes. A localização do franqueador também deve ser estudada. De acordo com Marcus é bom pesquisar sobre o sucesso das franquias que estão longe do franqueador e se elas recebem o suporte adequado e constante.

Preciso ler os pormenores do contrato?

Os termos do contrato sobre o tempo e sua propriedade são de suma importância. Se você quiser continuar, quando o contrato expirar, ele será renovado automaticamente? Trata-se de um contrato curto que exige o pagamento de novas taxas? “Peça a Circular de Oferta de Franquias que contém todas as informações sobre o negócio e os contratos – a entrega é obrigatória”, avisa o especialista da Rizzo Franchise, completando: “Atente para as cláusulas que exigem arbitragem na localidade da franqueadora. Em caso de litígio, você terá que bancar todas as viagens e despesas de arbitragem”.

E preste muita atenção também ao tratamento que você recebeu desde que demonstrou interesse em abrir uma franquia. “Provavelmente, esta será a forma com que será atendido depois de adquirir a franquia!”, finaliza Marcus Rizzo.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA