Como aproveitar melhor uma Feira de Franquias

photodune-6482068-franchise-opportunity-hanging-banner-xs-300x267Para aqueles que desejam empreender e vêem no sistema de franquias um excelente caminho, mas ainda não escolheram o negócio, as feiras de franquias que acontecem Brasil afora são uma excelente opção. Esses locais são um mar de oportunidades. Há redes para todos os gostos: diversos modelos de negócio, uma infnidade de segmentos, democráticos valores para investimento.

Se você está realmente a fim de visitar uma feira dessas e nem sabe por onde começar, o especialista Marcus Rizzo, da Rizzo Franchise, preparou um passo a passo a sua ida ao evento mais produtiva e sem perdas de tempo:

Passo 1 – Prepare-se para o evento

– Decida que tipos de negócios mais lhe atraem
“Uma boa franquia para você escolher é aquela que está dentro de um setor ou ramo de atividade que mais se identifica com você. Sendo assim, se você é apaixonado, por exemplo, por carros, pode facilmente ser atraído por franquias como oficinas mecânicas, postos de combustíveis, locadoras ou concessionárias de automóveis, etc”, explica Marcus.

– Prepare-se para ir a um evento de negócios
O especialista aconselha deixar o traje esportivo de lado e vestir-se para uma ocasião de negócios, ainda que de forma casual. “Deixe as crianças em casa e não se esqueça de levar cartões de visita e uma pasta para coletar informações das franquias de seu interesse”, orienta.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 4 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

 

Passo 2 – Como desenvolver um plano para a feira

– Planeje sua ida nos primeiros dias
Normalmente, a feira de franquias acontece de quarta-feira a sábado, sempre no período da tarde e à noite, mas sexta-feira e sábado são os dias mais concorridos e todos estão muito cansados. “É no início que as pessoas estão mais animadas nos stands para um melhor atendimento”, alerta Rizzo. Então, programe-se!

– Avalie com calma a localização dos stands
Quando chegar ao local, logo após efetuar a inscrição, tire alguns minutos para analisar o folder do evento. “Tome um café com calma e faça uma primeira avaliação das empresas que estão presentes, localizando-as previamente na planta que é oferecida. Selecione, então, aquelas que mais se identificam com o seu interesse”, ensina o consultor. Já sabe por onde começar?

– Percorra a feira com método
Ter disciplina é o primeiro passo para que você consiga realizar sua visita com sucesso. “Priorize a visita aos stands dos negócios que você tem interesse e não subestime o tempo necessário para cada stand”, sinaliza Rizzo, dizendo que o ideal é que cada visita, inicialmente, não ultrapasse 15 minutos. “Nesta etapa, procure descartar imediatamente as franquias que não lhe interessaram”, observa.

Passo 3 – As perguntas certas para avaliar as franquias

– Eliminando as franquias que não são para você
Marcus Rizzo explica que a melhor maneira de fazer isso é fazendo três perguntas objetivasAs questões sugeridas são:
1- Que tipo de financiamentos vocês oferecem para adquirir a franquia?
2- Qual é o tipo de experiência exigida para o negócio?
3- Vocês desejam colocar uma franquia na minha cidade?

– Conhecendo um pouco mais sobre a franquia
Interessou? Parta para a próxima etapa. O conselho de Rizzo é fazer perguntas igualmente diretas, porém mais detalhadas e que podem gerar uma boa conversa sobre o negócio:
1- Em que consiste o conceito e o sistema de operação do negócio? (Toda franquia possui um conceito, tente obter informações que você não encontrará nos materiais de venda de franquias).
2- Vocês possuem um plano de crescimento na minha região? (Esta resposta pode lhe dar uma ideia sobre os esforços que serão dirigidos pela organização franqueadora para a sua região).
3- Posso pegar seu material promocional da franquia? (Procure conferir as informações passadas com o material fornecido).
4- Pode me explicar seu programa de treinamento para o negócio? (Verifique o tempo do treinamento, onde ele acontece e sua profundidade. Um programa de treinamento sólido representa o cuidado do franqueador com seus franqueados).
5- Quantas unidades próprias vocês operam? (Um dos pontos mais importante no franchising, para não dizer o mais importante é o know-how que o franqueador tem para lhe oferecer. Se um franqueador não opera nenhuma unidade, como ele poder lhe passar experiência para a sua operação?
6- Como funciona o suporte ao franqueado? (Um franqueador com bom suporte pode representar a diferença entre sucesso e fracasso. Verifique se esse suporte já existe desde o início da instalação da franquia e durante sua operação).

– O franqueador que não cobra taxas
Ligue o alerta amarelo. De acordo com Rizzo, isto pode parecer ser uma vantagem mas, no Franchising, são as taxas que remuneram todo o treinamento e suporte que o franqueador vai dar a você. Logo, será que o suporte não será igual à taxa, ou seja, zero?

– Deixe as perguntas financeiras para os franqueados da rede responderem
Normalmente, a pergunta inicial que todos fazem é quanto dinheiro é necessário para instalar a franquia. Esta é sempre uma questão muito difícil de ser respondida pelo franqueador, pois depende de uma série de variáveis específicas, como performance de negócios já em operação, ponto comercial e do próprio mercado de atuação do negócio. “É melhor conversar com franqueados da rede para saber, na prática, tudo o que foi necessário para começar a operar a franquia”, ressalta Marcus.

Passo 4 – Cuidado com os perigos

– Corretores de franquias
Sempre muito cuidado com aqueles stands em que várias franquias são agrupadas por corretores, mesmo credenciados por franqueadores. “Os corretores são movidos pela comissão de venda da franquia, nunca pela relação de continuidade dela por longo tempo”, analisa o consultor, alertando que uma franquia que necessita de terceiros para realizar suas vendas, dá sinais de que também não possui preparo suficiente para entregar o que foi vendido por terceiros.

– Sem compromissos
Veja bem a comparação feita por Marcus Rizzo: “Feira, como o nome mesmo diz, é um lugar de “balada”, nada apropriado para fazer ou receber pedidos de casamento. Antes de casar, deve-se investigar muito. Não assine nada, nem se comprometa com nenhum dos negócios, mesmo que você esteja totalmente “apaixonado””, brinca.

– Não seja “rato de laboratório”!
Tenha sempre muita calma antes de entusiasmar-se com a ala das franquias internacionais da feira. “Certamente, você é quem acabará como o “rato de laboratório”, experimentando os novos conceitos no Brasil”, finaliza Marcus Rizzo.

Já foi a alguma feira? Como foi sua experiência? Divida-a conosco! Comente.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA